PT
BR
Pesquisar
Definições



trote

A forma trotepode ser [primeira pessoa singular do presente do conjuntivo de trotartrotar], [terceira pessoa singular do imperativo de trotartrotar], [terceira pessoa singular do presente do conjuntivo de trotartrotar] ou [nome masculino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
trotetrote
( tro·te

tro·te

)


nome masculino

1. Andadura do cavalo e de certos quadrúpedes, entre o passo ordinário e o galope (ex.: diminuiu o ritmo e passou a trote).

2. [Popular] [Popular] Uso quotidiano. = COTIO

3. [Brasil] [Brasil] O mesmo que trote estudantil (ex.: presidente da comissão de trote). [Equivalente no português de Portugal: praxe.]

4. [Brasil] [Brasil] Brincadeira feita com o intuito de enganar ou vexar alguém (ex.: gostava de passar trotes aos amigos). = TROÇA, ZOMBARIA

5. [Brasil] [Brasil] Brincadeira escarnecedora que alguém faz sob outra identidade, geralmente feita por telefone ou telemóvel (ex.: ligaram para minha casa, mas era trote).


a trote

[Figurado] [Figurado] Apressadamente.

trote de peludo

[Brasil: Rio Grande do Sul] [Brasil: Rio Grande do Sul] Excesso de trabalho, de responsabilidades.

trote estudantil

[Brasil] [Brasil] Conjunto de práticas ou brincadeiras que estudantes mais velhos aplicam aos caloiros (ex.: audiência pública para discussão do trote estudantil). [Equivalente no português de Portugal: praxe académica.] = TROTE

trote rasgado

Andadura que é feita com passadas grandes e que dura muito tempo.

etimologiaOrigem etimológica:derivação regressiva de trotar.
trotartrotar
( tro·tar

tro·tar

)
Conjugação:unipessoal.
Particípio:regular.


verbo intransitivo

1. [Hipismo] [Hipismo] Andar a trote (ex.: os cavalos trotam no prado). = TROTEAR

2. [Hipismo] [Hipismo] Andar em cavalgadura a trote (ex.: trotei por mais alguns metros). = TROTEAR

3. [Figurado] [Figurado] Caminhar apressadamente (ex.: a multidão trotava agora rumo à praça).


verbo transitivo

4. [Brasil] [Brasil] Fazer brincadeira para enganar ou vexar alguém. = TROÇAR, ZOMBAR

5. [Brasil] [Brasil] Impor práticas ou brincadeiras aos estudantes caloiros. (Equivalente no português de Portugal: praxar.)

etimologiaOrigem etimológica:francês trotter.

Auxiliares de tradução

Traduzir "trote" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Por que motivo algumas palavras fazem o diminutivo com S e outras com Z?
Entre os sufixos mais produtivos para a formação de diminutivos encontram-se -inho e -zinho. Desta forma, poderá, por exemplo, formar as palavras livrinho (livro + -inho) e livrozinho (livro + -zinho). Só poderá haver um -s- num diminutivo se a palavra primitiva já o contiver, pois não há, em português, um sufixo -sinho. Por exemplo, nas palavras adeusinho ou vasinho há um -s- porque as palavras são formadas de adeus ou vaso + -inho.



Escreve-se pôr do sol ou pôr-do-sol? E qual o plural?
Os dicionários e vocabulários de língua portuguesa não são unânimes no que respeita à grafia de pôr do Sol/pôr-do-sol, pois se há uns, como o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências de Lisboa/Verbo, 2001), que registam a forma hifenizada pôr-do-sol, outros há, como o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (edição brasileira da Editora Objetiva, 2001; edição portuguesa do Círculo de Leitores, 2002), que preferem o registo da locução substantiva pôr do Sol (o Dicionário Houaiss não maiusculiza sol, mas, como se trata do astro propriamente dito, a utilização da maiúscula é necessária). Este último dicionário justifica a preferência pela locução com base no facto de o pôr ser um fenómeno astronómico comum a vários astros e não exclusivo do Sol, e também porque nenhum dicionário regista a correspondente palavra hifenizada nascer-do-sol. Este argumento parece fazer algum sentido, especialmente se considerarmos que construções como do pôr ao nascer do Sol não permitem a utilização do hífen.

Assim sendo, e uma vez que ambas as variantes se encontram registadas em obras lexicográficas de língua portuguesa, poderá optar por qualquer uma das duas formas, não devendo esquecer que num mesmo texto deverá manter a mesma opção, por uma questão de coerência.

O plural deverá ser pores do Sol ou pores-do-sol.