Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
boleiaboléiaboleia | s. f.
3ª pess. sing. pres. ind. de bolearbolear
2ª pess. sing. imp. de bolearbolear
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

bo·lei·a bo·léi·a bo·lei·a
(francês volée)
nome feminino

1. Pau fixo na ponta da lança para sujeitar os tirantes do tiro dianteiro.

2. Modo de conduzir trens, indo o cocheiro montado na besta de sela.

3. Assento de cocheiro.

4. [Brasil]   [Brasil]  Assento ou cabina de motorista.

5. [Brasil]   [Brasil]  Carroçaria aberta de um camião.

6. [Portugal]   [Portugal]  Acto de transportar ou de ser transportado gratuitamente num veículo. (Equivalente no português do Brasil: carona.)


boleia mestra
Aquela a que se prendem os tirantes das bestas do tronco.


• Grafia no Brasil: boléia.

• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: boleia.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: boléia


• Grafia em Portugal: boleia.

bo·le·ar bo·le·ar 1 - ConjugarConjugar
(bola + -ear)
verbo transitivo

1. Dar forma de bola a.

2. [Figurado]   [Figurado]  Tornar mais aprimorado, elegante (ex.: bolear uma história). = APURAR, POLIR

verbo transitivo e pronominal

3. Tornar(-se) redondo ou arredondado (ex.: bolear a lombada do livro). = ARREDONDAR

4. Retorcer(-se) com meneios. = BAMBOLEAR, MENEAR, REQUEBRAR


bo·le·ar bo·le·ar 2 - ConjugarConjugar
(boleia + -ar)
verbo transitivo

Conduzir um veículo a partir da boleia.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Usa-se crase na frase "Atendimento a grupos"?
Na expressão atendimento a grupos não deverá usar a crase.

A crase é a contracção de duas vogais iguais, na maioria dos casos, contracção da preposição a com o artigo definido a quando este precede um substantivo feminino (ex.: devolveu o livro à colega) e com a locução relativa a qual (ex.: esta é a colega à qual ele devolveu o livro). Há também locuções fixas que contêm crase, onde se pode subentender o substantivo feminino moda ou maneira (ex.: cozido à portuguesa = cozido à [moda/maneira] portuguesa). Não poderá usar a crase numa expressão como atendimento a grupos, pois grupos é um substantivo masculino plural e não poderia ser antecedido do artigo definido feminino a.

Normalmente, não se usa a crase antes de nome masculino, como é o caso (ex.: atendimento a grupos), de artigo indefinido (ex.: atendimento a uma clientela), de forma verbal (ex.: esteve a atender) ou de topónimos que não precisam de artigo (ex.: chegou a Brasília). Há ainda locuções fixas que não contêm crase (ex.: estavam frente a frente).




Na frase que se segue, como devem ser conjugados os verbos jogar e vibrar? Fiquei observando Vítor, Rose e Flávia jogar e vibrar com o jogo. E nesta outra frase, o verbo tivera foi empregado de maneira correta? Ana melhorou, mas tivera que ficar internada em repouso pois estava doente.
Na primeira frase apresentada, os verbos jogar e vibrar deveriam estar no infinitivo pessoal: Fiquei observando Vítor, Rose e Flávia jogarem e vibrarem com o jogo. Isto deverá acontecer devido ao facto de o sujeito da oração principal ([eu] Fiquei observando) ser diferente do sujeito da oração completiva infinitiva que tem como sujeito Vítor, Rose e Flávia. Dito de outra forma e com outro exemplo, o infinitivo pessoal (forma flexionada, ex.: jogarem ou correrem) carece de sujeito próprio diferente do da oração principal (por exemplo: A mãe pediu para eles não correrem no jardim.). Se o sujeito fosse o mesmo da oração principal a oração infinitiva deveria ter um infinitivo não flexionado (Eu convenci-me a [eu] jogar futebol.).

Na segunda frase apresentada, Ana melhorou, mas tivera que ficar internada em repouso pois estava doente, o verbo está correctamente empregue. Neste caso, trata-se de uma articulação entre três tempos do passado (ou pretérito): Ana melhorou, no pretérito perfeito, indicando uma acção ou alteração perfeitamente acabada (a Ana já melhorou, não está ainda a melhorar), tivera de ficar internada, no pretérito mais-que-perfeito, indicando uma acção ou alteração que é passada e é anterior a outra acção ou tempo passados (a Ana melhorou no passado, mas num passado anterior teve de ficar internada) e estava doente, pretérito imperfeito, indicando que a acção ou alteração se prolongou no tempo (no passado, a Ana esteve doente, antes e durante o tempo em que esteve internada).

pub

Palavra do dia

a·ma·du·rar a·ma·du·rar
(a- + maduro + -ar)
verbo transitivo, intransitivo e pronominal

1. Tornar ou ficar maduro (ex.: o calor amadurou a fruta; os frutos amaduraram; os pêssegos ainda não se amaduraram). = SAZONAR

2. Tornar ou ficar adulto.


SinónimoSinônimo Geral: AMADURECER

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/boleia [consultado em 23-10-2020]