Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
Palavra não encontrada. Sugerir a inclusão no dicionário da palavra pesquisada.
pub

Dúvidas linguísticas


Na frase: "na última edição lançamos um desafio", a palavra lançamos deve ser acentuada?
Em Portugal, na ortografia antes da aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, a forma lançamos corresponde apenas ao presente do indicativo, pelo que, se pretender referir-se ao passado, como parece ser o caso na frase em apreço, deverá escrever lançámos, que é a forma do pretérito perfeito. É de referir que uma frase como "na última edição lançamos um desafio" poderá estar correcta se a frase se referir ao presente (ex.: "n[est]a última edição lançamos um desafio e estamos a pedir a colaboração dos leitores").

Na ortografia segundo o novo Acordo Ortográfico, a forma lançamos pode corresponder ao presente ou ao pretérito perfeito, uma vez que o acento na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito dos verbos em "-ar" se torna opcional (ex.: lançámos ou lançamos), embora a forma preferencial em Portugal continue a ser a forma acentuada.




A língua portuguesa a partir deste ano não seria unificada? As palavras não seriam igualmente escritas em todos os países que têm como língua mãe o português?
O que está em discussão quando se fala do Acordo Ortográfico (cuja entrada em vigor e período de transição têm datas variáveis consoante cada país) não é uma unificação da língua, mas uma "ortografia unificada" (cf. primeiro parágrafo do Acordo Ortográfico de 1990).

A linguagem escrita, contrariamente à linguagem oral, não é adquirida por exposição a textos escritos, antes resulta de aprendizagem, isto é, de alfabetização. Através de processos de repetição, de leitura e de memorização há uma aprendizagem formal, geralmente institucionalizada, da representação gráfica da oralidade. Tal representação obedece a regras convencionadas, algumas das quais adquiridas de forma explícita. A ortografia é então apenas uma parte da língua, a mais convencionada e menos natural, que corresponde à forma gráfica que a língua assume nos seus suportes escritos.

O Acordo Ortográfico pretende uniformizar, de alguma forma, a ortografia da língua portuguesa, mas este texto legal não pretende neutralizar as variadíssimas diferenças e variantes entre as variedades do português, principalmente no que diz respeito ao léxico, à fonética ou à sintaxe. Mesmo a nível ortográfico, há diferenças, principalmente entre a norma brasileira e a norma portuguesa, que não estão previstas e não são resolvidas pelo Acordo Ortográfico, nomeadamente aquelas que resultam da tradição lexicográfica (i.e., o registo das palavras nos dicionários, ao longo de muitos anos) diferente em Portugal e no Brasil (ex.: alforge, beringela, connosco ou missanga na norma europeia e alforje, berinjela, conosco ou miçanga na norma brasileira).


Palavra do dia

ca·va·li·nho·-das·-bru·xas ca·va·li·nho·-das·-bru·xas
nome masculino

[Entomologia]   [Entomologia]  Designação dada a várias espécies de insectos carnívoros da ordem dos odonatos, cujos adultos têm cabeça arredondada, olhos grandes, corpo estreito e dois pares de asas transparentes e alongadas. = LIBÉLULA

Plural: cavalinhos-das-bruxas.Plural: cavalinhos-das-bruxas.
pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/%5Beine%20durch%20den%20Sheriff%20zusammengef%C3%BChrte%20Gruppe%20von%20M%C3%A4nnern%20zwecks%20Durchsetzung%20des%20Gesetzes%5D [consultado em 11-08-2020]