PT
BR
Pesquisar
Definições



corrimento

A forma corrimentopode ser [derivação masculino singular de corrercorrer] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
corrimentocorrimento
( cor·ri·men·to

cor·ri·men·to

)


nome masculino

1. [Medicina] [Medicina] Afluência de humor (a determinada parte).

2. Vexame, corrimaça.

etimologiaOrigem etimológica:correr + -imento.
corrercorrer
|ê| |ê|
( cor·rer

cor·rer

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. Ir com velocidade (diz-se de pessoas, animais e coisas).

2. Sair em corrente.

3. Passar, ir passando.

4. Efectuar-se; realizar-se.

5. Estender-se.

6. Ter curso.

7. Procurar com empenho.

8. Fluir, derramar-se.

9. Divulgar-se, propalar-se.

10. [Direito] [Direito] Estar afecto.


verbo transitivo

11. Percorrer.

12. Fazer passar ligeiramente.

13. Fazer deslizar.

14. Estar arriscado a.

15. Expulsar.

16. [Portugal] [Portugal] [Informática] [Informática] Processar comandos de um programa ou operações de um algoritmo (ex.: correr rotinas; correr uma aplicação). [Equivalente no português do Brasil: rodar.] = EXECUTAR

17. [Portugal: Açores] [Portugal: Açores] Utilizar um ferro de engomar para alisar a roupa (ex.: correr a roupa). = ENGOMAR, PASSAR


verbo pronominal

18. Circular; espalhar-se; envergonhar-se; dizer-se.


nome masculino

19. Acto de correr.

20. Acto de passar (ex.: o correr dos anos é implacável).

21. Renque, série.


a correr

Muito depressa.

correr a

Apressar-se a.

correr com

Expulsar.

etimologiaOrigem etimológica:latim curro, -ere.


Dúvidas linguísticas



Ao fazer a pesquisa do termo prescindir, observei que constava como verbo intransitivo. Pesquisei, no entanto, no dicionário Aurélio e constava como verbo transitivo. Gostaria de alertar para esse possível erro.
Apesar de, actualmente, o verbo prescindir dever ser considerado um verbo transitivo indirecto, como faz o Aurélio, a classificação mais tradicional em dicionários portugueses (diferentemente de dicionários brasileiros como o Aurélio ou o Houaiss) é classificar verbos com regência de proposições que não sejam a (como "entregar a") como intransitivos (como é o caso de "prescindir de"). Em casos semelhantes, é normal encontrar discrepâncias entre dicionários portugueses e brasileiros, sendo a classificação dos segundos geralmente mais rigorosa.



Estive pesquisando o verbo precaver e ocorreu o seguinte: a) de acordo com a consulta feita, o referido verbo é conjugado em todos os tempos; b) a consulta feita a outras fontes de pesquisa informa que o verbo é defectivo. Gostaria que vocês me orientassem a razão dessa divergência na conjugação.
O verbo precaver é geralmente considerado defectivo, sendo, no presente do indicativo, apenas conjugado nas 1ª e 2ª pessoas do plural (precavemos, precaveis). No entanto, existem autores que não o consideram defectivo, sugerindo as formas precavo, precavas, precava, precavemos, precaveis, precavem para o presente do indicativo. A conjugação deste verbo baseada nas flexões dos verbos ver (precavejo, precavês, etc.) é geralmente considerada errónea, apesar de ser bastante generalizada.