Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

arrebitado

arrebitadoarrebitado | adj.
masc. sing. part. pass. de arrebitararrebitar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

ar·re·bi·ta·do ar·re·bi·ta·do


adjectivo
adjetivo

1. Revirado para cima.

2. [Figurado]   [Figurado]  Petulante, esperto, vivo.

Confrontar: arrebicado.

ar·re·bi·tar ar·re·bi·tar

- ConjugarConjugar

(arrebite + -ar)
verbo transitivo e pronominal

1. Virar ou virar-se para cima a ponta ou a extremidade. = REBITAR, RECURVAR, REVIRAR

verbo transitivo, intransitivo e pronominal

2. Pôr ou ficar na vertical. = ALÇAR, IÇAR, LEVANTARBAIXAR

3. [Informal]   [Informal]  Dar ou ganhar ânimo, força, vitalidade. = ANIMAR, ESPEVITARDESANIMAR

verbo pronominal

4. Mostrar-se arrogante, soberbo.

5. [Informal]   [Informal]  Ficar ofendido ou furioso. = ABESPINHAR-SE, AGASTAR-SE, EMPERTIGAR-SE

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "arrebitado" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Escreveu ainda outras obras infantis, como A Menina do Nariz Arrebitado , O Saci

Em Geopedrados

), nariz ligeiramente arrebitado e cabelo entre o loiro e o ruivo: "De repente, durante a missa de...

Em belogue

E sentia-me arrebitado sempre que chegava à parte de: “ano passado eu morri/ mas esse ano eu...

Em Voz do Deserto

Escreveu ainda outras obras infantis, como A Menina do Nariz Arrebitado , O Saci

Em Geopedrados

A minha filhota é uma adolescente de nariz arrebitado e de pelo na venta, mas consegue ser a mais terna das filhas desde...

Em cronicasdeumafilhaatrapalhada.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual é o diminutivo da palavra foto? Esse diminutivo é masculino ou feminino?
A adjunção de sufixos diminutivos não altera as propriedades morfossintácticas do derivante, que são herdadas pelo derivado. Assim, por exemplo, os sufixos -inho e -zinho alteram apenas a informação semântica (o juízo de valor que se faz sobre a forma de base a que se juntam), mantendo a mesma categoria sintáctica e o mesmo género do derivante: quando se associam a um adjectivo geram um adjectivo (moderno/a - moderninho/a - modernozinho/a), quando se associam a um nome geram um nome (papel - papelinho - papelzinho) e quando se associam a um advérbio geram um advérbio (devagar - devagarinho - devagarzinho).

Tradicionalmente, os sufixos -inho e -zinho são considerados o mesmo, sendo a consoante -z- encarada como um elemento de ligação, pelo que a forma -zinho é tida como uma variante de -inho. No entanto, o seu emprego é distinto, já que se associam a diferentes formas de base, o que faz deles mais do que meras variantes. O sufixo -inho associa-se a radicais, mantendo sempre a vogal da forma de base no caso de palavras de tema em -a ou -o (ex.: um livro - um livrinho; uma caneta - uma canetinha; um pijama - um pijaminha; uma tribo - uma tribinho) e, no caso de palavras de tema em -e ou de tema nulo, substituindo a vogal da forma de base por -a e por -o, consoante os valores de feminino e masculino, respectivamente, da palavra de base (ex.: um sabonete - um sabonetinho; uma semente - uma sementinha; um anel - um anelinho; uma espiral - uma espiralinha). O sufixo -zinho associa-se a palavras (e não a radicais), mantendo a vogal temática de acordo com o género da palavra de base (ex.: um livro - um livrozinho; uma caneta - uma canetazinha; um pijama - um pijamazinho; uma tribo - uma tribozinha; um sabonete - um sabonetezinho; uma semente - uma sementezinha; um anel - um anelzinho; uma espiral - uma espiralzinha). O mesmo é válido para os sufixos -ito e -zito.

Posto isto, o substantivo feminino foto (redução de fotografia) pode apresentar vários diminutivos, consoante os sufixos usados, sendo todos femininos: uma foto - uma fotinho, uma fotozinha, uma fotito, uma fotozita. Não há muitos substantivos femininos terminados em -o (para além de foto e tribo, a lista inclui expo (redução de exposição), imago, libido, moto, virago e pouco mais) e o seu uso no grau diminutivo não é dos mais frequentes, o que justifica as hesitações e, por vezes, as incorrecções de alguns falantes.




Tenho uma dúvida em relação à classificação das seguintes orações do poema «Prece» da Mensagem, e pedia uma ajudinha. «Mas a chama, que a vida em nós criou, Se ainda há vida ainda não é finda.»
Estes dois versos de Pessoa constituem uma frase complexa que contém três orações (que também podem ser designadas por frases, segundo a Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário publicada em Diário da República em Dezembro de 2004):
1) mas a chama [...] ainda não é finda - oração subordinante;
2) que a vida em nós criou - oração subordinada relativa restritiva, com antecedente (o antecedente é a chama);
3) se ainda há vida - oração subordinada adverbial condicional.

pub

Palavra do dia

per·ca·li·na per·ca·li·na


(francês percaline)
nome feminino

Tecido de algodão, leve e lustroso, empregado sobretudo em forros e em encadernações de livros.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/arrebitado [consultado em 20-01-2022]