PT
BR
Pesquisar
Definições



ventriculoperitoneal

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
ventriculoperitonealventriculoperitoneal
ventriculoperitoneal


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

(A definição desta palavra estará disponível brevemente. Envie comentários ou sugestões para dicionario@priberam.pt)


Dúvidas linguísticas



Em palavras como emagrecer e engordar as terminações -er e -ar são sufixos ou desinências verbais de infinitivo? Se são o último caso, essas palavras não podem ser consideradas derivações parassintéticas...ou podem?
As terminações verbais -er e -ar são compostas pela junção de -e- (vogal temática da 2.ª conjugação) ou -a- (vogal temática da 1.ª conjugação), respectivamente, à desinência de infinitivo -r. Destas duas terminações, apenas -ar corresponde a um sufixo, pois no português actual usa-se -ar para formar novos verbos a partir de outras palavras, normalmente de adjectivos ou de substantivos, mas não se usa -er. Apesar de os sufixos de verbalização serem sobretudo da primeira conjugação (ex.: -ear em sortear, -ejar em relampaguejar, -izar em modernizar, -icar em adocicar, -entar em aviventar), há alguns sufixos verbais da segunda conjugação, como -ecer. Este sufixo não entra na formação do verbo emagrecer, mas entra na etimologia de outros verbos formados por sufixação (ex.: escurecer, favorecer, fortalecer, obscurecer, robustecer, vermelhecer) ou por prefixação e sufixação simultâneas (ex.: abastecer, abolorecer, amadurecer, empobrecer, engrandecer, esclarecer).

Dos verbos que menciona, apenas engordar pode ser claramente considerado derivação parassintética, uma vez que resulta de prefixação e sufixação simultâneas: en- + gord(o) + -ar. O verbo emagrecer deriva do latim emacrescere e não da aposição de prefixo e sufixo ao adjectivo magro.




Gostaria de saber qual a diferença entre os sons vozeados e os sons não vozeados da língua portuguesa.
Os sons vozeados ou sonoros são sons produzidos com vibração das cordas vocais. No português, são vozeadas todas as vogais e as consoantes [b] como em boi, [d] como em dar, [g] como em gato, [v] como em ovo, [z] como em zero, [[] como em cujo, [r] como em caro, [R] como em carro, [l] como em pala, [Y] como em ilha, [m] como em comer, [n] como em nada e [V] como em lenha.

Os sons não vozeados ou surdos são sons produzidos sem vibração das cordas vocais. No português, são não vozeadas as consoantes [p] como em pôr, [t] como em ter, [k] como em cão, [f] como em fava, [s] como em circo e [1] como em duche.

Para mais exemplos, ver também Classificação das consoantes e Classificação das vogais na Gramática da Língua Portuguesa On-Line.