Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

Pesquisa por "internar" nas definições

daí | contr.
    Usa-se para indicar a origem ou a proveniência de um local próximo da pessoa a quem se fala (ex.: saímos daí ainda de madrugada)....

dentro | adv.
    Na parte interna ou interior....

endócrino | adj.
    Diz-se das glândulas de secreção interna, como as glândulas tiróides, supra-renais, etc....

embrenhar | v. tr. | v. pron.
    Internar-se....

electivo | adj.
    Relativo a eleição (ex.: congresso electivo; processo electivo)....

forrar | v. tr. | v. pron. | v. intr.
    Pôr forro em....

geotérmico | adj.
    Relativo à geotermia ou ao calor interno da Terra (ex.: energia geotérmica)....

hospitalizar | v. tr. e pron. | v. tr.
    Colocar(-se) em internamento hospitalar (ex.: o médico mandou hospitalizar o paciente; foi numa dessas clínicas famosas que o radiologista se hospitalizou)....

incúdico | adj.
    Diz-se da articulação com o osso chamado bigorna (no ouvido interno)....

institucionalizar | v. tr. e pron.
    Dar a qualquer coisa ou adquirir carácter institucional ou de instituição....

médico-cirúrgico | adj.
    Relativo simultaneamente à medicina interna e à medicina cirúrgica....

meter | v. tr. | v. intr. | v. pron.
    Internar....

neonatal | adj. 2 g.
    Relativo ao recém-nascido (ex.: internamento neonatal; período neonatal)....

oblíquo | adj.
    Não perpendicular, não vertical....

personado | adj.
    Que tem aspecto semelhante ao de um rosto ou focinho....

relegar | v. tr.
    Internar numa colónia....

subcostal | adj. 2 g.
    Situado sob as costelas ou em contacto com a face interna delas....

tostar | v. tr. e pron. | v. tr.
    Queimar ou queimar-se superficialmente....

Dúvidas linguísticas


A minha dúvida é: geladaria ou gelataria? Qual das versões está mais correcta?
As palavras geladaria e gelataria designam o estabelecimento onde se fabricam ou vendem gelados. A variante geladaria deriva da afixação do sufixo -aria ao substantivo gelado, enquanto a variante gelataria deriva da aposição do mesmo sufixo ao italianismo gelato, que significa “gelado”, havendo autores que consideram esta última forma como menos preferencial, visto ser derivada por sufixação de um estrangeirismo.



Tenho uma dúvida na utilização dos pronomes "lhe" ou "o". Por exemplo, nesta frase, qual é a forma correta: "para Carlos não lhe perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda" ou " para Carlos não o perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda"?
A questão que nos coloca toca uma área problemática no uso da língua, pois trata-se de informação lexical, isto é, de uma estrutura que diz respeito a cada palavra ou constituinte frásico e à sua relação com as outras palavras ou outros constituintes frásicos, e para a qual não há regras fixas. Na maioria dos casos, os utilizadores conhecem as palavras e empregam as estruturas correctas, e normalmente esse conhecimento é tanto maior quanto maior for a experiência de leitura do utilizador da língua.

No caso dos pronomes clíticos de objecto directo (o, os, a, as, na terceira pessoa) ou de objecto indirecto (lhe, lhes, na terceira pessoa), a sua utilização depende da regência do verbo com que se utilizam, isto é, se o verbo selecciona um objecto directo (ex.: comeu a sopa = comeu-a) ou um objecto indirecto (ex.: respondeu ao professor = respondeu-lhe); há ainda verbos que seleccionam ambos os objectos, pelo que nesses casos poderá dar-se a contracção dos pronomes clíticos (ex.: deu a bola à criança = deu-lhe a bola = deu-lha).

O verbo perturbar, quando usado como transitivo, apenas selecciona objectos directos não introduzidos por preposição (ex.: a discussão perturbou a mulher; a existência perturbava Carlos), pelo que deverá apenas ser usado com pronomes clíticos de objecto directo (ex.: a discussão perturbou-a; a existência perturbava-o) e não com pronomes clíticos de objecto indirecto.

Assim sendo, das duas frases que refere, a frase “para Carlos, não o perturbava a existência, ou mesmo a necessidade dos movimentos da vanguarda” pode ser considerada mais correcta, uma vez que respeita a regência do verbo perturbar como transitivo directo. Note que deverá usar a vírgula depois de “para Carlos”, uma vez que se trata de um complemento circunstancial antecipado.

Palavra do dia

ra·bu·nar ra·bu·nar


(origem obscura)
verbo transitivo

Preparar a cortiça para fazer as rolhas. = RABANAR

Confrontar: rabonar.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/internar [consultado em 18-05-2021]