PT
BR
Pesquisar
Definições



Pesquisa nas Definições por:

sacerdotal

sacerdotal | adj. 2 g.

Relativo a sacerdócio ou a sacerdote....


implúvia | n. f.

Entre os romanos, vestimenta sacerdotal para o tempo da chuva....


sacerdotisa | n. f.

Mulher que, entre os pagãos, exercia funções sacerdotais....


macabeu | adj. | n. m.

Relativo ou pertencente aos macabeus, família sacerdotal judaica que liderou uma revolta contra o helenismo e o domínio sírio e reinou na Palestina de 142 a 63 a.C....


episcopisa | n. f.

Mulher que nos princípios do cristianismo desempenhava certas funções sacerdotais sem jurisdição episcopal....


vestimenta | n. f. | n. f. pl.

Tudo o que serve para cobrir o corpo....


mourisca | adj. f. n. f. | n. f.

Espécie de camisa alva (veste sacerdotal)....


jubileu | n. m.

Quinquagésimo aniversário (ex.: jubileu sacerdotal)....



Dúvidas linguísticas



Uma vez, conversando com uma pessoa que eu não conheço na Internet, ele me disse a seguinte frase: "... não faça pré-concepções prematuras". Ele quis dizer para eu não criar uma imagem dele sem conhecê-lo. Achei isso um pleonasmo. Ele disse que não, pois indica que eu fiz uma concepção antecipada e fora do tempo. Mesmo sendo estranho a pronúncia ele estava certo?
Uma pré-concepção (ou preconceito) é um conceito criado previamente ou sem fazer um exame. No entanto, isto não quer dizer que seja necessariamente prematuro, pois este adjectivo indica que foi feito antes do tempo próprio (se se entender que pode haver um tempo próprio para fazer preconcepções). Apesar de a expressão "preconcepção prematura" poder parecer pleonástica, não o é necessariamente.



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].

Ver todas