Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

bem-entendido

entendidoentendido | adj. | adj. n. m.
bem-entendidobem-entendido | adj.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

en·ten·di·do en·ten·di·do


(particípio de entender)
adjectivo
adjetivo

1. Percebido, compreendido.

2. Ouvido.

3. Que foi acertado, ajustado. = ASSENTE, COMBINADO

adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

4. Que ou quem é competente em determinada área ou assunto. = CONHECEDOR, ESPECIALISTA, PERITO

5. [Brasil, Informal]   [Brasil, Informal]  Que ou quem aceita ou pratica a homossexualidade ou comportamentos sexuais variados.


bem entendido
Decerto; já se vê.


bem-entendido bem-entendido


adjectivo
adjetivo

(A definição desta palavra irá estar disponível brevemente. Envie comentários ou sugestões para dicionario@priberam.pt)
pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

nenhuma diferença." Desde que seu programa de rádio foi transmitido, Harriet foi contatada por mais de 200 pessoas de todo o mundo. Alguns são estranhos que só querem oferecer apoio. Outros estudavam com Caroline e Jane e nunca haviam entendido totalmente o que acontecera com as calorosas, amigáveis ​​e

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

tão-pouco terá entendido a proposta do jogo nem que função estava efetivamente entregue a cada jogador. O projeto do engenheiro há muito desmoronou e, pese embora todo o respeito que lhe tenha a equipa, vive-se no balneário a sensação de que as ideias do selecionador nacional estão ultrapassadas

Em Fora-de-jogo

pagas não se colocava desta forma e, apesar de tudo [o pagamento em bloco das quotas de, nalguns casos, dezenas de militantes], sentia-se uma maior participação", afirma outro dirigente do PSD, que prefere o anonimato para "não ser mal entendido , dado que há uma campanha interna". Só votam 25% dos

Em www.ultraperiferias.pt

relações humanas e definem uma esfera noológica ímpar que regula de forma autoritária o funcionamento do futebol. O futebol deixou de ser jogo, perdeu inclusive a sua dimensão de desporto ( entendido este na sua acepção antropológica) para passar a ser uma mercadoria subordinada às regras do mercado

Em O INDEFECTÍVEL

destinos do mundo». Com efeito foi ele, com o austríaco Otto Frisch, que, em 1940, escreveu um memorando sobre a construção da bomba atómica. O Prof. Dr. Peierls tinha ascendência judaica, tendo fugido de Berlim por causa de Hitler, e a arma era, bem entendido , contra o ditador. Haveria de participar no

Em De Rerum Natura
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Venho por este meio para me tirarem uma dúvida que é a seguinte: Quando uma pessoa muda de uma região para a outra, mas dentro do próprio país, como se diz? Emigrar ou Imigrar? E quando uma pessoa vai para outro país para trabalhar e para viver?
Os verbos emigrar e imigrar têm em comum o significado de migrar, e apenas diferem no ponto de vista, isto é, emigrar é "sair, temporária ou definitivamente, do seu país ou região" e imigrar é "entrar e fixar-se, periódica ou definitivamente, num outro país ou região" (o mesmo se aplica aos respectivos derivados, como emigrante/imigrante, emigração/imigração). Esta diferença deve-se ao facto de o verbo emigrar conter, já em latim, um elemento e- ou ex-, que deriva da preposição latina ex e que indica "movimento para fora", da mesma forma que o verbo imigrar contém um elemento i- ou in-, que deriva da preposição latina in e que indica "movimento para dentro".

Assim, pode dizer-se, por exemplo, que um português que vai trabalhar para o estrangeiro emigra, relativamente a Portugal (ex.: o pai dele emigrou aos 17 anos; estava a pensar emigrar para a Austrália), e imigra, relativamente ao país de acolhimento (ex.: a família imigrou e já vive neste país há uma década); da mesma forma, um estrangeiro que veio trabalhar para Portugal é imigrante neste país (ex.: os imigrantes permitem rejuvenescer a população envelhecida) e emigrante no seu país de origem (ex.: todos os meses, o emigrante envia dinheiro à família).

Como foi dito acima, qualquer um destes verbos (e ainda o verbo migrar) pode ser usado tanto para uma acção de mudança de país como de região (ex.: abandonaram o cultivo dos campos e emigraram para a cidade; imigrara vinte anos antes, vindo dos Açores).




No contexto da criação de modelos, por exemplo, um modelo que descreva o comportamento dos utentes da CP face à oferta, é correcto usar as palavras modelação e modelização (esta última não incluída no vosso dicionário)?
Os dicionários de língua portuguesa registam apenas o termo modelação, como o acto de modelar (“criar a partir de molde ou modelo”), tendo modelagem por sinónimo. Os neologismos modelização e modelizar não se encontram averbados em nenhum dos dicionários consultados, sendo, no entanto, bastante frequentes em pesquisas na Internet. Essas ocorrências em páginas da Internet parecem apontar para uma ténue distinção entre modelar/modelação (“criar a partir de molde ou modelo”) e modelizar/modelização (“criar modelo”).
pub

Palavra do dia

con·ge·ni·al con·ge·ni·al


(con- + genial)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Conforme ao génio ou à índole de alguém ou de alguma coisa (ex.: era a rebeldia congenial da adolescência). = INERENTE

2. Próprio por natureza; que vem desde o nascimento (ex.: sentimentos congeniais; virtude congenial). = CONATO, CONGÉNITO, INATO, INGÉNITO, NATO, NATURAL

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/bem-entendido [consultado em 02-12-2021]