Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

ligou

3ª pess. sing. pret. perf. ind. de ligarligar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

li·gar li·gar

- ConjugarConjugar

(latim ligo, -are)
verbo transitivo

1. Fazer uma coisa chegar a alcançar outra coisa; fazer a união de algo que está separado (ex.: o Canal da Mancha liga a Grã-Bretanha ao continente). = REUNIR, UNIRSEPARAR

2. Apertar com ligadura, atilho ou afim (ex.: ligaram as mãos e os pés dos reféns). = ATAR, ENLAÇAR, LIGAR, PRENDERDESATAR, DESLIGAR, DESPRENDER, SEPARAR

3. Fazer a mistura homogénea de (ex.: mexer para ligar todos os ingredientes). = EMULSIONAR, MISTURAR

4. Estabelecer relação lógica ou de dependência (ex.: as conjunções ligam partes do discurso). = ASSOCIAR, RELACIONARDESLIGAR, DISSOCIAR

5. Dar importância a (ex.: eles não ligam ao futebol).DESLIGAR

6. Dar atenção a (ex.: a cadela liga pouco aos cachorrinhos).DESLIGAR

7. Dar conexão a. = ENCADEAR

8. Fazer uma chamada por telefone (ex.: ainda não liguei ao aniversariante). = TELEFONAR

verbo transitivo e pronominal

9. Pôr ou ficar um aparelho, dispositivo ou mecanismo em funcionamento (ex.: tem de ligar o microfone; a luz liga-se automaticamente).APAGAR, DESLIGAR

verbo transitivo, intransitivo e pronominal

10. Pôr ou estar em harmonia ou numa combinação adequada (ex.: o vinho escolhido liga muito bem com o prato; os sabores ligam-se bem; estas cores não ligam). = COMBINAR

11. Fazer liga de metais (ex.: ligar ouro e prata; estes metais não ligam; cobre e estanho ligam-se para fazer o bronze).

verbo pronominal

12. Fazer aliança ou coligação. = ALIAR-SE, COLIGAR-SEDESALIAR-SE

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "ligou" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Às 7h29, um membro da tripulação ligou e relatou que a aeronave realizou um pouso de emergência..

Em NOTÍCIAS SOBRE AVIAÇÃO AVIATION NEWS

Curiosamente, ou talvez não, ninguém me ligou ou enviou qualquer e-mail..

Em largo da memória

...melhor fase do encontro, com o Benfica a apertar e Rafa, numa arrancada fantástica, ligou o

Em A PAIXÃO O BENFICA E O A.VISEU

ele não tinha - ou não ligou - para o patrão da Brabham..

Em Continental Circus

Risse tanto que a cozinheira ligou para as amigas contando a história, e riram muito..

Em VARAL de IDÉIAS
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


É com espanto que vejo que na conjugação do verbo haver aparecer a forma houveram. Sempre aprendi que a 3.ª pessoa do plural do pretérito perfeito não existe. Podem-me explicar se é moda nova?!
A flexão do verbo haver varia consoante o seu emprego. Assim, quando este é empregue como verbo principal, com os sentidos de “existir” (em 1.a), de "ter decorrido" (em 2.a) e de “acontecer” (em 3.a), ele é impessoal, i.e., utiliza-se apenas na 3.ª pessoa do singular. Daí a má formação das frases 1.b), 2.b) e 3.b), assinaladas com asterisco (*):

1. a) Houve muitos deputados investigados.
b) * Houveram muitos deputados investigados.

2. a) Havia duas horas que estava à espera.
b) * Haviam duas horas que estava à espera.

3. a) Na semana passada houve muitos acidentes.
b) * Na semana passada houveram muitos acidentes.

Quando é empregue como verbo principal com outros sentidos que não os de "existir", "ter decorrido" ou "acontecer", é flexionado em todas as pessoas:

4. a) Os organizadores do colóquio houveram por bem encomendar uma sondagem. [achar, considerar]
b) E que bem se houveram os portugueses no confronto! [avir-se]

O verbo haver emprega-se ainda como auxiliar em tempos compostos, sendo também flexionado em todas as pessoas:

5. As encomendas haviam sido entregues.

Como se pode ver pelas frases 4-5, a 3.ª pessoa do plural do pretérito perfeito do verbo haver existe, pelo que o conjugador deve incluí-la, não podendo é ser utilizada nos casos em que o verbo é impessoal.




Como se designam as palavras que derivam do mesmo étimo latino como mágoa, mancha e mácula?
As palavras mágoa, mancha e mácula (a este grupo poderia acrescentar-se as palavras malha e mangra) são exemplos de palavras divergentes, isto é, palavras com o mesmo étimo latino (macula, -ae) que evoluiu para várias formas diferentes. Neste caso específico, as palavras mágoa, mancha, malha ou mangra chegaram ao português por via popular, apresentando cada uma delas diferentes fenómenos regulares de evolução: mágoa sofreu a queda do -l- intervocálico e a sonorização do -c- intervocálico (macula > *macua > *magua > mágoa); mancha sofreu a nasalização do primeiro -a-, a queda do -u- intervocálico e a palatalização do grupo consonântico -cl- (macula > *mãcula > *mãcla > mancha); malha sofreu a queda do -u- intervocálico e a palatalização do grupo consonântico -cl- em -lh- (macula > *macla > malha); mangra sofreu a nasalização do primeiro -a-, a queda do -u- intervocálico, o rotacismo do -l- e a sonorização do -c- (macula > *mãcula > *mãcla > *mãcra > mangra). A palavra mácula chegou ao português por via erudita, apresentando uma forma quase idêntica ao étimo latino.
pub

Palavra do dia

ro·ti·ná·ri·o ro·ti·ná·ri·o


(rotina + -ário)
adjectivo
adjetivo

Que segue a rotina ou é relativo a rotina (ex.: procedimento rotinário; tarefas rotinárias). = ROTINEIRO

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/ligou [consultado em 21-10-2021]