Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

viver

viverviver | v. intr. | v. tr. | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

vi·ver |ê|vi·ver |ê|

- ConjugarConjugar

(latim vivo, -ere)
verbo intransitivo

1. Ter vida. = EXISTIR

2. Passar (a vida). = EXISTIR

3. Passar a vida de tal ou tal maneira.

4. Ter determinado comportamento ou procedimento. = CONDUZIR-SE, PORTAR-SE, PROCEDER

5. Proporcionar-se o alimento e o necessário para a vida. = ALIMENTAR-SE

6. Entreter relações sociais ou amicais.

7. Conservar-se, durar, passar aos vindouros. = CONVIVER

8. Gozar a vida; aproveitar-se da vida; tirar vantagem de tudo.

9. Passar toda ou a maior parte da existência em; não poder existir fora de.

10. Ter habitação habitual em. = MORAR, RESIDIR

verbo transitivo

11. Desfrutar de uma situação ou de um momento. = GOZAR

12. Durar por determinado tempo.

nome masculino

13. Processo do que está vivo e perdura. = VIDA

14. Procedimento, comportamento.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "viver" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Vamos viver o segundo presente, e nem tentar imaginar um amanhecer sem sol..

Em VARAL de IDÉIAS

Mudou profundamente a maneira como as pessoas costumavam viver , fazer negócios e viajar..

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

viver , conviver, de produzir e de nos relacionarmos com os animais, com a natureza...

Em Caderno B

Será uma boa ideia viver no estrangeiro por uns tempos com um problema que não está ainda

Em MINHA P

...quem diz: "Hoje eu amo o que faço e acredito que não conseguiria mais viver de outra forma"..

Em O VAGALUME
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Numeração ordinal: numa série de dois mil e trezentos blocos, que lugar ocupa o último bloco? Será o dumilésimo tricentésimo lugar?
A numeração ordinal a partir de 2000 utiliza frequentemente numerais cardinais para quantificar os milésimos (2000º = dois milésimo, 3000ª = três milésima, 11000º = onze milésimo). Adicionalmente, é também possível, como afirma Evanildo BECHARA em Moderna Gramática Portuguesa (Rio de Janeiro: Lucerna, 2002, pp. 206-209), formar estes numerais utilizando ordinais para quantificar os milésimos, se se tratar de um número "redondo", isto é, sem outro algarismo além do zero nas unidades, dezenas e centenas (2000º = segundo milésimo, 3000ª = terceira milésima, 11000º = décimo primeiro milésimo).

Não obstante, o Dicionário Houaiss regista alguns numerais ordinais sintéticos relativos a números acima de 1999, utilizando cultismos formados a partir de prefixos latinos: 2000º = bismilésimo, 3000º = termilésimo, 4000º = quatermilésimo, 5000º = quinquiesmilésimo, 6000º = sexiesmilésimo, 7000º = septiesmilésimo, 8000º = octiesmilésimo, 9000º = noviesmilésimo, 10000º = deciesmilésimo. Para todos estes numerais, o dicionário observa que são usualmente substituídos pela locução com o numeral cardinal seguido de milésimo (segundo milésimo, terceiro milésimo, quarto milésimo, quinto milésimo, sexto milésimo, sétimo milésimo, oitavo milésimo, nono milésimo, décimo milésimo).

As indicações acima são válidas também para os ordinais correspondentes a milhões (2000000º = dois milionésimo ou segundo milionésimo, 3000000ª = três milionésima ou terceira milionésima, 11000000º = onze milionésimo ou décimo primeiro milionésimo).

Especificamente sobre o numeral ordinal correspondente ao número 2300 poderá então ser uma de quatro hipóteses (uma vez que o numeral ordinal correspondente a 300 pode, por sua vez, corresponder a tricentésimo ou a trecentésimo): dois milésimo tricentésimo, dois milésimo trecentésimo, bismilésimo tricentésimo ou bismilésimo trecentésimo.
A palavra dumilésimo não se encontra registada em nenhum dicionário consultado, e resulta de uma analogia com ducentésimo, o ordinal correspondente à posição 200, que deriva do latim ducenti "duzentos".




As palavras "Ajuntar" e "Juntar" podem ambas ser usadas no mesmo sentido para "recolher algo do chão"?
Nenhum dicionário regista exaustivamente o léxico de uma língua. O sentido de "recolher algo do chão" para os verbos juntar e ajuntar (que podem ser considerados variantes) não se encontra em geral dicionarizado, à excepção do Dicionário Priberam e do Dicionário Houaiss. Parece-nos tratar-se de um regionalismo, nomeadamente presente no dialecto madeirense (uma vez que pelo menos na Madeira é usado nessa acepção), entre outros possíveis.
No Dicionário Houaiss, o verbo juntar aparece com o significado "recolher, apanhar (coisas)", e com o exemplo "na feira, as crianças juntavam as frutas tombadas das barracas". O facto de aparecer também registado num dicionário brasileiro como o Dicionário Houaiss (que também tem uma edição portuguesa, onde esta acepção não sofreu alteração), pode indiciar que esta acepção terá também curso no Brasil, ainda que seja este o único dicionário brasileiro que a registe.

pub

Palavra do dia

po·da·gra po·da·gra


(latim podagra, -ae)
nome feminino

[Medicina]   [Medicina]  Doença articular decorrente do excesso de ácido úrico, que provoca inflamação dolorosa, em especial nos pés e é geralmente acompanhada de inchaço; gota nos pés.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/viver [consultado em 17-09-2021]