Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

umbanda

umbandaumbanda | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

um·ban·da um·ban·da


(quimbundo umbanda)
nome feminino

[Religião]   [Religião]  Culto religioso sincrético com origem no Rio de Janeiro.

pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

Na ocasião, foram apreendidos na residência, onde funciona um centro de umbanda , a arma de fogo utilizada no crime e várias munições de calibre 22,...

Em Caderno B

...Tuiuiti, três escolas cantarão histórias sobre orixás de religiões de matriz africana, como a umbanda e o candomblé..

Em Not

Águas (letra tradicional do umbanda , Brasil, cantada no Rainbow 2019, Catalunha, adaptado por Manu Rá, música, Catalunha Rainbow,...

Em <p>ECLIPSE ARTE<br \>associação cultural</p>artes performativas<br \>performing arts</p>

...Tuiuiti, três escolas cantarão histórias sobre orixás de religiões de matriz africana, como a umbanda e o candomblé..

Em Not

...da Silva iniciou a sua carreira em 1931 , com Ererê e Rei da Umbanda ..

Em Geopedrados
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Sou colaborador de uma empresa, na qual a maioria dos colaboradores são senhoras (mulheres) e uma percentagem muito pequena de homens. Toda a comunicação da empresa é feita no feminino. Reportei à administração esta situação pois a comunicação é toda no feminino, e o que me foi dito é que está correto, devido ao novo acordo ortográfico. Ou seja como a maioria são mulheres a comunicação é feita no feminino. Nós homens, recebemos correspondência com Querida Colaboradora e quando se dirigem aos colaboradores da empresa é sempre como Colaboradoras. A minha questão é se está ou não correto? E em que parte do acordo ortográfico isso está presente?
A situação descrita nada tem a ver com as alterações decorrentes do Acordo Ortográfico de 1990, pois apenas a ortografia da língua portuguesa é regulamentada por actos legislativos. O Acordo Ortográfico é um texto legal que regula unicamente a ortografia do português, sem pretender interferir em outras áreas da língua, como o léxico ou a sintaxe, por exemplo. Se a empresa em questão optou por se dirigir no feminino ao seu grupo de colaboradores, composto maioritariamente por senhoras, com a justificação de que se trata de algo relacionado com o novo Acordo Ortográfico, tal não está correcto.

Em português, para designar todos os elementos de um grupo de pessoas, mesmo quando o género maioritário é o feminino, é possível usar o masculino, ainda que haja só um elemento masculino (ex.: as meninas e o menino estão tão crescidos). Tal acontece porque o masculino é o género não marcado do português, considerado neutro quando não se pretende especificar nenhum género. Esta opção vem sendo progressivamente menos usada, como consequência de preocupações sociais de igualdade de género, de que a língua é um reflexo. Sendo assim, a alternativa mais aconselhável seria fazer referência aos dois géneros, como por exemplo Caro(a) colaborador(a), Caros colaboradores e colaboradoras ou ainda Caras colaboradoras e caros colaboradores.




Gostaria de saber se, se eu escrever como escrevia anteriormente (com a ortografia anterior ao Acordo Ortográfico), está ortograficamente errado ou também é aceite? Exemplo: "correcto" ou "correto"? Qual deles está oficialmente? Ou estarão os dois?
Quando o novo Acordo Ortográfico estiver em vigor em Portugal, apenas a forma "correto" será considerada ortograficamente certa, correspondendo a forma "correcto" a uma grafia anterior à vigência do acordo, uma vez que este preconiza que não sejam escritas as consoantes que não são proferidas na chamada norma culta (base IV, 1.º, alínea b).
O utilizador da língua pode optar por utilizar a nova ortografia ou não, uma vez que não pratica qualquer ilícito contravencional, isto é, manter a ortografia anterior ao novo Acordo Ortográfico não tem qualquer consequência legal, mesmo após o período de transição de 6 anos previsto legalmente (em Portugal). No entanto, quando houver uma generalização da nova ortografia, nomeadamente na comunicação social e em contexto escolar, pode ser importante e útil a aprendizagem dessa nova ortografia por motivos sociais e profissionais. A partir de determinada altura, a noção de erro ortográfico vai abranger formas que actualmente são práticas correntes, da mesma forma que actualmente são considerados erros ortográficos práticas ortográficas alteradas pelo Acordo de 1945 (como diccionário ou sciência), ou pela alteração de 1973 (como pràticamente ou sòzinho).

pub

Palavra do dia

ta·nas ta·nas


(origem obscura)
nome masculino de dois números

1. [Portugal, Informal, Depreciativo]   [Portugal, Informal, Depreciativo]  Pessoa indeterminada, considerada de pouco préstimo.

2. [Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  História para enganar. = MENTIROLA, PETA, TRAPAÇA


o tanas
[Portugal, Informal]   [Portugal, Informal]  Exclamação que indica desacordo ou refutação relativamente a afirmação anterior (ex.: ele trabalhou muito, o tanas, os outros é que fizeram tudo!). = O CARAÇAS

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/umbanda [consultado em 24-09-2022]