PT
BR
Pesquisar
Definições



cércea

A forma cérceapode ser [feminino singular de cérceocérceo] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
cérceacércea
( cér·ce·a

cér·ce·a

)


nome feminino

1. Aparelho para determinar a máxima altura e largura que a carga de um vagão pode ter. = GABARITO

2. [Arquitectura] [Arquitetura] [Arquitetura] Medida da dimensão vertical de um edifício desde a cota de soleira até ao ponto mais alto do edifício (ex.: a cércea máxima para esta zona está definida no plano de ordenamento do território). = GABARITO

3. Molde para o corte das pedras.

4. Curva recortada em madeira, cartão ou metal para auxiliar o desenho.

etimologiaOrigem etimológica:feminino de cérceo.
cérceocérceo
( cér·ce·o

cér·ce·o

)


adjectivoadjetivo

1. Sem ficar nada pegado (do que se cortou).

2. Cortado rente.


advérbio

3. Cerce.

Anagramas



Dúvidas linguísticas


É correto dizer "sói acontece"? Ou seria "sói acontecer"?
O verbo soer, sinónimo de costumar ou ser frequente, é actualmente de uso raro na língua, conjugando-se principalmente nas terceiras pessoas do presente (sói, soem) e do pretérito imperfeito (soía, soíam) do indicativo.

Pesquisas em corpora e em motores de busca revelam uma frequência mais elevada deste verbo nos séculos XV e XVI, nomeadamente em obras de autores como Fernão Lopes, Garcia de Resende, Bernardim Ribeiro, João de Barros ou Luís de Camões, ocorrendo em construções transitivas, sobretudo com orações infinitivas (ex.: que reis e duques soíam temer), e intransitivas (ex.: e ali folgou o rei mais do que soía; que os navios fossem e voltassem como soíam).

Presentemente, o emprego do verbo soer é essencialmente erudito, recaindo maioritariamente em construções com orações infinitivas como complemento directo (ex.: um filme alternativo, como sói dizer-se; a figura do professor, que soía ser uma referência, tem vindo a esbater-se) ou como sujeito (ex.: soía fazer frio no Inverno, mas agora nem as aves migram).




Surgiu-me uma dúvida relacionada com a utilização das palavras baixo e abaixo. Que palavra aplicar em cada situação específica? Por exemplo, "Eu vou lá baixo." Está correcto ou dever-se-ia utilizar "Eu vou lá abaixo" ou ainda "Eu vou lá a baixo"?
As palavras abaixo e baixo utilizam-se em contextos diferentes. Relativamente à dúvida que coloca, a generalidade dos gramáticos recomenda a forma abaixo, porque se trata do advérbio de lugar (ver sentido e frase de 2), pelo que a frase correcta é “Eu vou lá abaixo”.

Como advérbio, abaixo é usado para indicar:
1. Em sentido ou direcção descendente: “As laranjas rolaram pela rua abaixo.”
2. Em lugar ou parte inferior: “A dor era mais abaixo.”
3. Em parte que se segue, num texto escrito: “A proposta foi recusada pelos motivos abaixo indicados.” [Neste caso, é frequente a omissão do particípio passado: “A proposta foi recusada pelos motivos abaixo.”]
4. Em categoria ou nível inferior: “Nós moramos no 2.º andar e eles logo abaixo.”

Como interjeição, abaixo é usado para exprimir:
5. Protesto ou reprovação: “Abaixo as armas nucleares.”
6. Ordem para descer de posto elevado em embarcação.

Excluindo os usos de substantivo e de adjectivo, que não parecem colocar problemas relativamente à questão que levanta, a não ser, talvez, no caso do adjectivo em posição pré-nominal (“Compraram os remédios a baixo custo.” Leia-se: a custo baixo), como advérbio, baixo é usado para indicar:
7. Em local pouco elevado: “O avião voava baixo”.
8. Com pouco som: “Falem baixo!”

Há, no entanto, um caso em que se escreve a palavra baixo separada da preposição a. Trata-se da locução de alto a baixo, cuja grafia se encontra registada em vários dicionários, com o significado de “desde a parte superior até à parte inferior” (9a), “em toda a extensão” (9b), “com altivez” (9c):
9 a. Rasgou a cortina de alto a baixo.
9 b. Limpou a casa de alto a baixo.
9 c. Olhou-o de alto a baixo.