Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

surtia

1ª pess. sing. pret. imperf. ind. de surtirsurtir
3ª pess. sing. pret. imperf. ind. de surtirsurtir
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

sur·tir sur·tir

- ConjugarConjugar

(francês sortir, do latim sortior, -iri, tirar à sorte, obter por sorte)
verbo transitivo

1. Ter como resultado (ex.: surtir efeito). = CAUSAR, ORIGINAR, RESULTAR

verbo intransitivo

2. Ter consequência boa ou má.

Confrontar: sortir.
pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

...Pedro Gonçalves e Nuno Santos a tentarem entrar rápido, a estratégia de Amorim não surtia efeito..

Em Sangue LEONINO

Mas esse elemento não bastaria, já que só surtia efeito na presença de uma

Em www.mitologia.pt

dunha levada que surtía de auga a varios muiños..

Em leoeosseus

Gostei da sensação, de ver como aquilo que eu dizia surtia efeito, provocava o riso..

Em anabelamotaribeiro.pt

A estratégia delineada pelos Dragões surtia efeito e o Galatasaray acusou o golo consentido..

Em HELDER BARROS
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Estou com uma terrível dúvida sobre a forma substantiva do verbo assumir. Ex: verbo "aceitar" - substantivo "aceitação".
Como pode verificar no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, o substantivo assunção tem o significado “acto ou efeito de assumir” (ex.: a assunção das dívidas foi feita pela empresa; a assunção das funções de director iniciou-se recentemente).



Agradecia que me dessem a vossa opinião quanto à classificação sintáctica da oração e não sei quem é que se encontra nos seguintes versos pessoanos: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe".
De acordo com o espólio do heterónimo pessoano Alberto Caeiro, disponibilizado on-line pela Biblioteca Nacional, o verso do poema "É noite" é ligeiramente diferente: "É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, // Atrai-me só por essa luz visitada de longe". Na expressão e que não sei quem é estão contidas duas orações: a primeira é uma oração subordinante (e que não sei) cujo verbo (saber) necessita de um complemento directo obrigatório que corresponde à segunda oração (quem é), que pode ser classificada como subordinada substantiva completiva.

A frase é complexa e a oração subordinante (e que não sei) deste pequeno excerto da frase, no âmbito dos versos transcritos (É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe), é também uma oração subordinada relativa restritiva coordenada a outra da mesma natureza.

Para clarificar a divisão de orações, procedemos em seguida à classificação de todas as orações contidas nos dois versos de Alberto Caeiro e respectivas funções sintácticas (é de sublinhar que uma oração subordinada pode conter várias orações e dentro dela pode haver uma oração subordinante em relação às que dela dependem):
1. [É curioso] oração subordinante.
2. [que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que não sei quem é, atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinada completiva com função de sujeito (este sujeito frásico não é muito evidente, mas pode ser testado com a concordância verbal; ex.: isso é curioso; essas coisas são curiosas).

2.1 [que toda a vida do indivíduo atrai-me só por essa luz visitada de longe] oração subordinante (relativamente às orações que dela dependem).
2.1.1 [que ali mora] oração subordinada relativa restritiva (isto é, fornece informação que restringe o antecedente indivíduo).
2.1.2 [e que não sei quem é] oração subordinada relativa explicativa (isto é, fornece informação adicional sobre o antecedente indivíduo) coordenada à oração relativa restritiva.
2.1.2.1 [e que não sei] oração subordinante (relativamente à oração que dela depende).
2.1.2.2 [quem é] oração subordinada completiva com função de complemento directo.

pub

Palavra do dia

coir·mão |ô-ì|coir·mão |ô-ì|


(co- + irmão)
adjectivo e nome masculino
adjetivo e nome masculino

1. Que ou quem é filho de um tio ou tia que é irmão ou irmã do pai ou da mãe; que ou quem é primo direito ou prima direita (ex.: prima coirmã; no Natal juntam-se todos os coirmãos).

adjectivo
adjetivo

2. Que tem afinidades com outro ou pertence ao mesmo grupo de interesses (ex.: país coirmão; partidos coirmãos).

Feminino: coirmã. Plural: coirmãos.Feminino: coirmã. Plural: coirmãos.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/surtia [consultado em 24-07-2021]