Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
ajuramentaçãoajuramentação | s. f.
derivação fem. sing. de ajuramentarajuramentar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

a·ju·ra·men·ta·ção a·ju·ra·men·ta·ção
substantivo feminino

Acto de ajuramentar.


a·ju·ra·men·tar a·ju·ra·men·tar - ConjugarConjugar
verbo transitivo

1. Receber juramento de.

2. Fazer prestar juramento a.

verbo pronominal

3. Obrigar-se por juramento.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Sobre a conjugação do verbo ‘trazer’, no futuro do indicativo, tenho a seguinte dúvida:
(1) Trar-se-ão a Portugal.
ou
(2) Trazer-se-ão a Portugal.
Será que a primeira hipótese está correcta? Não consigo encontrar qualquer tipo de referência, no entanto surge-me intuitivamente.
O verbo trazer é irregular, nomeadamente, para o caso que nos interessa, nas formas do futuro do indicativo: trará, trarás, traremos, trareis, trarão (se se tratasse de um verbo regular, as formas seriam *trazerei, ..., *trazerão [o asterisco indica forma incorrecta]).

Quando é necessário utilizar um pronome pessoal átono (ex.: me, o, se) nas formas do futuro do indicativo (ex.: telefonará) ou do condicional (ex.: encontraria), este pronome é inserido entre o radical e a desinência do verbo (ex.: telefonará + me = telefonar-me-á; encontraria + o = encontrá-lo-ia).

Como se trata da flexão irregular trarão, a forma correcta com o pronome deverá ser trar-se-ão e não *trazer-se-ão, que é uma forma incorrecta.




Por gentileza, gostaria de pedir a retirada dos comentários sobre o sexo forte e o fraco que consta na definição da palavra sexo. Justifico o meu pedido dizendo que as frases parecem machistas, depreciativa no caso feminino, e é um equívoco dizer que o sexo feminino é fraco ou frágil.
A função de um dicionário passa essencialmente por uma descrição dos usos da língua, devendo basear-se essencialmente em factos linguísticos e não estabelecer juízos de valor relativamente a esses factos linguísticos, antes apresentá-los o mais objectivamente possível.

Relativamente às locuções sexo forte e sexo fraco, o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa (DPLP), como todos os dicionários por nós consultados, veicula o significado que elas apresentam na língua (que se pode verificar através de pesquisa em corpora e em motores de busca na internet), mesmo se este significado revela preconceito. Não é possível descrever o uso destas locuções se nos desviarmos do significado preconceituoso e o DPLP, como qualquer dicionário de língua, não pode omitir ou branquear determinados significados, independentemente das convicções de cada lexicógrafo ou utilizador do dicionário.

O uso destas locuções decorre da selecção feita pelo utilizador da língua, consoante o registo de língua e o conhecimento das situações de comunicação e dos códigos de conduta social. O preconceito pode ser imputado aos utilizadores destas locuções, mas não pode ser imputado ao dicionário, que se deve limitar a descrever o uso (daí a indicação “designação tradicionalmente atribuída a”).

Este não é, na língua portuguesa ou em qualquer outra língua, um caso único, pois as línguas, enquanto sistemas de comunicação, veiculam também os preconceitos da cultura em que se inserem, nomeadamente a nível sexual, étnico ou religioso.


pub

Palavra do dia

con·coc·tor |ô| con·coc·tor |ô|
(latim concoctus, -a, -um, particípio passado de concoquo, -ere, cozer juntamente; digerir + -or)
adjectivo
adjetivo

1. Que facilita a digestão.

2. Relativo a concocção ou a digestão. = CONCOCTIVO

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/ajuramenta%C3%A7%C3%A3o [consultado em 29-05-2020]