PT
BR
Pesquisar
Definições



desenhável

A forma desenhávelpode ser [derivação masculino e feminino singular de desenhardesenhar] ou [adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
desenháveldesenhável
( de·se·nhá·vel

de·se·nhá·vel

)


adjectivo de dois génerosadjetivo de dois géneros

Que se pode desenhar.

vistoPlural: desenháveis.
etimologiaOrigem etimológica:desenhar + -ável.
iconPlural: desenháveis.
desenhardesenhar
( de·se·nhar

de·se·nhar

)
Conjugação:regular.
Particípio:regular.


verbo transitivo

1. Fazer o desenho de.

2. [Figurado] [Figurado] Descrever, pintar.

3. Deixar entrever.


verbo intransitivo

4. Fazer desenhos.


verbo pronominal

5. Destacarem-se (os contornos, as formas).

6. Aparecer, mostrar-se, transparecer.

etimologiaOrigem etimológica:latim designo, -are, marcar, traçar.


Dúvidas linguísticas



Minha dúvida é: Por que passei a vida estudando que o correto é falar para eu fazer, para eu comer, e etc., se a frase É fácil para mim estudar não está errada? Podem explicar essa última frase.
De facto, nos contextos exemplificados com duas orações na resposta para eu/para mim (ex.: isto é para eu fazer), deverá ser usado o pronome sujeito, pois na oração para eu fazer, o pronome desempenha essa função de sujeito. No caso do exemplo É fácil para mim estudar, o contexto é semelhante àquele referido na resposta pronomes pessoais rectos e oblíquos, em que o pronome não desempenha a função de sujeito, pois esta frase pode ser decomposta em Estudar [sujeito] é fácil [predicado] para mim [adjunto adverbial de interesse].



Qual a forma verbal correcta nestas duas frases: "Trata-se ou Tratam-se de pessoas que não sabem o que fazem"?
A frase correcta é Trata-se de pessoas que não sabem o que fazem.

Neste exemplo, o verbo tratar tem um sentido próximo de “ser”, sendo indissociável do clítico se e da preposição de. A construção tratar-se de funciona como um verbo impessoal, i.e., utiliza-se apenas na 3.ª pessoa do singular, dado que é usada em frases sem sujeito. A frase *Tratam-se de pessoas que não sabem o que fazem é agramatical (como indica o asterisco) porque o sintagma pessoas que não sabem o que fazem, com o qual o verbo concorda, é erradamente considerado o sujeito da frase.

A construção acima descrita não deve ser confundida com o predicado verbal da frase Eles tratam-se da doença numa clínica suíça. Neste caso, o verbo tratar é usado na acepção de “curar” e concorda com o sujeito da frase (Eles).