Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

contribui

3ª pess. sing. pres. ind. de contribuircontribuir
2ª pess. sing. imp. de contribuircontribuir
Será que queria dizer contribuí?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

con·tri·bu·ir |u-í|con·tri·bu·ir |u-í|

- ConjugarConjugar

(latim contribuo, -ere, contribuir, incorporar, agrupar)
verbo intransitivo

1. Pagar contribuição.

2. Concorrer para a realização de um fim.

3. Ter parte numa despesa, num encargo comum.

4. Cooperar.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "contribui" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

"O presidente do Brasil deve consertar sua ação negligente que contribui para a infeliz morte de centenas de milhares de brasileiros devido à Covid e...

Em www.sganoticias.com.br

contribui para que os povos e comunidades tradicionais fiquem desprotegidos diante das ameaças”, ressalta Castro..

Em Caderno B

...descendência será todos aqueles que virão depois de você e que de alguma forma contribui hoje com o seu testemunho para que ela encontre também a terra prometida??

Em Blog da Sagrada Família

Deus, pecado dos maiores e, de todos, o que mais contribui para a perdição da alma..

Em sorumb

mentir à CPI O Dia Resultados apontam que vacinação contribui para proteção a partir da 1ª dose Extra Bolsonaro confirma intenção de indicar André...

Em Rede Brasil de Noticias - O Point da Informação
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Estou com uma terrível dúvida sobre a forma substantiva do verbo assumir. Ex: verbo "aceitar" - substantivo "aceitação".
Como pode verificar no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, o substantivo assunção tem o significado “acto ou efeito de assumir” (ex.: a assunção das dívidas foi feita pela empresa; a assunção das funções de director iniciou-se recentemente).



Água é uma palavra grave ou esdrúxula? Ou pode ser as duas coisas conforme se considere -ua um hiato ou um ditongo?
Esta questão, como muitas outras dúvidas linguísticas, não nos permite uma resposta peremptória.

Sobre a divisão silábica para translineação, as vogais -u- e -a- em água são indivisíveis, pois, por convenção, "gu e qu, em que o u se pronuncia, nunca se separam da vogal ou ditongo imediato" (ver Base XLVIII, 5º. do Acordo Ortográfico de 1945 ou Base XX, 5º. do Acordo Ortográfico de 1990).

Do ponto de vista estritamente fonético, porém, será uma palavra grave ou paroxítona se o -u- for pronunciado como semivogal e será esdrúxula ou proparoxítona se o -u- for pronunciado como vogal.

Do ponto de vista ortográfico, a palavra água é considerada uma palavra esdrúxula ou proparoxítona, pois a sílaba tónica é seguida de um ditongo crescente (isto é, semivogal seguida de vogal, água), que, ortograficamente, não constitui uma só sílaba mas duas.

Rebelo Gonçalves, no seu Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa (Coimbra, Atlântida - Livraria Editora, 1947, p.198), chama “paroxítono perfeito” a formas como trilingue [em que o -u- não se lê] por oposição a trilíngue [em que o -u- se lê]; a palavra água seria então um paroxítono imperfeito, tal como trilíngue, pois a sua estrutura (vogal acentuada + consoante + ditongo crescente) não corresponde ao padrão habitual das palavras graves (vogal acentuada + consoante + vogal ou ditongo decrescente). No entanto, segundo o texto legal que regula a ortografia portuguesa, isto é, o Acordo Ortográfico de 1945, não é possível explicar a acentuação da palavra água ou de outras palavras com contextos semelhantes (ex.: exíguo, língua, régua) se elas não forem consideradas palavras esdrúxulas ou proparoxítonas. É de notar, no entanto, que o texto do Acordo não exemplifica com contextos semelhantes ao de água, mas o referido Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves, considerado mesmo pelo seu autor “o esclarecimento, se não a defesa, de diversas bases do Acordo Ortográfico”, inclui (p. 152) exemplos com o mesmo contexto de água, entre outros, considerando que “levam acento agudo, tal como os proparoxítonos integrados na norma anterior, as palavras que, tendo na sílaba tónica a [ex. álea, álveo, mágoa, vácuo], e [ex. enciclopédia, etéreo, névoa, réquie, prélio] ou o [ex. glória, opróbrio, nódoa] abertos, i [ex. iníqua, lírio, longínqua, níveo, quírie] ou u [ex. argúcia, antúrio, denúncia], ou então ditongo oral iniciado por vogal aberta [ex. náusea, tiróideo], apresentam encontros vocálicos postónicos [ex. álea, névoa, glória, iníqua, denúncia, náusea] que praticamente se consideram como ditongos crescentes (ea, eo, ia, ie, io, oa, oe, ua, ue, uo, etc.), embora em muitos casos possam formar teoricamente duas sílabas [...]”. No texto citado, por ser um pouco técnico, introduzimos o sublinhado e os exemplos.

O texto do Acordo Ortográfico de 1990 não altera nada em relação a esta questão, mas designa (ver Base XI, 1.º, alínea b) palavras como exíguo ou língua como "proparoxítonas aparentes" (isto é, palavras esdrúxulas aparentes).

pub

Palavra do dia

coir·mão |ô-ì|coir·mão |ô-ì|


(co- + irmão)
adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

1. Que ou quem é filho de um tio ou tia que é irmão ou irmã do pai ou da mãe; que ou quem é primo direito ou prima direita (ex.: prima coirmã; no Natal juntam-se todos os coirmãos).

adjectivo
adjetivo

2. Que tem afinidades com outro ou pertence ao mesmo grupo de interesses (ex.: país coirmão; partidos coirmãos).

Feminino: coirmã. Plural: coirmãos.Feminino: coirmã. Plural: coirmãos.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/contribui [consultado em 24-07-2021]