Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

desazado

desazadodesazado | adj.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

de·sa·za·do de·sa·za·do


(desazo + -ado)
adjectivo
adjetivo

1. Que não tem cabimento ou não é oportuno. = DESCABIDO, INOPORTUNO

2. Que não apresenta aptidão para algo. = INAPTO

3. Que não tem cuidado consigo próprio ou com as coisas. = DESMAZELADO

Confrontar: desasado.
pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

Aventureiro, quis esmagar os sindicatos, mas terminou desazado

Em correntes

Aventureiro, quis esmagar os sindicatos, mas terminou desazado ..

Em O Cantinho da Educa

Aventureiro, quis esmagar os sindicatos, mas terminou desazado ..

Em Geopedrados
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de tirar uma dúvida sobre a grafia da cidade marroquina de Marraqueche. Gostaria ainda de saber se está correcto escrever assim sem antepor artigos a todos estes países: ...designadamente França, Itália, Espanha, Malta...
A grafia do topónimo marroquino deveria ser, segundo Rebelo Gonçalves no Vocabulário da Língua Portuguesa de 1966, Marráquexe, mantendo a acentuação esdrúxula da língua de origem. Podemos no entanto verificar, através de pesquisas em corpora e motores de busca, que esta forma é muito pouco usada em português, sendo a forma Marraquexe muito mais usual (esta acentuação grave é considerada por alguns um galicismo, mas na verdade aproxima-se também da acentuação mais regular do português).

Em relação ao uso de artigo antes de certos topónimos, ela é discutível e é difícil encontrar critérios coerentes que a regulem, mas em enumerações como a que refere é muito normal não haver utilização de artigo (ex.: Diversos países assinaram o acordo, designadamente França, Itália, Espanha e Malta). Noutros contextos, as gramáticas são pouco claras, pois é difícil estabelecer critérios exaustivos. Os países referidos, porém, surgem frequentemente na lista de topónimos que no português de Portugal dispensam artigo (ex.: Ele está em França; Foi a Malta nas férias) ao contrário de outros que o exigem (ex.: Ele está no Brasil; Foi à Argentina nas férias).




É correcto dizer Explicações do 5º ao 12º anos?
A expressão a usar deverá ser preferencialmente explicações do 5.º ao 12.º ano.

Trata-se de uma expressão para indicar um intervalo que tem como limites o 5.º ano e o 12.º ano, em dois sintagmas nominais diferentes, com utilização da preposição de em correlação com a preposição a. A expressão será equivalente a explicações do 5.º ano ao 12.º ano, sem a elisão (usual para evitar repetição) da primeira referência a ano, pelo que, do ponto de vista lógico, não há motivo para colocar ano no plural, pois serão sempre dois sintagmas diferentes, um indicando o limite inicial e outro o limite final.

Esta dúvida surge provavelmente por analogia com outras construções em que há dois ou mais sintagmas nominais que desempenham exactamente a mesma função gramatical, nomeadamente estruturas de coordenação, copulativas (ex.: o 5.º e 6.º anos não tiveram aulas) ou disjuntivas (ex.: a ficha destina-se ao 5.º ou 6.º anos), em que os sintagmas nominais podem inclusivamente ser substituídos por um único grupo nominal ou pronome (ex.: esses anos não tiveram aulas; a ficha destina-se a ambos os anos). O mesmo tipo de substituição não pode ser feito no exemplo referido na questão colocada, pois perder-se-ia a indicação dos limites.

pub

Palavra do dia

su·ma·ca su·ma·ca


(neerlandês smak)
nome feminino

[Náutica]   [Náutica]  Embarcação rasa e ligeira, de dois mastros, usada especialmente na América do Sul (ex.: sumacas de cabotagem fluvial).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/desazado [consultado em 29-01-2022]