PT
BR
Pesquisar
Definições



choradas

A forma choradaspode ser [feminino plural de choradochorado] ou [feminino plural particípio passado de chorarchorar].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
chorarchorar
( cho·rar

cho·rar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. Ter choro.

2. Verter lágrimas.

3. Fluir humor a.

4. Lançar vapor aquoso (por exemplo, a vide quando deitada no lume).


verbo transitivo

5. Lamentar.

6. Afligir-se muito.

7. Destilar.


verbo pronominal

8. Queixar-se, lastimar-se chorando.

choradochorado
( cho·ra·do

cho·ra·do

)


adjectivoadjetivo

1. Que se chorou ou lamentou.

2. Cuja perda se sente muito. = CARPIDO, LAMENTADO, PRANTEADO


adjectivo e nome masculinoadjetivo e nome masculino

3. Choradinho.

etimologiaOrigem etimológica:particípio de chorar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "choradas" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Como se deve dizer? Filhó (singular) Filhós (plural) ou Filhós (singular) Filhoses (plural)?
A palavra filhós, por analogia com palavras terminadas pelo mesmo som (ex.: retrós, voz), forma o plural filhoses (ex.: escolheu a filhós mais pequena; as filhoses ainda estão quentes). Trata-se de uma variante da palavra filhó que, por sua vez, forma o plural filhós (ex.: a filhó é um doce típico do Natal; comeu duas filhós). Ao processo de uma forma plural passar a ser empregue para designar também o singular, Evanildo Bechara dá o nome de "plural cumulativo" (ver Moderna Gramática Portuguesa, Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2002, pp. 128-129). O mesmo fenómeno acontece com os substantivos ilhó e ilhós, eiró e eirós, lilá e lilás, por exemplo.

Apesar de alguns autores condenarem o uso da forma filhós para designar o singular, a mesma e o respectivo plural filhoses surgem atestados nas principais obras lexicográficas de língua portuguesa, como o Vocabulário da Língua Portuguesa (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), de Rebelo Gonçalves, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa / Editorial Verbo, 2001) ou o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, (Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2001 / Lisboa: Círculo de Leitores, 2002).




Qual a forma correcta de dizer em português: biossensor ou biosensor?
A grafia correcta, apesar de não se encontrar registada em nenhum dos dicionários por nós consultados, deverá ser biossensor, por analogia com outras palavras formadas a partir do prefixo de origem grega bio-, que exprime a noção de “vida”: biossatélite, biossintético, biossistema, etc. Este comportamento é também análogo ao de alguns prefixos terminados em o, como sejam retro-, socio- e tecno-, que obrigam à duplicação do r e do s quando o elemento ao qual se apõem se inicia por uma dessas consoantes.