Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

"rã-da-beira" em Blogues

poema genial de Ary dos Santos, e que nesta altura do ano é incontornável. Na Praça da Figueira, ou no Jardim da Estrela, num fogareiro aceso é que ele arde. Ao canto do Outono, à esquina do Inverno, o homem das castanhas é eterno. Não tem eira nem beira , nem guarida, e apregoa como um desafio. É um

Em Águas Mornas

caso e este lhe respondera como os outros: «Não me meto nisso.» Dois dias depois, uns homens que andavam a trabalhar à beira -rio, viram-no lá sentado mais de uma hora. No sábado de madrugada encontraram-no enforcado no portão da quinta e a aldeia inteira correu a vê-lo, mas o mordomo deu ordens para

Em TEMPO CONTADO

-pequeno que não agradecemos Damos por certo & contado o cada-dia E não é bem assim, a necrologia é contumaz Vicinal embora, a solidão vigora pertinaz. Antigamente as raparigas, hoje quais avestruzes Uma ida à beira -rio valia ouro-de-lei Hoje é mais escasso um ombro firme, uma palavra Hoje é enfim agora

Em daniel abrunheiro

azoto ureico, já te peço nada. ’ind’ há quem co’a creatinina goze: e até co’a alcalina fosfatase. Tu não queiras, amor, ver-me de uratos, -me sódios-potássios-cloros-cálcios. Proteínas-totais, p’ ra mim são mato(s). (Você sofre dos pés? Então, descalce-os.) Osmolalidade piora co’a idade. Albumina, ó

Em daniel abrunheiro

. Faltam trinta anos (talvez 31) para aquele verso do 414 : Certa bruma da manhã, na Figueira da Foz, lá em outro século (verso primeiro da décima-quarta estrofe). As coisas vão arranjando maneira de nascer p’ ra ser. E estas têm importância, estas coisas importam. Atenção: não porque eu as escreva. O que

Em daniel abrunheiro

alguma abdicação de alguém Em íntimo casulo se segrega & segreda A vida corpo adentro é, da outra, diversa Não melhor, não pior, tão-só diversa Todos os dias algo quer dizer-nos algo ou alguém Não é prestidigitação, não é ardil É cada um à beira de si em alhures Clara fotografia de câmara-escura provinda

Em daniel abrunheiro

inauguração da Linha férrea da Beira Baixa, em 5 e 6 de setembro de 1891 e o elogio fúnebre de Tavares Proença Júnior quando chegaram a Castelo Branco os seus restos mortais, vindos de Lausanne, Suíça. Maria Emília Louraça de Oliveira Pinto, bem mereceria que na fachada da casa onde viveu, fosse afixada uma

Em Castelo Branco - O ALBICASTRENSE

clubes alfacinhas. Mas continuando no processo do “apito dourado”. Nessa época a D. ra Maria José Morgado decidiu mandar escutar os telefones dos dirigentes do FC Porto e daí o aparecimento da dita “fruta” *-** prémio supostamente concedido pelo FCP aos árbitros. O caso foi enviado à Comissão Disciplinar

Em Dragaoatento

Borba Boticas Braga Bragança Cabeceiras de Basto Câmara de Lobos Caminha Campo Maior Cantanhede Carregal do Sal Cascais Castelo Branco Castelo de Vide Castro Daire Castro Marim Celorico da Beira Celorico de Basto Chaves Coimbra Condeixa-a-Nova Constância Covilhã Crato Cuba Elvas Entroncamento Esposende

Em A RODA

loja-de-utilidades. Ficava entre a Portuense & a Palmeira. Morava ela então em um casarão da Cidreira. Avessa sempre ela foi a novidades. Filha era de uma Salústia & de um Quaresma Abrantes. Não eram de Coimbra mas de Moimenta da Beira . Quaresma era mui dado à bebedeira. Salústia timonava os por

Em daniel abrunheiro

Palavra do dia

pas·si·nhar pas·si·nhar


(passinho, diminutivo de passo + -ar)
verbo intransitivo

Dar passos muito pequenos; andar com pequenos passos. = PASSARINHAR, PASSARITAR

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Uso/Blogues/r%C3%A3-da-beira [consultado em 01-12-2021]