Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "bringir" nas definições

bringir | v. tr.
    Ferver em água durante algum tempo (ex.: bringir legumes)....

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber qual o plural de esfíncter: esfíncteres ou esfincteres? Tem ou não tem acento?
Os dois plurais de esfíncter estão abonados por obras de referência, e qualquer um deles é válido.

A flexão do plural provoca, em algumas palavras esdrúxulas terminadas em -r ou -n no singular, o deslocamento do acento tónico para a terceira sílaba a contar do fim da palavra (ex.: especímenes, plural de espécimen, lucíferes, plural de lúcifer) ou para a segunda sílaba a contar do fim da palavra (ex.: juniores, plural de júnior), uma vez que, em português, as palavras isoladas têm acentuação tónica numa das três últimas sílabas.

Aparentemente, por se tratar de uma palavra grave, não haveria necessidade de alterar a acentuação do plural da palavra esfíncter, mas Rebelo Gonçalves, no Vocabulário da Língua Portuguesa (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), referência maior para a lexicografia portuguesa, regista esfincteres como plural de esfíncter, à semelhança de, por exemplo, caracteres, plural de carácter, que constitui um caso excepcional na língua. Esta é também a opção seguida pela a edição portuguesa do Dicionário Houaiss.

Outras importantes obras de referência, como o Grande Vocabulário da Língua Portuguesa (Lisboa: Âncora Editora, 2001) e a maioria das obras lexicográficas publicadas em Portugal e no Brasil, registam no entanto esfíncteres como plural de esfíncter, não acrescentando esta palavra à reduzida lista de excepções.




Como se deve escrever o nome desta localidade algarvia: Estói ou Estoi? O novo acordo ortográfico altera a escrita desta palavra?
Estói é a grafia registada no Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves (Coimbra: Coimbra Editora, 1966), obra que é tomada como referência principal em questões de ortografia portuguesa de norma europeia. Por outro lado, José Pedro Machado, outra grande referência para a ortografia portuguesa, no seu Grande Vocabulário da Língua Portuguesa (Lisboa: Âncora Editora, 2001) e no Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa (Lisboa: Livros Horizonte, 2003) regista a grafia Estoi, aparentemente corrigindo Rebelo Gonçalves, cujas opções respeita as mais das vezes.

Para facilitar a resposta a esta questão, pode dizer-se que a Lei n.º 32/2005, de 28 de Janeiro, alterou a denominação oficial da povoação e a freguesia de Estói, que passou a denominar-se Estoi. Esta era uma pretensão de alguns dos seus naturais e habitantes, uma vez que estes pronunciam o ditongo -oi- fechado (ôi) e não aberto (ói).

O Acordo Ortográfico de 1990 nada altera na grafia deste topónimo.

Palavra do dia

túr·ne·po túr·ne·po


(inglês turnip)
nome masculino

[Agricultura]   [Agricultura]  Espécie de nabo grande e redondo, cultivado especialmente para alimentação de gado.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/bringir [consultado em 23-10-2021]