Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

granita

granitagranita | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

gra·ni·ta gra·ni·ta


nome feminino

1. Bolinha formada de substância mole.

2. Caganita.

3. Grainha; semente de uva.

pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

...sem disparate de comicidade de mau-gosto – devo a minha vida também às gatas Granita , Lioz, Paraquedas (sem hífen) e Valsa e aos cães Bobi (sem acento), Chuqui,...

Em infotocopiavel

...Free Ice Cream Recipes Dairy Free Ice Cream Maker Recipes Ice Cream Maker Recipes Granita Recipe

Em Luiz Martins

Hoje, a Granita foi para um outro lugar..

Em infotocopiavel

Vai uma granita al limone ??

Em anabelamotaribeiro.pt

O bom siciliano come uma granita de café, com panna , e brioche..

Em anabelamotaribeiro.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Monitorar ou monitorizar?
Os verbos monitorar e monitorizar são formações correctas a partir do substantivo monitor, a que se junta o sufixo verbal -ar ou -izar, e têm o mesmo significado, pelo que são sinónimos. A opção por um ou por outro cabe ao utilizador; no entanto, os dicionários que seguem a norma europeia da língua portuguesa parecem preferir a forma monitorizar, pois é esta a única forma que aparece registada no Grande Dicionário Língua Portuguesa (Porto Editora, 2004) ou no Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado (Âncora Editora, 2001) e a edição portuguesa do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Círculo de Leitores, 2002) remete monitorar para monitorizar. Os dicionários que seguem a norma brasileira da língua portuguesa remetem geralmente monitorizar para monitorar, como é o caso da edição brasileira do Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (Objetiva, 2001) ou do Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Positivo, 2004).



Diz-se "vendem-se casas" ou "vende-se casas"?
Do ponto de vista exclusivamente linguístico, nenhuma das duas expressões pode ser considerada incorrecta.

Na frase Vendem-se casas, o sujeito é casas e o verbo, seguido de um pronome se apassivante, concorda com o sujeito. Esta frase é equivalente a casas são vendidas.

Na frase Vende-se casas, o sujeito indeterminado está representado pelo pronome pessoal se, com o qual o verbo concorda. Esta frase é equivalente a alguém vende casas.

Esta segunda estrutura está correcta e é equivalente a outras estruturas muito frequentes na língua com um sujeito indeterminado (ex.: não se come mal naquele restaurante; trabalhou-se pouco esta semana), apesar de ser desaconselhada por alguns gramáticos, sem contudo haver argumentos sólidos para tal condenação. Veja-se, por exemplo, a Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso CUNHA e Lindley CINTRA [Edições Sá da Costa, 1984, 14ª ed., pp. 308-309], onde se pode ler “Em frases do tipo: Vendem-se casas. Compram-se móveis. considera-se casas e móveis os sujeitos das formas verbais vendem e compram, razão por que na linguagem cuidada se evita deixar o verbo no singular”.

pub

Palavra do dia

lã·-de·-ca·me·lo |ê|lã·-de·-ca·me·lo |ê|lã de ca·me·lo |ê|


nome feminino

Tecido de lã com fio de seda. = GINGELINA, GINGERLINA

Plural: lãs-de-camelo.Plural: lãs-de-camelo.

• Grafia no Brasil: lã de camelo.

• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: lã de camelo.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: lã-de-camelo


• Grafia em Portugal: lã-de-camelo.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/granita [consultado em 16-01-2022]