Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
tuitartuitar | v. tr.
tuitartuitar | v. tr. e intr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

tu·i·tar |u-i| tu·i·tar |u-i| 1
(latim tuitus, -a, -um, particípio de tueor, tueri, olhar, ver, guardar, proteger, sustentar + -ar)
verbo transitivo

[Antigo]   [Antigo]  Defender, proteger.


tu·i·tar |u-i| tu·i·tar |u-i| 2
(tuíte + -ar)
verbo transitivo e intransitivo

Publicar numa conta da rede social Twitter.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Pergunta-se: Desculpe esse lugar é livre? ou está livre? Diz-se: O exercício é correcto ou está correcto?
Nas frases apontadas, aparentemente, deverá utilizar o verbo estar, pois trata-se, em ambos os casos, de uma qualidade ou estado não definitivo (ex.: esse lugar está livre, mas estará ocupado daqui a pouco; o exercício agora está certo, mas estava errado antes da correcção).

Num contexto específico, o primeiro exemplo poderá estar correcto com o verbo ser (ex.: esse lugar é livre [= não é um lugar reservado a ninguém] e poderá ser ocupado por qualquer pessoa).




No trecho que se segue estarão correctas a conjugação do infinitivo reforçarem e a repetição do artigo em os restaurantes, as discotecas...? "O comissário quer obter resultados positivos", indicou uma fonte policial anunciando que, durante as festas de fim de ano, serão desdobrados no terreno novos agentes para reforçarem a presença das forças de segurança nos lugares públicos mais frequentados tais como os restaurantes, as discotecas, os bancos comerciais, as zonas industriais e as estações de serviço.
Em geral, toma-se como referência que, numa oração infinitiva, o infinitivo pessoal carece de um sujeito diferente do da oração subordinante de que depende. Na frase em causa ("O comissário quer obter resultados positivos", indicou uma fonte policial anunciando que [...] serão desdobrados no terreno novos agentes para reforçarem a presença das forças de segurança nos lugares públicos mais frequentados [...]), a oração subordinada infinitiva que está sublinhada depende da oração que está a negro. O sujeito da oração subordinada infinitiva (para [novos agentes] reforçarem a presença das forças de segurança nos lugares públicos [...]) é o mesmo da oração subordinante ([novos agentes] serão desdobrados no terreno), pelo que seria preferível o infinitivo impessoal (reforçar) em vez do infinitivo pessoal (reforçarem).
Para mais esclarecimentos, poderá ainda consultar, entre outras obras, a Gramática da Língua Portuguesa, de Maria Helena Mira MATEUS, Ana Maria BRITO, Inês DUARTE, Isabel Hub FARIA et al., 5ª ed., Editorial Caminho, Lisboa, 2003, pp. 439-442, 715-718 e 725.

Relativamente à repetição do artigo antes do substantivo, os gramáticos (por exemplo, CUNHA e CINTRA, na Nova Gramática do Português Contemporâneo, João Sá da Costa, 14ª ed., 1998, p. 235), preconizam que, se numa enumeração de substantivos for utilizado o artigo definido antes do primeiro, devem ser utilizados artigos definidos antes dos restantes substantivos, como na frase em apreço ([...] tais como os restaurantes, as discotecas, os bancos comerciais, as zonas industriais e as estações de serviço). Como alternativa, poderá optar-se pela omissão do artigo (ex.: tais como restaurantes, discotecas, bancos comerciais, zonas industriais e estações de serviço), quase sem diferença semântica.

pub

Palavra do dia

si·co·fan·ta si·co·fan·ta
(grego sukofántes, -ou)
substantivo de dois géneros

1. Pessoa que acusa ou denuncia. = ACUSADOR, DELATOR, DENUNCIANTE

2. Pessoa que dá ou inventa informações falsas. = CALUNIADOR, DIFAMADOR, MENTIROSO

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/tuitar [consultado em 10-12-2018]