Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

co-liderar

co-liderarcoliderarco-liderarcoliderar | v. tr.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

co·-li·de·rar co·li·de·rar co·-li·de·rar co·li·de·rar

- ConjugarConjugar

(co- + liderar)
verbo transitivo

Liderar em conjunto (ex.: o banco co-liderou a emissão de novos valores).


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: coliderar.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: co-liderar.


• Grafia alterada pelo Acordo Ortográfico de 1990: coliderar.
• Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: co-liderar

pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

, surge agora a notícia de uma única vacina, com duração vitalícia. Michinori Kohara e a equipa de investigadores que estão a liderar o desenvolvimento da vacina de uso único também criaram uma das vacinas mais bem sucedidas da história, uma contra a varíola. A equipa utiliza uma estirpe do vírus que não

Em VISEU, terra de Viriato.

capacidade para liderar uma candidatura forte. Mas não é só Miguel Albuquerque, de 46 anos, que equaciona avançar às eleições do próximo ano. O Record escreve que há pelo menos mais duas correntes a serem formadas, ambas com presenças nas últimas assembleias gerais, quer do clube (dia 30 de setembro) quer da

Em Fora-de-jogo

conversas , uma sugestão que foi reciprocada por Robert Habeck, co -líder dos Verdes. Enquanto que os Verdes são mais próximos politicamente dos sociais-democratas do SPD, Lindner preferiu elogiar o governo da CDU que Laschet integra na Renânia do Norte Vestefália, o que já sinaliza divergências. Mesmo assim

Em VISEU, terra de Viriato.

doutorar-se em Sheffield, na Inglaterra. De volta à Universidade de Coimbra, Victor Gil criou o primeiro laboratório de espectroscopia de RMN em Portugal (1966). Em 1973, após a criação formal da Universidade de Aveiro, foi convidado para liderar a Comissão Instaladora daquela Universidade, da qual foi o

Em Geopedrados

Universidade de Coimbra, Victor Gil criou o primeiro laboratório de espectroscopia de RMN em Portugal (1966). Em 1973, após a criação formal da Universidade de Aveiro, foi convidado para liderar a Comissão Instaladora daquela Universidade, da qual foi o primeiro Reitor (1973/77) e com a qual para sempre

Em De Rerum Natura
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual é o diminutivo da palavra foto? Esse diminutivo é masculino ou feminino?
A adjunção de sufixos diminutivos não altera as propriedades morfossintácticas do derivante, que são herdadas pelo derivado. Assim, por exemplo, os sufixos -inho e -zinho alteram apenas a informação semântica (o juízo de valor que se faz sobre a forma de base a que se juntam), mantendo a mesma categoria sintáctica e o mesmo género do derivante: quando se associam a um adjectivo geram um adjectivo (moderno/a - moderninho/a - modernozinho/a), quando se associam a um nome geram um nome (papel - papelinho - papelzinho) e quando se associam a um advérbio geram um advérbio (devagar - devagarinho - devagarzinho).

Tradicionalmente, os sufixos -inho e -zinho são considerados o mesmo, sendo a consoante -z- encarada como um elemento de ligação, pelo que a forma -zinho é tida como uma variante de -inho. No entanto, o seu emprego é distinto, já que se associam a diferentes formas de base, o que faz deles mais do que meras variantes. O sufixo -inho associa-se a radicais, mantendo sempre a vogal da forma de base no caso de palavras de tema em -a ou -o (ex.: um livro - um livrinho; uma caneta - uma canetinha; um pijama - um pijaminha; uma tribo - uma tribinho) e, no caso de palavras de tema em -e ou de tema nulo, substituindo a vogal da forma de base por -a e por -o, consoante os valores de feminino e masculino, respectivamente, da palavra de base (ex.: um sabonete - um sabonetinho; uma semente - uma sementinha; um anel - um anelinho; uma espiral - uma espiralinha). O sufixo -zinho associa-se a palavras (e não a radicais), mantendo a vogal temática de acordo com o género da palavra de base (ex.: um livro - um livrozinho; uma caneta - uma canetazinha; um pijama - um pijamazinho; uma tribo - uma tribozinha; um sabonete - um sabonetezinho; uma semente - uma sementezinha; um anel - um anelzinho; uma espiral - uma espiralzinha). O mesmo é válido para os sufixos -ito e -zito.

Posto isto, o substantivo feminino foto (redução de fotografia) pode apresentar vários diminutivos, consoante os sufixos usados, sendo todos femininos: uma foto - uma fotinho, uma fotozinha, uma fotito, uma fotozita. Não há muitos substantivos femininos terminados em -o (para além de foto e tribo, a lista inclui expo (redução de exposição), imago, libido, moto, virago e pouco mais) e o seu uso no grau diminutivo não é dos mais frequentes, o que justifica as hesitações e, por vezes, as incorrecções de alguns falantes.




Gostaria de saber qual a forma ou formas correctas de expressar a seguinte ideia: Parece estares bem ou Pareces estar bem?
O verbo parecer usa-se como um auxiliar modal em construções que exprimem aparência, e nesse caso deve concordar com o sujeito, quer ele esteja expresso (Tu pareces estar bem) ou subentendido (Pareces estar bem). Isto acontece porque, quando há uma construção com um verbo auxiliar, é este que tem as marcas de tempo, modo ou pessoa. Se se pretendesse usar outro tempo verbal, por exemplo o Imperfeito do Indicativo (Parecias estar bem nesse dia), ou outra pessoa gramatical, por exemplo a terceira pessoa do plural ([eles] Parecem estar bem), essas marcas de tempo ou pessoa estariam no verbo que funciona como verbo auxiliar (parecer).
Há, no entanto, outra construção do verbo parecer, já não como auxiliar modal mas como verbo pleno, assumindo as marcas de tempo, modo e pessoa, que explica a construção Parece estares bem, semelhante à construção Parece que estás bem. Nestes dois exemplos, o sujeito do verbo parecer já não é a segunda pessoa do singular (tu), mas sim a oração integrante infinitiva (Estares bem parece) ou conjuncional (Que estás bem parece).
Em suma, as duas construções estão correctas, sendo que a construção Parece estares bem é menos usada e por vezes considerada de uso formal ou literário (por exemplo, na edição portuguesa do Dicionário Houaiss, do Círculo de Leitores).

pub

Palavra do dia

per·ca·li·na per·ca·li·na


(francês percaline)
nome feminino

Tecido de algodão, leve e lustroso, empregado sobretudo em forros e em encadernações de livros.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/co-liderar [consultado em 20-01-2022]