PT
BR
Pesquisar
Definições



geração

A forma geraçãopode ser [derivação feminino singular de gerargerar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
geraçãogeração
( ge·ra·ção

ge·ra·ção

)


nome feminino

1. Acto ou efeito de gerar ou de se gerar.

2. Conjunto de funções pelas quais um ser organizado produz outro da sua espécie. = PROCRIAÇÃO

3. [Biologia] [Biologia] Conjunto dos seres vivos que têm os mesmos progenitores.

4. Grau de filiação ou de descendência em linha directa.

5. Conjunto de descendentes de um tronco familiar comum. = DESCENDÊNCIA, RAÇA

6. Descrição da origem e ramificações de uma família. = FAMÍLIA, GENEALOGIA, LINHAGEM, PARENTELA

7. Conjunto das pessoas da mesma época ou quem têm sensivelmente a mesma idade.

8. Tempo médio da duração da vida humana.

9. Gente; nação.

10. [Religião] [Religião] Filiação de conventos fundados por frades de outro convento da mesma ordem.

11. [Figurado] [Figurado] Produção.

12. Criação, concepção.

13. Derivação; desenvolvimento.

14. Formação.


de última geração

Que está na vanguarda ou que apresenta o nível mais avançado de desenvolvimento ou de conhecimento (ex.: tecnologia de última geração).

geração espontânea

[Biologia] [Biologia]  Hipótese que admitia a formação dos seres vivos a partir de matéria não viva. = ABIOGÉNESE, ABIOGENIA, HETEROGENESIA, HETEROGENIA

geração X

[Sociologia] [Sociologia]  Designação dada ao conjunto de pessoas que nasceram sensivelmente entre o final dos anos 1960 e o início dos anos 1980, a seguir à geração dos baby boomers.

geração Y

[Sociologia] [Sociologia]  Designação dada ao conjunto de pessoas que nasceram sensivelmente entre o início dos anos 1980 e o final dos anos 1990.

geração Z

[Sociologia] [Sociologia]  Designação dada ao conjunto de pessoas que nasceram sensivelmente entre o final dos anos 1990 e a década de 2010.

etimologiaOrigem etimológica:latim generatio, -onis.
gerargerar
( ge·rar

ge·rar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Dar existência a; procriar; conceber.

2. Produzir, dar.

3. Ter.

4. Causar, originar.


verbo intransitivo e pronominal

5. Formar-se, desenvolver-se.

6. Nascer.

etimologiaOrigem etimológica:latim gero, -are.
Confrontar: gerir.

Auxiliares de tradução

Traduzir "geração" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



A palavra moral é classificada como masculina ou feminina?
Tal como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, a palavra moral é usada como masculina e como feminina, consoante o seu significado.

Enquanto substantivo, designando “estado de espírito, disposição”, a palavra moral é do género masculino: “É preciso levantar o moral dos jogadores!”. Nos restantes sentidos mencionados no Dicionário Priberam – “conjunto de costumes, regras”; “ética”; “lição, ensinamento” – o substantivo moral é do género feminino: “De acordo com a moral e os bons costumes.”; “Escreveu um artigo sobre os princípios da moral kantiana.”; “Qual é a moral da história dos Três Porquinhos?”.

Enquanto adjectivo, a palavra moral (= relativo aos costumes, à ética) é usada quer com nomes (substantivos) masculinos, quer com nomes femininos: “Temos o dever moral de ajudar os outros.”, “Há normas morais que é preciso cumprir.”.




Em pesquisa no Dicionário Priberam sobre a palavra "transsexualidade" reparei que me é sugerida a forma "transexualidade" e reparei que pode haver sugestão de inclusão de palavra que não conste no dicionário. Venho então sugerir, e questionar sobre o uso correto da palavra, que transsexualidade e seus derivados sejam incluídos neste dicionário. Já encontrei diversas vezes uso de transsexualidade, inclusive no Grande Dicionário da Língua Portuguesa, da Porto Editora (2004), que indica as duas palavras como corretas, seja "transexualidade", seja "transsexualidade". Com efeito, toda a vida tenho ouvido a palavra como /trâns-sèxuál/ e são raras as vezes que oiço /trâncèxuál/. Daí acreditar que a forma correta de se escrever a palavra, ou pelo menos aceitável, é a de a escrever com dois esses. Se eu escrever a palavra com um esse soa-me mal, pois eu não a pronuncio dessa forma. Poderão ajudar-me com esta questão? E será possível a inclusão de "transsexual"?
A palavra transexual (e os seus derivados, como transexualidade, transexualismo, etc.) deverá ser escrita apenas com um , uma vez que em português o esse dobrado () representa o som [s] apenas em contextos intervocálicos (ex.: assar, isso, promessa, russo), e nunca em início de palavra ou depois de consoante. Esta reflexão aplica-se igualmente a outras palavras com o mesmo contexto, formadas com o prefixo trans- e uma palavra começada por (e seus derivados), que dever ser grafadas apenas com um (ex.: transecular, transiberiano, transubstanciar).

Sobre este assunto também se pronuncia Rebelo Gonçalves, no seu Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa (Coimbra: Atlântida, 1947, p. 75, OBS. 3.ª), uma das obras de referência maiores para a lexicografia portuguesa: "Não podendo haver a consoante dobrada ss, assim como a consoante dobrada rr, senão em posição intervocálica, o s do prefixo trans- é eliminado quando se segue um elemento começado por s: transecular, transiberiano, transubstanciação, transudar". O Acordo Ortográfico de 1990 não altera nada na grafia destas palavras.

Em relação à pronúncia desta palavra (e das outras que se encontram no mesmo contexto), é recomendada a pronúncia tran[s]exual e não tran[ch]exual ou tran[chs]exual, em especial em situações formais ou em que se pretenda uma pronúncia irrepreensível. São estas as recomendações de ortoépia das obras que apresentam transcrição fonética ou indicações de pronúncia. No entanto, ao contrário da ortografia, em que as regras são convenções rígidas, não há critérios rigorosos de correcção linguística no que diz respeito à pronúncia, desde que certas relações entre ortografia e fonética sejam respeitadas.