Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
escusaescusa | s. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de escusarescusar
2ª pess. sing. imp. de escusarescusar
fem. sing. de escusoescuso
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

es·cu·sa es·cu·sa
(derivação regressiva de escusar)
substantivo feminino

1. Acto ou efeito de escusar(-se). = ESCUSAÇÃO

2. Razão apresentada para justificar ou desculpar algo ou alguém. = DESCULPA, JUSTIFICAÇÃO

3. Dispensa de serviço ou obrigação.


es·cu·sar es·cu·sar - ConjugarConjugar
(latim excuso, -are)
verbo transitivo

1. Desculpar.

2. Dispensar; eximir.

3. Não ter precisão de.

4. Evitar, poupar.

verbo intransitivo

5. Não precisar; prescindir.

6. Evitar, poupar.

verbo pronominal

7. Desculpar-se; dispensar-se.


es·cu·so es·cu·so 1
(derivação regressiva de escusar)
adjectivo
adjetivo

1. Dispensado; recusado; aposentado.

2. Que não tem uso.

3. Escondido, esconso.

4. Por onde não se faz serventia contínua.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "escusa" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Cronopata é erro? Pela sua etimologia, creio que estaria correctamente no dicionário... Mas não consta... Neologismo? Porque ainda não adoptado oficialmente?
As palavras cronopatia e cronopata, apesar de não se encontrarem registadas em nenhum dos dicionários de língua portuguesa por nós consultados, estão correctamente formadas (com os elementos de formação crono-, derivado do grego khrónos, que significa “tempo”, e -patia e -pata, derivados do grego páthe, que significa “doença” ou “dor”). Na medicina, a cronopatia pode designar o conjunto de patologias que estão relacionadas com desvios, atrasos ou avanços no crescimento; pode também referir-se à incapacidade para gerir o tempo ou para cumprir horários. Cronopata será a pessoa que sofre de alguma destas patologias.



Como devo falar ou escrever: "o Departamento a que pertence o funcionário" ou "o Departamento ao qual pertence o funcionário".
Nenhuma das expressões que refere está incorrecta, uma vez que, em orações subordinadas adjectivas relativas, o pronome relativo que pode, de uma maneira geral, ser substituído pelo seu equivalente o qual, que deverá flexionar em concordância com o género e número do antecedente (ex.: os departamentos aos quais pertence o funcionário). No caso em questão, o pronome relativo tem uma função de objecto indirecto do verbo pertencer, que selecciona complementos iniciados pela preposição a, daí que os pronomes que e o qual estejam antecedidos nestas expressões por essa preposição (a que e ao qual).

É de notar que a utilização da locução pronominal o qual e das suas flexões não deve ser feita quando se trata de uma oração relativa adjectiva restritiva que não é iniciada por preposição, isto é, quando a oração desempenha a função de um adjectivo que restringe o significado do antecedente (ex.: o departamento [que está em análise = analisado] vai ser reestruturado; *o departamento o qual está em análise vai ser reestruturado [o asterisco indica agramaticalidade]).

pub

Palavra do dia

in·ven·ti·vo in·ven·ti·vo
(inventar + -ivo)
adjectivo
adjetivo

1. Que tem o dom da invenção.

2. Que mostra criatividade ou imaginação. = ENGENHOSO

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/escusa [consultado em 07-04-2020]