Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

realmente

realmenterealmente | adv.
derivação de realreal
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

re·al·men·te re·al·men·te


(real + -mente)
advérbio

1. De modo real.

2. Usa-se para confirmar ou reforçar uma afirmação (ex.: não é, realmente, nada interessante). = DE FACTO, EFECTIVAMENTE, VERDADEIRAMENTE


re·al re·al 2


(latim medieval realis, -e, de res, rei, coisa)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Que existe de facto. = EFECTIVO, VERDADEIROIMAGINÁRIO, IRREAL

2. Que tem existência física, palpável. = CONCRETOABSTRACTO

3. Que é relativo a factos ou acontecimentos. = FACTUAL

4. Que contém a verdade. = GENUÍNO, VERDADEIROARTIFICIAL, FALSO, ILUSÓRIO

5. [Direito]   [Direito]  Relativo a bens ou coisas e não a pessoas. = MATERIAL

6. [Economia]   [Economia]  Que não corresponde a um valor definido e tem em conta, por exemplo, o poder de compra e a inflação (ex.: salário real).NOMINAL

nome masculino

7. Aquilo que é real. = REALIDADE


cair na real
Compreender que a realidade ou algo não corresponde ao que se tinha idealizado (ex.: queria comprar um carro, mas caiu na real quando viu o preço).

Plural: reais.Plural: reais.
Confrontar: rial.

re·al re·al 1


(latim regalis, -e)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Do rei ou a ele relativo. = RÉGIO

2. Próprio de rei ou da realeza. = REALENGO, RÉGIOPLEBEU

3. Que está sob a alçada do rei ou da rainha (ex.: real academia).

4. Digno de um rei, pelo fausto ou pela dimensão. = MAGNIFICENTE, MAGNÍFICO, SUMPTUOSORELES

5. Diz-se de certas espécies de animais, notáveis pela sua beleza ou grandeza.

nome masculino

6. [Economia]   [Economia]  Unidade monetária do Brasil (código: BRL), divisível em centavos.

7. [Economia]   [Economia]  Antiga unidade monetária portuguesa e brasileira. (Plural: réis.)


não ter real
[Informal]   [Informal]  Estar desprovido de dinheiro.

Plural: reais.Plural: reais.
Confrontar: rial.

re·al re·al 3


(alteração de arraial)
nome masculino

[Antigo]   [Antigo]  O mesmo que arraial.

Confrontar: rial.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "realmente" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

se realmente sofremos com ele, é para sermos também glorificados com ele..

Em Blog da Sagrada Família

Esteves expõe uma autossuficiência que só parece embutida na fala de quem tem realmente poder..

Em www.robertomoraes.com.br

Você é realmente imparcial??

Em confrariadearton.blogspot.com

O filme talvez o retrate de um jeito mais triste do que Björn realmente é hoje em dia, com uma namorada e uma filha adulta..

Em www.tonygoes.com.br

impressões, podia realmente provar ou contestar a identidade das pessoas..

Em Geopedrados
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Na frase dei de caras com um leão, qual a função sintáctica das expressões de caras e com um leão?
A locução verbal dar de caras corresponde a uma expressão idiomática do português, que por esse motivo não é habitualmente decomposta, equivalendo a um verbo como deparar-se ou a outra locução verbal como encontrar subitamente. Na frase apontada, pode no entanto considerar-se a expressão de caras como um modificador adverbial (designado por complemento circunstancial na gramática tradicional), indicando o modo como se processa a acção expressa pelo verbo dar (equivalente, por exemplo a subitamente numa frase como deu subitamente com um leão).
A expressão com um leão pode ser considerada complemento indirecto seleccionado pelo verbo dar, pois com um leão é um complemento nominal introduzido indirectamente pela preposição com.




É com espanto que vejo que na conjugação do verbo haver aparecer a forma houveram. Sempre aprendi que a 3.ª pessoa do plural do pretérito perfeito não existe. Podem-me explicar se é moda nova?!
A flexão do verbo haver varia consoante o seu emprego. Assim, quando este é empregue como verbo principal, com os sentidos de “existir” (em 1.a), de "ter decorrido" (em 2.a) e de “acontecer” (em 3.a), ele é impessoal, i.e., utiliza-se apenas na 3.ª pessoa do singular. Daí a má formação das frases 1.b), 2.b) e 3.b), assinaladas com asterisco (*):

1. a) Houve muitos deputados investigados.
b) * Houveram muitos deputados investigados.

2. a) Havia duas horas que estava à espera.
b) * Haviam duas horas que estava à espera.

3. a) Na semana passada houve muitos acidentes.
b) * Na semana passada houveram muitos acidentes.

Quando é empregue como verbo principal com outros sentidos que não os de "existir", "ter decorrido" ou "acontecer", é flexionado em todas as pessoas:

4. a) Os organizadores do colóquio houveram por bem encomendar uma sondagem. [achar, considerar]
b) E que bem se houveram os portugueses no confronto! [avir-se]

O verbo haver emprega-se ainda como auxiliar em tempos compostos, sendo também flexionado em todas as pessoas:

5. As encomendas haviam sido entregues.

Como se pode ver pelas frases 4-5, a 3.ª pessoa do plural do pretérito perfeito do verbo haver existe, pelo que o conjugador deve incluí-la, não podendo é ser utilizada nos casos em que o verbo é impessoal.

pub

Palavra do dia

sar·ra·bis·car sar·ra·bis·car


(sarrabisco + -ar)
verbo transitivo e intransitivo

Fazer sarrabiscos. = GARATUJAR, RABISCAR

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/realmente [consultado em 28-10-2021]