PT
BR
Pesquisar
Definições



furada

A forma furadapode ser [feminino singular de furadofurado], [feminino singular particípio passado de furarfurar] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
furadafurada
( fu·ra·da

fu·ra·da

)


nome feminino

1. [Brasil] [Brasil] Acto ou efeito de furar.

2. [Brasil] [Brasil] Aquilo que frustra as expectativas, que não resulta, que decepciona ou que causa aborrecimento. = ROUBADA

3. [Brasil] [Brasil] [Futebol] [Futebol] Pontapé falhado.

4. [Brasil, Calão] [Brasil, Tabuísmo] Mulher solteira que não é virgem.

etimologiaOrigem etimológica:feminino de furado.
furarfurar
( fu·rar

fu·rar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Abrir furo ou furos em.

2. Perfurar.

3. Arrombar.

4. [Figurado] [Figurado] Penetrar, descobrir.

5. Frustrar, transtornar.


verbo intransitivo

6. Abrir caminho por meio de.

7. Irromper, sair.

8. Entrar, penetrar.

9. [Informal] [Informal] Fazer perder a virgindade.

etimologiaOrigem etimológica:latim foro, -are.
furadofurado
( fu·ra·do

fu·ra·do

)
Imagem

Portugal: MadeiraPortugal: Madeira

Túnel.


adjectivoadjetivo

1. Que se furou.

2. Que tem algum furo ou buraco.

3. [Informal] [Informal] Que come muito e não engorda.

4. [Informal] [Informal] Que se frustrou (ex.: planos furados). = GORADO


nome masculino

5. [Portugal: Madeira] [Portugal: Madeira] Túnel.Imagem

6. [Brasil] [Brasil] Canal que une dois rios.

7. [Brasil] [Brasil] Trecho rectilíneo de um rio.

etimologiaOrigem etimológica:particípio de furar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "furada" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Porque é que há uma insistência tão grande em dizer deslargar, destrocar, etc? Há alguma razão que eu desconheça? Na minha modesta opinião estas palavras são insultos à nossa bela língua portuguesa. Estarei certa?
O prefixo des-, para além de exprimir as noções de afastamento (ex.: desabafar, deslocar), negação ou privação (ex.: desacordar, desagradável), cessação (ex.: desimpedir, desacelerar) ou separação (ex.: descascar, desfolhar), é também utilizado na língua portuguesa como partícula de reforço. Assim, poderá encontrar em dicionários de português palavras como desabalar, destrocar ou desinquieto, registadas devido à sua frequência, apesar de serem geralmente aceitáveis apenas em contextos mais informais e na oralidade. O falante deverá sempre adequar a utilização destas palavras ao nível de língua apropriado.

Existem outros prefixos na língua com esta função de reforço. São os chamados prefixos protéticos, porque não acrescentam valores semânticos às palavras às quais se apõem (ex.: amostrar, assoprar).