Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

pargo-legítimo

pargo-legítimopargo-legítimo | n.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pargo-legítimo pargo-legítimo


nome

(A definição desta palavra estará disponível brevemente. Envie comentários ou sugestões para dicionario@priberam.pt)
pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

E o pargo , meus amigos? E o pargo ? Mulato ou legítimo ? O primeiro mais modesto no preço e de acesso mais fácil. O segundo menos modesto, aparentemente mais requintado e nobre. Partilho com vocês que tenho optado, nos últimos tempos, por peixes menos nobres, no que isto quererá dizer. Dentão

Em Pingas no Copo

À partida tratava-se apenas de uma "LF" (Limpeza de Frigorifico). Tinha uns filetes de pargo legitimo que me tinham sobrado de outra preparação e umas beterrabas que tinha assado na brasa e precisava de lhes dar uso. Pargo : Sem ter à partida uma ideia definida, coloquei os filetes de pargo a

Em magtentacoes.blogs.sapo.pt

pregado na brasa, cogumelos silvestres, batata nova, geleia de sementes de mostarda, patissons, óleo de argan e azedas limão pargo legítimo braseado, puré de tupinambor, laranja, espinafres selvagens, sésamo e emulsão de alho negro marmelada de maçã gelado de iogurte de ovelha, pétalas caramelizadas e

Em Mesa Marcada

. Aproveitava-se para trazer um pargo , ouvia falar do legítimo , uma pescada com calibre grado ou ainda, no tempo certo, as sardinhas, os carapaus, o peixe-espada para grelhar ou para fritar. Tanto no Domingo como no Sábado, ao final do dia, havia sempre um petisco, qualquer coisa para picar. Moelas, pipis

Em Pingas no Copo

inimaginável. Acontece que agora é legitimo perguntar se nas próximas eleições é mais interessante, de um ponto de vista editorial, cobrir o que diz o Bloco de Esquerda, com assento parlamentar, do que o Livre, que está a concorrer pela primeira vez às legislativas - os exemplos podiam ser outros, mas num

Em aesquinadorio
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Nesta locução latina, qual das formas está correta: "status quo" ou "statu quo"?
A grafia correcta, atestada pelos principais dicionários de língua portuguesa, é statu quo e significa “o estado das coisas em determinado momento”. Esta locução, que se fixou por influência da área diplomática, é redução da expressão latina in statu quo ante que significa “no estado em que se encontrava antes”.

Em português (e em outros idiomas como o francês ou o espanhol), a locução statu quo perdeu o valor adverbial latino e adquiriu valor de substantivo (ex.: A manifestação não representa uma ruptura do statu quo), o que pode estar na origem do aparecimento da forma status quo.

Em latim (e noutras línguas declináveis, como o alemão ou o russo) as funções sintácticas são assinaladas morfologicamente: as diferentes desinências da palavra indicam se ela está a ser usada na posição de sujeito (através do caso nominativo, como em status), de complemento directo (através do caso acusativo, como em statum), de complemento indirecto (através do caso dativo, como em statui), de complemento circunstancial (através do caso ablativo, como em statu), etc. Assim, como a locução passou a ter valor de substantivo, a forma status quo, difundida maioritariamente pelo inglês, e considerada preferencial apenas pelo Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa (Curitiba: Positivo, 2004), transmitiria essa mudança de significado, já que statu significa “no estado” e não “o estado”. Esta justificação é questionável porque (i) estamos perante a redução de uma outra locução latina, em que há exigência de ablativo após a preposição latina in (“em”), e porque (ii) existem outros casos de palavras e expressões latinas que se fixaram como substantivos no português com a forma de casos que não o nominativo. Exemplos disso são a expressão anno Domini (literalmente, “no ano do Senhor”) que se usa para referir a era cristã, sendo composta pelo ablativo de annus “ano” e pelo genitivo de dominus “senhor”, bem como a palavra quórum, de quorum, genitivo masculino plural do pronome relativo qui, quae, quod “que”.

A locução statu quo não deve porém ser confundida com a palavra isolada status, que significa (i) “estatuto” (ex.: A categoria do trabalhador corresponde ao seu status na empresa) e (ii) “prestígio” (ex.: Exibia nas festas os símbolos do status recém-adquirido por casamento).




No programa de hoje da R.T.P. " Bom Dia Portugal" na rubrica "Em bom português", questiona-se se deve dizer: duzentas gramas ou duzentos gramas? Afirma-se que a resposta correcta é: "duzentos gramas" porque grama é um submúltiplo do quilograma. Ora, eu tenho apenas a quarta classe do ensino primário de 1951, mas nesse tempo aprendi que grama, metro, caloria, etc. são unidades e quilograma, quilómetro, quilocaloria, etc, são múltiplos com mil unidades. Como gosto de falar o melhor Português, (dentro das minhas limitações literárias) gostaria de obter uma explicação, mais convincente ou de saber se, pela mesma razão, deve dizer-se "duzentos calorias"?
De facto, o argumento referido é pouco claro. O motivo por que a resposta é "duzentos gramas" é porque grama, enquanto unidade de medida, é um substantivo masculino, como pode verificar seguindo a hiperligação para o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. É por essa razão que quilograma, formado pela junção do prefixo quilo- ao substantivo grama, é masculino, e não o contrário.
pub

Palavra do dia

lha·nu·ra lha·nu·ra


(lhano + -ura)
nome feminino

1. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Qualidade do que é sincero, despretensioso ou amável. = LHANEZA

2. [Pouco usado]   [Pouco usado]  Superfície plana. = PLANURA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/pargo-leg%C3%ADtimo [consultado em 12-08-2022]