PT
BR
Pesquisar
Definições



distorcerdes

A forma distorcerdespode ser [segunda pessoa plural do futuro do conjuntivo de distorcerdistorcer] ou [segunda pessoa plural infinitivo flexionado de distorcerdistorcer].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
distorcerdistorcer
|ê| |ê|
( dis·tor·cer

dis·tor·cer

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Alterar a forma ou as características habituais de. = DEFORMAR

2. Alterar o sentido de. = DESVIRTUAR, DETURPAR

etimologiaOrigem etimológica:latim distorqueo, -ere, voltar para um e outro lado, torcer.
Confrontar: destorcer.

Auxiliares de tradução

Traduzir "distorcerdes" para: Espanhol Francês Inglês


Dúvidas linguísticas



Qual a forma correta: "Ela é mais alta do que ele" ou "Ela é mais alta que ele"?
Ambas as frases estão correctas porque tanto a conjunção que quanto a locução conjuncional do que introduzem o segundo termo de uma comparação, conforme pode verificar clicando na hiperligação para o Dicionário Priberam.

Geralmente, do que pode ser substituído por que: este é ainda pior do que o outro = este é ainda pior que o outro, é preferível dizer a verdade do que contar uma mentira = é preferível dizer a verdade que contar uma mentira.

No entanto, quando o segundo termo da comparação inclui um verbo finito, como em o tecido era mais resistente do que parecia, a substituição da locução do que por que não é possível e gera agramaticalidade: *o tecido era mais resistente que parecia.




Porque é que há uma insistência tão grande em dizer deslargar, destrocar, etc? Há alguma razão que eu desconheça? Na minha modesta opinião estas palavras são insultos à nossa bela língua portuguesa. Estarei certa?
O prefixo des-, para além de exprimir as noções de afastamento (ex.: desabafar, deslocar), negação ou privação (ex.: desacordar, desagradável), cessação (ex.: desimpedir, desacelerar) ou separação (ex.: descascar, desfolhar), é também utilizado na língua portuguesa como partícula de reforço. Assim, poderá encontrar em dicionários de português palavras como desabalar, destrocar ou desinquieto, registadas devido à sua frequência, apesar de serem geralmente aceitáveis apenas em contextos mais informais e na oralidade. O falante deverá sempre adequar a utilização destas palavras ao nível de língua apropriado.

Existem outros prefixos na língua com esta função de reforço. São os chamados prefixos protéticos, porque não acrescentam valores semânticos às palavras às quais se apõem (ex.: amostrar, assoprar).