Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
doutrinadoutrina | s. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de doutrinardoutrinar
2ª pess. sing. imp. de doutrinardoutrinar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

dou·tri·na dou·tri·na
(latim doctrina, -ae, ensino, instrução, ciência, erudição, princípio)
substantivo feminino

1. Princípios fundamentais de uma crença, sistema ou ciência.

2. Erudição, saber; ensino; norma.

3. [Religião católica]   [Religião católica]  Formulário das orações e do ensino religioso que convém dar aos católicos. = CATECISMO


dou·tri·nar dou·tri·nar - ConjugarConjugar
(doutrina + -ar)
verbo transitivo

1. Instruir em uma doutrina. = ENSINAR

2. Instruir nos princípios de alguma doutrina ou ideia. = CATEQUIZAR

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "doutrina" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Qual é o género da palavra própolis? Tanto quanto sei, é apenas substantivo feminino, apesar de haver quem use a palavra como sendo masculina mas, quanto a mim, de forma errada.
A classificação da palavra própolis (o própolis ou a própolis) não é consensual nas principais obras lexicográficas portuguesas.

Com efeito, no Grande Dicionário da Língua Portuguesa (10.ª ed., Lisboa: Editorial Confluência, 12 vol., 1949-1959), de António de Morais Silva, própolis é classificada apenas como substantivo masculino. A mesma opção é seguida por José Pedro Machado no Grande Dicionário da Língua Portuguesa (12 vol., Porto: Amigos do Livro Editores, 1981) mas, no Grande Vocabulário da Língua Portuguesa (Lisboa: Âncora Editora, 2001), do mesmo autor, já se encontra própolis com indicação: “s. m. e s. f.”. Não se pense porém que a indicação dos dois géneros é recente, pois o Dicionário de Língua Portuguesa (10.ª ed., 2 vol., Lisboa: Livraria Bertrand, 1949), de Cândido de Figueiredo, já registava essa opção. Na tradição lexicográfica brasileira a questão não é problemática, já que tanto própolis como própole são considerados substantivos femininos ou substantivos masculinos.

Pesquisas em corpora e em motores de busca da Internet revelam que o emprego de própolis como substantivo feminino é mais frequente mas que também existem ocorrências muito significativas de própolis como substantivo masculino. A flutuação de género que se verifica no uso real da língua e na própria dicionarização da palavra justifica a classificação de própolis como substantivo feminino ou masculino de dois números.




Como se deve escrever, no meio de um texto: Estados-Membros ou Estados-membros (estando a ser referidos, por exemplo, os países que integram a UE)? Escrever-se-á Vice-Presidente ou Vice-presidente?
O uso das maiúsculas está previsto pelos documentos legais que regulam a ortografia do português (o Acordo Ortográfico de 1990, ou, anteriormente, o Acordo Ortográfico de 1945, para o português europeu, e o Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil).

Os textos legais não prevêem explicitamente o uso das maiúsculas para palavras hifenizadas (ex.: vice-presidente, estado-membro). No entanto, nesses textos há exemplos (ex.: Albergaria-a-Velha, Acordo Luso-Brasileiro, Grã-Bretanha) e observações (ex.: referência ao uso de minúscula inicial para partículas monossilábicas no interior de vocábulos compostos ou de expressões que têm iniciais maiúsculas) em que se deduz, por analogia, que nesses casos as várias partes da palavra hifenizada deverão ter maiúsculas (ex.: Vice-Presidente, Estado-Membro), excepto se se tratarem de artigos definidos, contraídos ou não, ou de outros monossílabos gramaticais (ex.: Trás-os-Montes).

É de salientar ainda que se um nome comum hifenizado tiver de ser maiusculizado por estar em início de frase (e não pela decisão do utilizador de usar maiúsculas), apenas a primeira letra da palavra hifenizada deverá estar em maiúscula (ex.: Estado-membro denuncia acordo).

pub

Palavra do dia

cri·ou·lo cri·ou·lo
(criar + -olo)
substantivo masculino

1. Descendente de europeus nascido na América.

2. Negro nascido no Brasil.

3. [Brasil]   [Brasil]  Pessoa, animal ou vegetal, próprio de certas localidades.

4. [Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]  Língua, originada pelo contacto intenso de uma língua europeia com as línguas, nativas ou não, faladas numa região, que combina e transforma traços dessas línguas e que se tornou língua materna de uma comunidade (ex.: crioulo de base lexical portuguesa; crioulo de base francesa).

5. [Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]  Língua de base lexical portuguesa, falada em Cabo Verde, que engloba diferentes variedades.

adjectivo
adjetivo

6. [Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]  Que é relativo a um crioulo.

7. [Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]  Que é relativo ao crioulo de Cabo Verde.

8. [Brasil]   [Brasil]  Nascido em certa localidade. = ABORÍGENE, AUTÓCTONE

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/doutrina [consultado em 21-02-2019]