Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

sin-

sin-sin- | pref.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

sin- sin-


(grego sún, em companhia de, juntamente com)
prefixo

Exprime a noção de ajuntamento ou simultaneidade (ex.: sincraniano).

pub

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

cruel desolación. ¡Ay, pobre del que en hora maldecida Siente el amor y es del amor proscrito! ¡Le huye la muerte, mas también la vida! Vive para probar que no es un mito Que, si el hombre se inflama sin medida, ¡Su dolor, sin amor, será infinito! DECEPÇÃO A enfermidade da alma ninguém mata, Mas o faz

Em Viva a Poesia

que já existem. Seria um verdadeiro desafio. Também porque penso que essa pista é monstruosa. Nunca lá estive, mas um dia espero poder experimentá-la ”. De facto, não era uma má ideia. A Formula 1 não tebe impacto quando foi à " Sin City" no inicio dos anos 80 do século passado, mas agora com o "Drive

Em Continental Circus

na mesma, quase nem se nota a idade. Então, o que é que eu queria afinal? Mais canções? E quais, se há tantas? “The Cardinal Sin ”? “Xavier”? “Summoning of the Muse”? “The Arrival And The Reunion”? “As The Bell Rings The Maypole Spins”? “Nierika”? Impossível escolher. O que eu queria mesmo era ficar

Em Gotika

...¿Cómo puedo aguardar ningún reposo, si el reloj de mi vida se ha quebrado, parándose el volante perezoso? Dejé mi albergue tierno y regalado, y dejé con el alma mi albedrío, pues todo en tierra ajena me ha faltado. Fuéseme sin pensar mi aliento y brío, y si de alguna gala me adornaba, hoy del

Em Estação Cronográfica

A QUIEN TRAÍA UN RELOJ CON LAS CENIZAS DE SU DAMA POR ARENA Ya sin risa la luz, sin voz la rosa, la beldad sin candor, tu vida muerta, al fin, Belisa, en polvo te despierta cuando menos y nada, aún poderosa. La firmeza a tu instancia querellosa, de sus beldades y rigor desierta, sirva, si [te] cegó

Em Estação Cronográfica
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


A utilização de aspas dentro de aspas é correta, como quando, por exemplo, se realça uma palavra dentro de uma citação, ou se cita algo dentro de outra citação? Exemplo: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei" (palavras realçadas). Um deles está bem perto, que é o do art. 42, § 1.º" (fim de citação). Outras dúvidas relacionadas: O que fazer quando a palavra realçada for a última da citação, fazendo com que as aspas de uma e outra coincidam? Utilizam-se uma ou duas aspas no final da frase? Exemplo: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei". ou "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei"". As aspas vêm antes ou depois do ponto final numa citação? Exemplo: "Eu adoro chocolate". ou "Eu adoro chocolate."
Nos exemplos citados, as aspas estão a ser usadas para identificar uma citação e para destacar uma parte do texto. Estes são dois usos possíveis para as aspas, mas o seu emprego simultâneo pode gerar confusão no leitor, que poderá considerar que se trata de uma citação dentro de uma citação. Por este motivo, para tornar mais claro um destaque dentro de uma citação, será aconselhável recorrer a outra maneira de dar destaque gráfico, como o itálico (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei"), o sublinhado (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei"), o negro (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei") ou a combinação de dois ou mais destes destaques gráficos (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos casos expressos em lei").

Não é, no entanto, incorrecta a utilização de aspas dentro de aspas, devendo haver o cuidado de fechar cada um dos conjuntos de aspas, mesmo que isso origine sinais repetidos (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos "casos expressos em lei""); nestes casos, poderá optar pelo uso de aspas diferentes (ex.: "Nos casos do art. 41 há referência aos «casos expressos em lei»").





Gostaria de saber qual a forma mais correcta dentro das que se seguem: "tu pareces gostar desta cidade" ou "parece que tu gostas desta cidade".
Ambas as frases que refere, “Tu pareces gostar desta cidade” e “Parece que tu gostas desta cidade”, estão correctas do ponto de vista gramatical. Estilisticamente, porém, poderá haver uma ligeira diferença: dir-se-ia que a primeira se coaduna com um registo de língua um pouco mais cuidado, sendo possivelmente mais usada num contexto formal.
pub

Palavra do dia

reu·chli·ni·a·no reu·chli·ni·a·no


([Johannes] Reuchlin, antropónimo + -iano)
adjectivo
adjetivo

[Linguística]   [Lingüística]   [Linguística]  Relativo à pronúncia do grego clássico que segue a do grego moderno, defendida por Johann Reuchlin (1455-1522), humanista e filólogo alemão.ERASMIANO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/sin- [consultado em 30-06-2022]