Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
lojaloja | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

lo·ja |ó| lo·ja |ó|
(francês loge)
nome feminino

1. Estabelecimento de venda ou de comércio (ex.: loja de brinquedos).

2. Piso ao nível ou quase ao nível da rua.

3. Piso térreo de uma habitação que serve para armazenamento ou para apoio às actividades agrícolas (ex.: a loja está cheia de tralha; a enxada está na loja).

4. Templo maçónico (ex.: a maçonaria local possui lojas em vários municípios).


desamparar a loja
[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Sair depressa de um lugar.

[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Deixar de importunar alguém (ex.: disse para lhe desampararem a loja).

fechar a loja
Abandonar o comércio.

Encerrar uma actividade.

loja de conveniência
Estabelecimento comercial que vende diversos bens de consumo imediato e que tem geralmente horário prolongado.

loja maçónica
Grupo de franco-mações presididos por um venerável.

Local onde se reúne um grupo de franco-mações.

não tarda uma loja de barbeiro
Expressão usada para indicar que algo é ou será muito rápido.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Loja" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Uma frase poderá conter parênteses no fim da mesma? Exemplo: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março).
Os parênteses são sinais gráficos - podem ser curvos "( )", rectos "[ ]" ou angulares "<>" - utilizados sobretudo para delimitar palavras, locuções ou frases intercaladas ou suprimidas, sem que a estrutura sintáctica seja alterada. Por este motivo, ao utilizar uma sequência dentro de parênteses, a pontuação da frase deverá ser a mesma que existiria sem o uso desses sinais gráficos.

O exemplo que nos fornece não é muito claro, mas quando o que se pretende intercalar corresponde a uma ou mais frases completas, estas poderão estar integradas na frase que não está entre parênteses (mantendo a pontuação de uma frase dependente e sem uso de maiúsculas iniciais): Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês?).

Se, no entanto, houver mais do que uma frase dentro dos parênteses, deverão ser respeitadas dentro dos parênteses as regras gerais de pontuação, com uso de maiúsculas a seguir a um ponto final ou, no caso do exemplo, a um ponto de interrogação: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado (ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março?).

A informação poderá, por outro lado, surgir isolada fora dessa frase, com a respectiva pontuação e uso de maiúsculas; este parece ser o procedimento preferencial no caso de frases como a do exemplo referido, em que não parece haver nexo muito forte entre a frase imediatamente anterior e a(s) frase(s) entre parênteses: Deve haver falta de correctores ortográficos no mercado. (Ou será um novo mês? Ficará talvez entre Fevereiro e Março?)




São comummente usadas as palavras Sara, Saara e Sahara para designar o deserto africano. Ora, tendo em conta que escrevemos, e creio ser esta norma mais ou menos irrevogável, o adjectivo subsariano, não faz sentido só a primeira: o deserto do SARA? No mesmo sentido, Bamas, Baamas ou Bahamas? A confusão está instalada…
Para além das formas Sara, Saara e Sahara, derivadas do árabe çahara, existem ainda as variantes Saará e Sáara, esta última defendida por alguns autores, entre os quais José Pedro Machado, que a prefere a Sara (Palavras a propósito de palavras, Lisboa, Editorial Notícias, 1992, pp. 276-278), como a forma mais correcta por factores histórico-etimológicos. A partir destas formas, criaram-se os adjectivos sariano e saariano, que por sua vez deram origem aos derivados subsariano e subsaariano. Os adjectivos sahariano e subsahariano não se encontram registados em nenhum dos dicionários de língua portuguesa à nossa disposição, apesar de terem ocorrência em corpora e na internet e de serem análogos a formas dicionarizadas como bahamiano.

As variantes Baamas e Bahamas, e os respectivos gentílicos baamiano e bahamiano, encontram-se registadas em vocabulários de língua portuguesa e no Dicionário Priberam, ao contrário de Bamas que não possui registo ou ocorrência em corpora.

Para mais pormenores sobre a questão da ortografia de topónimos estrangeiros pode consultar a resposta topónimos estrangeiros.

pub

Palavra do dia

es·quer·di·no es·quer·di·no
(esquerdo + -ino)
nome masculino

Que ou quem tem maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, em especial com a mão, do que com o lado direito. = CANHOTO

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/Loja [consultado em 13-08-2020]