Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
doutrinadoutrina | s. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de doutrinardoutrinar
2ª pess. sing. imp. de doutrinardoutrinar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

dou·tri·na dou·tri·na
(latim doctrina, -ae, ensino, instrução, ciência, erudição, princípio)
substantivo feminino

1. Princípios fundamentais de uma crença, sistema ou ciência.

2. Erudição, saber; ensino; norma.

3. [Religião católica]   [Religião católica]  Formulário das orações e do ensino religioso que convém dar aos católicos. = CATECISMO


dou·tri·nar dou·tri·nar - ConjugarConjugar
(doutrina + -ar)
verbo transitivo

1. Instruir em uma doutrina. = ENSINAR

2. Instruir nos princípios de alguma doutrina ou ideia. = CATEQUIZAR

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "doutrina" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Eu posso usar a palavra amiguíssima? Recebi um texto de um autor desconhecido que contém esta palavra: "Mulheres, personalidades honradíssimas Temos nós, orgulho em tê-las. Mãe, amada, irmã... amiguíssimas Impossível não percebê-las. Desde as meigas, às extremistas, Não há quem possa vencê-las." Coloquialmente é errado falar/escrever esta palavra?
O adjectivo amigo aceita um superlativo regular (amiguíssimo) e um irregular (amicíssimo), derivado do superlativo latino.

Por favor, consulte também outra dúvida já respondida sobre o mesmo assunto em superlativos eruditos.




Na frase O colar que eu vi era magnífico, o que, sendo um pronome relativo, tem uma função sintáctica. Neste caso, será a de nome predicativo do sujeito ou a de complemento directo?
Para determinar a função sintáctica do pronome relativo que é necessário analisar a estrutura da frase O colar que eu vi era magnífico. Esta frase é constituída por um sujeito (o colar que eu vi) e por um predicado (era magnífico) que inclui um verbo copulativo (ser) e um adjectivo (magnífico), o qual desempenha a função de predicativo do sujeito. O sujeito da frase principal (o colar que eu vi), que é onde se encontra o pronome que, contém uma frase ou oração relativa (que eu vi), cujo antecedente é o colar. Nesta oração, o sujeito é o pronome pessoal eu; sendo o verbo ver um verbo transitivo directo, isto é, um verbo que selecciona complemento directo, o pronome que está a desempenhar essa função de complemento directo (que eu vi = eu vi o colar).
pub

Palavra do dia

xi·le·ma |ê| xi·le·ma |ê|
(xilo- + -ema)
substantivo masculino

1. [Botânica]   [Botânica]  Nome científico do tecido vegetal, formado de células vivas, de fibras e de vasos que constituem a madeira. = LENHO

2. Madeira.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/doutrina [consultado em 23-01-2019]