Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
corrupçãocorrupção | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

cor·rup·ção cor·rup·ção
(latim corruptio, -onis, deterioração, sedução, depravação)
substantivo feminino

1. Acto ou efeito de corromper ou de se corromper.

2. [Antigo]   [Antigo]  Deterioração física de uma substância ou de matéria orgânica, por apodrecimento ou oxidação (ex.: após vários meses no mar, a corrupção dos mantimentos era inevitável). = DECOMPOSIÇÃO, PUTREFACÇÃO, PUTRESCÊNCIA

3. Alteração do estado ou das características originais de algo. = ADULTERAÇÃO

4. Comportamento desonesto, fraudulento ou ilegal que implica a troca de dinheiro, valores ou serviços em proveito próprio (ex.: os suspeitos foram detidos sob alegação de corrupção e desvio de fundos).

5. [Figurado]   [Figurado]  Degradação moral (ex.: corrupção de valores). = DEPRAVAÇÃO, PERVERSÃO

6. Sedução (ex.: o réu foi condenado pela corrupção de pessoa menor de 14 anos).


corrupção de menores
Crime que consiste na sedução de um indivíduo menor de idade ou no seu aliciamento para práticas pornográficas ou de prostituição.



pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "corrupção" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Usa-se crase na frase "Atendimento a grupos"?
Na expressão atendimento a grupos não deverá usar a crase.

A crase é a contracção de duas vogais iguais, na maioria dos casos, contracção da preposição a com o artigo definido a quando este precede um substantivo feminino (ex.: devolveu o livro à colega) e com a locução relativa a qual (ex.: esta é a colega à qual ele devolveu o livro). Há também locuções fixas que contêm crase, onde se pode subentender o substantivo feminino moda ou maneira (ex.: cozido à portuguesa = cozido à [moda/maneira] portuguesa). Não poderá usar a crase numa expressão como atendimento a grupos, pois grupos é um substantivo masculino plural e não poderia ser antecedido do artigo definido feminino a.

Normalmente, não se usa a crase antes de nome masculino, como é o caso (ex.: atendimento a grupos), de artigo indefinido (ex.: atendimento a uma clientela), de forma verbal (ex.: esteve a atender) ou de topónimos que não precisam de artigo (ex.: chegou a Brasília). Há ainda locuções fixas que não contêm crase (ex.: estavam frente a frente).




Como se deve fazer o plural de dois grupos nominais em que o nome é o mesmo? Por exemplo, dois adjetivos de um nome que se repete. Como exemplo, há esta frase que tenho lido nos jornais: "a 8ª e 9ª avaliações da troika" ou " as 8ª e 9ª avaliações da troika". E, já agora, qual das seguintes formas é a correta: " a 8ª e a 9ª avaliação" ou "a 8ª e a 9ª avaliações"?
Nos casos apresentados, a concordância poderá ser feita no singular ou no plural, sem haver, em nenhum dos casos, qualquer incorrecção. Mais especificamente, a coordenação dos elementos que refere pode gerar as seguintes concordâncias nominais:

i) a 8.ª e a 9.ª avaliação da troika.
Neste caso, está subentendido o substantivo avaliação no primeiro termo da coordenação: a 8.ª [avaliação] e a 9.ª avaliação da troika.

ii) a 8.ª e a 9.ª avaliações da troika.
Neste caso, a coordenação dos numerais ordinais (a 8.ª e a 9.ª) concorda com o substantivo plural avaliações.

iii) a 8.ª e 9.ª avaliações da troika.
Este caso é semelhante ao anterior, apenas está subentendido o artigo definido a antes do segundo termo da coordenação: a 8.ª e [a] 9.ª avaliações da troika.

iv) as 8.ª e 9.ª avaliações da troika.
Neste caso, a coordenação dos numerais ordinais (8.ª e 9.ª) concorda com o artigo definido plural as e com o substantivo plural avaliações.

As hipóteses acima são também as referidas por Evanildo Bechara na sua Moderna Gramática Brasileira (Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, p. 546).

pub

Palavra do dia

la·ti·ni·par·la la·ti·ni·par·la
(latim + forma do verbo parlar)
substantivo de dois géneros

[Depreciativo]   [Depreciativo]  Pessoa que faz alarde de saber latim.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/corrup%C3%A7%C3%A3o [consultado em 19-02-2019]