Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

sedal

sedalsedal | adj. 2 g.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

se·dal se·dal


(latim *sedalis, de sedes, -is, assento)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

Relativo ao ânus. = ANAL

pub

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

Pelo despacho nº 8703/2020- SEDAL , se p rocede à convocatória para a eleição indireta do presidente e de...

Em estado de Barrancos

...morangos (e nem vais a veneza porcelaninha nem vestidinho de seda da rota do sedal - nem as do opio - imperinho - vais bem pelo caminho - antergo...

Em Tears of Heaven

Fonte: Jara Y Sedal

Em diariodeumacacadora.blogs.sapo.pt

(Bibliografia: Jara Y Sedal )

Em diariodeumacacadora.blogs.sapo.pt

Notícia retirada do site Jara Y Sedal

Em diariodeumacacadora.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Como dizer correctamente: ...a área que mais lhe fascina ou ... a área que mais a fascina?
O verbo fascinar é tradicionalmente registado nos dicionários como transitivo directo, isto é, como um verbo que selecciona um complemento nominal obrigatório que não é introduzido por uma preposição (ex.: esta área fascinou o aluno), não sendo consideradas aceitáveis construções com um complemento indirecto, isto é, um complemento nominal obrigatório introduzido por uma preposição (ex.: *esta área fascinou ao aluno; o asterisco indica agramaticalidade). Quando há pronominalização dos complementos de terceira pessoa, o complemento directo corresponde aos pronomes pessoais o, a os, as e o complemento indirecto aos pronomes pessoais lhe, lhes. Assim, relativamente aos exemplos acima referidos, a pronominalização do complemento directo da frase esta área fascinou o aluno deve ser feita com o pronome o (esta área fascinou-o), pois trata-se de um complemento directo, e não com o pronome lhe (*esta área fascinou-lhe).

Em relação às frases apontadas na dúvida colocada, o caso é o mesmo. Deverá ser usada a construção a área que mais a fascina (equivalente a a área que mais fascina alguém) e não a construção *a área que mais lhe fascina (equivalente a *a área que mais fascina a alguém).




Não será a palavra revivalismo portuguesa? Porque não existe no dicionário? Será um estrangeirismo? Mas quantos não foram já "absorvidos" por tão correntes no português escrito e falado?
A palavra revivalismo, apesar de não se encontrar na nomenclatura do Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, encontra-se registada noutros dicionários de língua portuguesa como, por exemplo, o Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea (Academia das Ciências de Lisboa/Verbo, Lisboa, 2001). Deriva da palavra inglesa revivalism e refere-se ao ressurgimento de ideias, modas ou tendências que fizeram parte do passado.
pub

Palavra do dia

o·ven·çal o·ven·çal


(ovença + -al)
nome masculino

1. [Antigo]   [Antigo]  Pessoa encarregada de uma despensa. = DESPENSEIRO, ECÓNOMO

2. [Antigo]   [Antigo]  Cobrador de rendas.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/sedal [consultado em 19-10-2021]