Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

interarmas

interarmasinterarmas | adj. 2 g. 2 núm.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

in·te·rar·mas in·te·rar·mas


(inter- + arma)
adjectivo de dois géneros e de dois números
adjetivo de dois géneros e de dois números

[Militar]   [Militar]  Comum a ou que engloba várias armas (infantaria, artilharia, etc.) do exército.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "interarmas" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

junho de 1960 para Angola, para Luanda. Falou-se, ainda, na criação do Centro Inter-Armas , em Cabinda, mas a ideia não se concretizou por divergências interpares. Para executar as ditas missões especiais em Angola, exigia-se, em alto grau, total abnegação; grande espírito de sacrifício; alta compreensão

Em Alberto Helder

...e da Guerra da Coreia e que ainda viria a presidir ao JCS (Estado-Maior interarmas das Forças Armadas norte-americanas) e a ser o embaixador dos Estados Unidos em Saigão...

Em Herdeiro de Aécio

de saúde, coordenação inter-armas e com os aliados, era coisa impossível e Portugal bem cara pagou a aventura. Quanto à I Guerra Mundial, as megalomanias propagandeadas pela gente do poder vigente ou pela normalmente desnorteada Ilustração Portuguesa - apenas um exemplo entre uma miríade de outros

Em Real Associação da Beira Litoral

de saúde, coordenação inter-armas e com os aliados, era coisa impossível e Portugal bem cara pagou a aventura. Quanto à I Guerra Mundial, as megalomanias propagandeadas pela gente do poder vigente ou pela normalmente desnorteada Ilustração Portuguesa - apenas um exemplo entre uma miríade de outros

Em Real Associação do Médio Tejo

de saúde, coordenação inter-armas e com os aliados, era coisa impossível e Portugal bem cara pagou a aventura. Quanto à I Guerra Mundial, as megalomanias propagandeadas pela gente do poder vigente ou pela normalmente desnorteada Ilustração Portuguesa - apenas um exemplo entre uma miríade de outros

Em estadosentido
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual é o superlativo absoluto sintético do adjectivo miúdo?
O adjectivo miúdo admite o superlativo regular miudíssimo e o irregular minutíssimo, derivado do superlativo latino minutissimus, do adjectivo minutus, que está na origem etimológica de miúdo.



A palavra "bué" foi ou não aceite na Língua Portuguesa?
Não há nenhuma instituição ou entidade que possa aceitar ou não uma palavra na língua ou determinar o que é aceite. A partir do momento em que uma palavra é utilizada, sobretudo por um número elevado de falantes e com larga difusão geográfica, passa a ser um facto linguístico e cabe ao utilizador da língua decidir acerca da sua utilização ou não, consoante o seu conhecimento linguístico, a situação em que se encontra e o uso próprio que ele faz da língua. Mesmo os chamados erros ou o desrespeito por determinadas regras não deixam de ser factos linguísticos e de fazer parte da língua; se o falante tiver conhecimento de que se trata de um erro, pode é optar por o utilizar ou não.

Em relação à palavra bué, não é de um erro que se trata, mas de um advérbio e pronome que faz parte de um registo mais informal da língua, muitas vezes denominado calão, mas cujas fronteiras são difíceis de definir. Como outras palavras deste nível de língua, é considerado normal ou seu uso em contextos informais, sendo desaconselhado ou desadequado em situações mais formais.

A eventual dicionarização de palavras de nível informal (o registo de bué no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa em 2001 foi, de alguma forma, polémico) não torna uma palavra aceite ou não, pois faz parte do conhecimento linguístico dos falantes saber em que situação usar determinado nível de língua. O uso de níveis de língua diferentes está relacionado com o conhecimento das situações de comunicação e dos códigos de conduta social, que passa também pela utilização da língua (um exemplo claro deste conhecimento é o uso dos chamados palavrões, ou tabuísmos, cuja utilização em determinadas situações é considerada altamente reprovável).


pub

Palavra do dia

re·fu·gar re·fu·gar


(latim refugo, -are)
verbo transitivo

1. Pôr de parte. = DESPREZAR, REJEITAR

2. [Brasil]   [Brasil]  Separar, apartar (ex.: refugar o gado).

Confrontar: refogar.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/interarmas [consultado em 22-01-2022]