Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
canibalescocanibalesco | adj.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ca·ni·ba·les·co |ê| ca·ni·ba·les·co |ê|
(canibal + -esco)
adjectivo
adjetivo

Próprio de canibal.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Em uma cadeia alimentar existem vários estágios. A saber, primário, secundário, terciário, quaternário. Após o estágio quaternário como deve ser falado/escrito/definido o quinto item da sequência?
A dúvida colocada não tem fácil resolução, porque as palavras em causa não se comportam como numerais ordinais, mas como adjectivos, pelo que, quando se chega ao quaternário, não parece haver continuação disponível no léxico português. A sugestão que podemos fazer é a de que se utilize em vez destas palavras os numerais ordinais, cuja continuação é mais fácil (ex.: "primeiro estágio", "segundo estágio", "terceiro estágio", "quarto estágio", "quinto estágio", etc.).



Na página https://dicionario.priberam.org/fluorescência consta uma divisão silábica, em que se separa o "i" do "a". Ao meu conceito, as letras seriam juntas, um ditongo. Seria uma falha minha de interpretação ou um erro da página?
Alguns encontros de vogais correspondem a ditongos (ex.: au em automóvel, ai em pai, ei em reinado, eu em pneu ou oi em oito), quer do ponto de vista ortográfico, quer do ponto de vista fonético. Estes são normalmente ditongos decrescentes.

Há outros casos de encontros de vogais (ex.: ia em ária ou io em escritório) que podem ser pronunciados como hiato (correspondendo a duas sílabas) ou como ditongo (correspondendo a uma sílaba). É neste caso que se enquadra a palavra fluorescência.

No português de Portugal, o Acordo Ortográfico de 1945, na sua Base XLVIII, permitia separar na translineação os ditongos crescentes.

No português do Brasil, por indicação do Formulário Ortográfico de 1943 (grupo XV, 7ª), não deveria haver translineação em qualquer tipo de ditongo, crescente (ex.: ia, io, ui) e decrescente (ex.: ai, au, oi), mas com a entrada em vigor do Acordo Ortográfico de 1990 (Base XX), esta indicação deixou de ser válida, permitindo a divisão de vogais consecutivas que não façam parte de ditongos decrescentes (à semelhança do Acordo Ortográfico de 1945):
"4.º As vogais consecutivas que não pertencem a ditongos decrescentes (as que pertencem a ditongos deste tipo nunca se separam: ai- roso, cadei- ra, insti- tui, ora- ção, sacris- tães, traves- sões) podem, se a primeira delas não é u precedido de g ou q, e mesmo que sejam iguais, separar-se na escrita: ala- úde, áre- as, ca- apeba, co- or- denar, do-er, flu- idez, perdo- as, vo-os. O mesmo se aplica aos casos de contiguidade de ditongos, iguais ou diferentes, ou de ditongos e vogais: cai- ais, cai- eis, ensai- os, flu- iu."

Uma vez que em fluorescência podemos estar perante um ditongo ou um hiato (independentemente de se aplicar o Acordo Ortográfico de 1990 ou não), o Dicionário Priberam indica (com pontos: flu·o·res·cên·ci·a) os locais onde é possível a divisão para translineação.

pub

Palavra do dia

ba·ci·lo ba·ci·lo
(latim bacillum, -i ou bacillus, -i, diminutivo de baculus, -i, varinha, vara, bastão)
substantivo masculino

1. [Biologia]   [Biologia]  Vibrião que determina doenças no organismo animal.


bacilo de Koch
[Biologia]   [Biologia]  Nome dado à bactéria que causa a tuberculose humana.

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/canibalesco [consultado em 24-03-2019]