Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
Palavra não encontrada. Se procurava uma das palavras seguintes, clique nela para consultar a sua definição.
Ester
Wagner (norma brasileira)

Caso a palavra que procura não seja nenhuma das apresentadas acima, sugira-nos a sua inclusão no dicionário.
pub

Dúvidas linguísticas


A minha dúvida prende-se com a palavra rubrica. Julgo que é utilizada para designar um tipo de assinatura, mas também como sinónimo de assunto. A entoação da palavra é diferente nos dois casos, mas a ortografia é igual?
Deverá pronunciar sempre /rubríca/ e não /rúbrica/.

Como poderá verificar ao consultar o verbete rubrica no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, esta palavra tem vários sentidos ou acepções, alguns dos quais correspondem aos apontados na sua questão.

No que diz respeito à sua pronúncia, esta palavra só pode ser pronunciada correctamente como palavra grave, com acento de intensidade na penúltima sílaba: ru['bri]ca (a plica que surge na transcrição entre parênteses rectos corresponde ao acento de intensidade na sílaba -bri-), independentemente do sentido em que é utilizada. Esta acentuação deriva do étimo latino desta palavra, cuja penúltima sílaba era pronunciada como longa.

A pronúncia desta palavra como palavra esdrúxula, isto é, *['ru]brica, com acento de intensidade na antepenúltima sílaba, é incorrecta (como indica o asterisco), apesar de muito difundida, e só poderia ser aceite caso a ortografia desta palavra fosse *rúbrica (forma não atestada em nenhuma obra de referência).

Esta é uma questão de adequação ortografia/pronúncia segundo as regras ortográficas do português e o Acordo Ortográfico de 1990 não alterou nada neste âmbito.




Estou usando as informações colhidas neste site e gostaria que me ajudassem. Como devo citá-lo em meu trabalho científico como referência bibliográfica? E como citar CD e DVD?
Apesar da existência de algumas normas portuguesas e estrangeiras, sem carácter vinculativo, não há uma forma única e universal para fazer referências bibliográficas de conteúdos em papel, tal como não há uma forma única para referenciar conteúdos em linha ou conteúdos electrónicos. O que é realmente importante é registar determinado número de informações imprescindíveis e, depois de escolher uma forma de as referenciar, manter a coerência e seguir uniformemente o mesmo esquema de referência em todas as citações, facilitando assim a compreensão e identificação dos elementos que a compõem. É esse o espírito subjacente à elaboração de normas que se debruçam sobre este assunto (no caso português, veja-se, por exemplo, a norma NP 405 do Instituto Português de Qualidade).
Para um conteúdo disponível em linha ou editado em formato electrónico, é importante referir os mesmos elementos que para um conteúdo em papel, isto é, a autoria, o título e a data; além disso, nos casos de conteúdos em linha, deverá ser indicada a origem do documento, que corresponde ao endereço electrónico, e a data em que foi consultado, uma vez que noutra data esse conteúdo poderá não estar disponível ou poderá ter sofrido alterações. As indicações que se seguem não são exaustivas e são meramente exemplificativas de uma possibilidade entre muitas para indicar a referência de conteúdos em linha ou em formato electrónico.

A. Em relação aos conteúdos electrónicos disponíveis em linha, é importante distinguir vários tipos de referências:
1. Páginas da internet (algumas páginas já contêm indicações de copyright que podem facilitar a tarefa), relativamente às quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, o título da página, o tipo de suporte, a data, o endereço electrónico e a data da consulta:
PRIBERAM, Priberam - Dúvidas linguísticas [em linha], 2006, http://www.flip.pt/duvidas/ [consultado em 2006-12-13].
PRIBERAM, FLiP - Ferramentas para a Língua Portuguesa [em linha], 2006, http://www.flip.pt/ [consultado em 2006-12-13].
PRIBERAM, Legix.pt [em linha], 1998-2006, http://www.legix.pt/ [consultado em 2006-12-13].
PRIBERAM, Priberam [em linha], 2006, http://www.priberam.pt/default.aspx [consultado em 2006-12-13].
2. Notícias ou artigos de periódicos disponíveis em linha, relativamente aos quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, o título do artigo, o título do periódico, o tipo de suporte, a data, o endereço electrónico e a data da consulta ou do download:
“Novas Tecnologias”, in Diário de Notícias [em linha], 2005-06-19, http://dn.sapo.pt/2005/06/19/sociedade/novas_tecnologias.html [consultado em 2006-12-13].
3. Artigos disponíveis em linha, relativamente aos quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, a data, o título do documento, o tipo de suporte, o endereço electrónico e a data da consulta ou do download:
MARTINS, André, "String kernels and similarity measures for information retrieval", in Priberam [em linha], 2006, http://www.priberam.pt/docs/StringKernels.pdf [descarregado em 2006-12-13].
PRIBERAM, "gramática", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa[em linha], 2006, https://dicionario.priberam.org/gramática [consultado em 2006-12-13].
4. Outros conteúdos disponíveis em linha, relativamente aos quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, o título do documento, a página a que pertence, o tipo de suporte, a data, o endereço electrónico e a data da consulta ou do download:
PRIBERAM, "Bibliografia FLiP", in FLiP - Ferramentas para a Língua Portuguesa [em linha], 2006, http://www.flip.pt/docs/BibliografiaFLiP_PT.pdf [descarregado em 2006-12-13].
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO NACIONAL, "Decreto n.º 35 228", de 8 de Dezembro de 1945, in Priberam [em linha], 2006, http://www.priberam.pt/docs/AcOrtog45_73.pdf [descarregado em 2006-12-13].
5. No caso de um conteúdo se encontrar disponível em formato físico e em linha, é possível indicar as duas referências:
AMARAL, Carlos [et al.], "Priberam’s Question Answering System for Portuguese" in Accessing Multilingual Information Repositories - 6th Workshop of the Cross-Language Evalution Forum, CLEF 2005, Vienna, Austria, 21-23 September, 2005, Revised Selected Papers, Springer Berlin / Heidelberg, 2006, pp. 410-419 [versão também disponível em http://www.priberam.pt/docs/CLEF2005.pdf].
6. A juntar a estas hipóteses há ainda outros tipos de conteúdo, menos frequentemente citados de maneira formal, como mensagens de correio electrónico, por exemplo, que deverão ser referenciados seguindo o mesmo princípio de registo de autoria, título, suporte, data e origem.

B. As indicações referidas acima diferem de outros documentos editados em suporte electrónico, cuja referência será porventura mais fácil, uma vez que a edição pressupõe geralmente uma ficha técnica:
7. Documentos editados em formato electrónico, relativamente aos quais se deverá indicar (quando essa informação está disponível) a autoria, o título, o tipo de suporte, a data, e, eventualmente, a versão e o número internacional normalizado (ISBN, ISSN ou ISMN):
FLiP 5 [CD-ROM], Priberam, 2005, ISBN: 9729919127.
LegiX 7 Europa [DVD], Priberam, 2004, ISBN: 9729919219.


Palavra do dia

fal·sa·-bra·ga fal·sa·-bra·ga
(falsa, feminino de falso + braga)
substantivo feminino

[Fortificação]   [Fortificação]  Espécie de muro entre a muralha e o fosso. = BARBACÃ

Plural: falsas-bragas.Plural: falsas-bragas.
pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/eager [consultado em 06-12-2019]