Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub

embaixo

embaixoembaixo | adv.
baixobaixo | adj. | adv. | n. m. | adj. 2 g. 2 núm. n. m. | n. m. pl.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

em·bai·xo em·bai·xo


(em + baixo)
advérbio

1. [Brasil]   [Brasil]  Numa posição ou num nível inferior.EM CIMA

2. [Brasil]   [Brasil]  Em más condições, em mau estado ou sem ânimo.

3. [Brasil]   [Brasil]  Fora de serviço ou fora de funcionamento (ex.: o site está embaixo).

Nota: no português europeu, é usada a locução "em baixo".

bai·xo bai·xo


(latim tardio bassus, -a, -um, de pouca altura)
adjectivo
adjetivo

1. Que tem menos altura que a ordinária (ex.: jogador baixo; casas baixas).ALTO, GRANDE

2. Que está a pouca altura em relação ao solo ou em relação ao nível do mar (ex.: voo baixo).ALTO, ELEVADO

3. Que tem pouca profundidade (ex.: águas baixas; a margem do rio é mais baixa deste lado).ALTO, PROFUNDO

4. Que tem valores ou medidas inferiores à média ou ao que é considerado normal ou conveniente (ex.: baixas temperaturas; preço baixo; pressão arterial baixa).ALTO, EXCESSIVO

5. Que é tem um grau ou nível pouco elevado (ex.: baixa precisão; baixa qualidade; baixas profundidades; mostrou baixa consideração pelas instituições).ALTO, ELEVADO

6. Inclinado ou voltado para o chão (ex.: cabeça baixa; olhos baixos). = ABAIXADOERGUIDO

7. Que custa pouco ou implica um menor gasto. = BARATOALTO, CARO, DISPENDIOSO

8. Que tem pouco valor ou importância. = INFERIOR, IRRELEVANTE, SOMENOSESSENCIAL, IMPORTANTE, INDISPENSÁVEL, RELEVANTE

9. Que tem pouca importância numa escala hierárquica, social ou económica (ex.: baixa burguesia). = INFERIORALTO, SUPERIOR

10. Em que há menos actividade ou procura (ex.: época baixa).ALTO

11. Que provoca desprezo ou que tem poucos escrúpulos morais (ex.: atitude baixa). = DESPREZÍVEL, IGNÓBIL, INDIGNO, INFERIOR, PEQUENO, RELES, VILDIGNO, ELEVADO, NOBRE

12. Que se ouve mal ou com dificuldade (ex.: música baixa; som baixo, voz baixa). = FRACOALTO, DISTINTO, FORTE

13. Que está perto da foz (ex.: baixo Douro). = INFERIORALTO, SUPERIOR

14. Que fica mais a sul, geralmente em relação a outro local com o mesmo nome (ex.: Beira Baixa). = INFERIORALTO, SUPERIOR

15. Que fica na ou constitui a última fase de um período ou de uma realidade (ex.: baixa Idade Média). = TARDIOALTO

16. [Física]   [Física]  Que é produzido por ondas de baixa frequência lenta ou tem baixa frequência. = GRAVEAGUDO, ALTO

17. [Fonética]   [Fonética]  Que se pronuncia com o abaixamento da língua em relação a posição de descanso (ex.: [a] é uma vogal baixa).

advérbio

18. Em lugar pouco elevado ou a pouca altura do solo (ex.: voar baixo).ALTO

19. Em voz baixa (ex.: falar baixo). = BAIXINHOALTO

20. Em tom grave (ex.: cante mais baixo).ALTO

nome masculino

21. Parte inferior. = BASEALTO, CIMO, CUME

22. Local mais fundo ou situado a um nível inferior em relação a outros. = DEPRESSÃO

23. Parte do mar em que a água é pouco profunda. = BAIXIO

24. [Marinha]   [Marinha]  Parte exterior do navio abaixo da linha de água.

25. [Música]   [Música]  Nota ou som ou produzido no registo inferior de qualquer voz ou instrumento. = GRAVE

26. [Música]   [Música]  Voz ou cantor que dá as notas mais graves.

27. [Música]   [Música]  Corda de instrumento que dá sons graves.

28. [Música]   [Música]  Instrumento de cordas maior e mais grave da família do violino, tocado em posição vertical.Ver imagem = CONTRABAIXO, RABECÃO

29. [Música]   [Música]  Instrumento mais grave da família das guitarras (ex.: baixo eléctrico).Ver imagem

30. [Música]   [Música]  Pessoa que toca um desses instrumentos. = BAIXISTA

adjectivo de dois géneros e dois números e nome masculino
adjetivo de dois géneros e dois números e nome masculino

31. [Música]   [Música]  Diz-se de ou instrumento mais grave de cada família de instrumentos (ex.: guitarra baixo; o som do baixo está desafinado).


baixos
nome masculino plural

32. Piso inferior de um prédio, que muitas vezes corresponde a lojas. = RÉS-DO-CHÃO

33. Perigos, obstáculos ou dificuldades.


em baixo
[Portugal]   [Portugal]  Numa posição ou num nível inferior.EM CIMA

[Portugal]   [Portugal]  Em más condições, em mau estado ou sem ânimo. = MAL

[Portugal]   [Portugal]  Fora de serviço ou fora de funcionamento (ex.: o site está em baixo).

Nota: No português do Brasil, a locução "em baixo" escreve-se aglutinadamente, "embaixo".
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "embaixo" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Anagramas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber a ortografia correta: garçom ou garçon?
A grafia correcta da palavra que, sobretudo no Brasil, designa “empregado de mesa” é garçom (plural: garçons). Trata-se do aportuguesamento do vocábulo francês garçon.



É correcta a frase As PME's enfrentam dificuldades? Existe plural de PALOP e de TIC?
A flexão das siglas e dos acrónimos coloca frequentemente dúvidas aos utilizadores da língua, assim como a flexão das abreviaturas e dos símbolos. Neste contexto, é útil esclarecer cada um destes termos, para poder obter uma resposta coerente às dúvidas sobre flexão em número.

Uma sigla é um conjunto formado pelas letras iniciais de várias palavras (ex.: PME = Pequena e Média Empresa), usado como uma única palavra pela soletração das letras que o compõem (ex.: P = [pe], M = [Èmi], E = [È]); como tal, pode também corresponder ao plural de uma ou mais dessas palavras, sem que as iniciais se alterem (ex.: EUA, por exemplo, é uma sigla que corresponde a um plural, Estados Unidos da América, sem que seja necessário uma marca dessa flexão). Por este motivo, não haverá razão lógica para acrescentar um esse (-s) às siglas referidas: deverá escrever-se os CD (os Compact Discs) ou as PME (as Pequenas e Médias Empresas).

Um acrónimo é um conjunto formado pelas letras iniciais de várias palavras (ex.: EPAL), usado como uma única palavra e pronunciado não pela soletração de cada uma das letras, como as siglas, mas de forma contínua, como um nome comum (ex.: EPAL lê-se [È'pal] e não [Èpea'Èli]). Assim, pelo mesmo motivo apontado para as siglas, deverá escrever-se os PALOP (os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) ou as TIC (as Tecnologias de Informação e Comunicação). Ainda em relação aos acrónimos, deve dizer-se que estes se transformam por vezes em nomes comuns (ex.: sida < Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, cedê < CD < Compact Disc), obedecendo às regras gerais de ortografia e assumindo então as regras gerais de flexão (ex.: A sida em África é diferente das outras sidas?; Comprou vários cedês.).

Uma abreviatura corresponde a uma letra ou a um conjunto de letras que faz parte de uma palavra e a representa na escrita (ex.: Dr. < Doutor), mas que não tem em geral um correspondente fonético (a abreviatura Dr. ler-se-á doutor e não como [dri] ou com soletração das letras [de'ÈRi]), sendo que muitas vezes estas abreviaturas admitem as marcas de flexão, entendendo-se que constituem abreviaturas de palavras diferentes (ex.: Dr.ª, Dr.as).

Um símbolo corresponde a uma letra ou a um conjunto de letras que estabelece, geralmente por convenção, uma relação de correspondência com uma unidade de medida (km = quilómetro(s); V = volt(s); Y = ítrio) ou um conceito (cos = cosseno, SO = sudoeste), não havendo geralmente um correspondente fonético (ex.: V ler-se-á volt), nem marcação de flexão (ex.: corrente de 220V ler-se-á volts), pois trata-se muitas vezes de símbolos estabelecidos internacionalmente ou com um valor bastante difundido, nomeadamente em áreas científicas, e têm de ser únicos e unívocos.

No caso das siglas, acrónimos e abreviaturas, é muito usual o uso das marcas de flexão em alguns casos, nomeadamente com adjunção de -s no final (ex.: PMEs). Tal uso, não sendo proscrito pelas regras de ortografia portuguesa (o acordo ortográfico em vigor é omisso nesse aspecto), carece de motivo lógico, como acima foi defendido e obrigaria, por exemplo, no caso de se considerar que se trata de uma aplicação das regras gerais de flexão, a adaptações ortográficas no caso de siglas ou acrónimos terminados em consoantes (ex.: PALOPes).

O apóstrofo ou a plica antecedendo o -s (ex.: *PME’s) não deverá ser usado, pois não é um mecanismo de flexão da língua portuguesa.

pub

Palavra do dia

pe·nei·rei·ro·-cin·zen·to pe·nei·rei·ro·-cin·zen·to


nome masculino

[Ornitologia]   [Ornitologia]  Ave da família dos accipitrídeos (Elanus caeruleus), de pequeno porte, de plumagem acinzentada, com asas mais escuras e olhos vermelhos.

Plural: peneireiros-cinzentos.Plural: peneireiros-cinzentos.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/embaixo [consultado em 22-06-2021]