Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

carpidas

fem. pl. part. pass. de carpircarpir
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

car·pir car·pir

- ConjugarConjugar

(latim carpo, -ere, colher, arrancar, separar)
verbo transitivo

1. Prantear, chorar.

2. Mondar.

3. Colher, arrancar.

verbo intransitivo

4. Chorar.

verbo pronominal

5. Lamentar-se.

6. Arrancar-se os cabelos (em sinal de dor).

7. [Brasil]   [Brasil]  Tratar e desmoitar (uma roça).

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "carpidas" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

carpidas , como se tão dolorosa empreitada as remediasse..

Em O felino

...Complete arrebata netos de avôs e avós que em 1981 lamberam definitivamente as lágrimas carpidas pela morte precoce de Ian Curtis e dançaram ao som de Truth ou Senses...

Em stipe07

...tempo - e com razão, dado que, a partir de certa altura, as mágoas carpidas são confundidas com inação..

Em O JUMENTO

...tempo - e com razão, dado que, a partir de certa altura, as mágoas carpidas são confundidas com inação..

Em iluminando.blogs.sapo.pt

Carpidas as mágoas, hoje começa a festa que é o Lisbon e Estoril Film Fest...

Em luís soares
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


A palavra pròpriamente continua a ser acentuada com acento grave? E visìvelmente?
Em 1973 foram eliminados da ortografia oficial portuguesa os acentos graves e circunflexos nas palavras derivadas com o sufixo -mente (ex.: praticamente, serodiamente, visivelmente) ou com os sufixos iniciados por z (ex.: pezinho, sozinho). Seguindo a hiperligação para o Acordo Ortográfico em vigor para a língua portuguesa de norma europeia, poderá consultar o Decreto-Lei n.º 32/73 na parte final do documento, após o texto do acordo de 1945.



Qual destas frases está correcta: «Ele assegurou-me que viria» ou «Ele assegurou-me de que viria»? Li que o verbo "assegurar" é regido pela preposição "de" quando é conjugado pronominalmente; no entanto, só me soa bem dessa forma quando ele é conjugado reflexivamente, como em "Eles asseguraram-se de que não eram seguidos". Afinal, como é que é? Obrigada.
Os dicionários que registam as regências verbais, como o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa ou o Dicionário sintáctico de verbos portugueses, estipulam que o verbo assegurar é regido pela preposição de apenas quando usado como pronominal (ex.: quando saiu de casa assegurou-se de que as janelas estavam fechadas). Para além do uso pronominal, o verbo assegurar pode ainda ser transitivo directo ou bitransitivo, isto é, seleccionar complementos não regidos por preposição (ex.: os testes assegurariam que o programa iria funcionar sem problemas; o filho assegurou-lhe que iria estudar muito).

Este uso preposicionado do verbo assegurar na acepção pronominal nem sempre é respeitado, havendo uma tendência generalizada para a omissão da preposição (ex.: quando saiu de casa assegurou-se que as janelas estavam fechadas). O fenómeno de elisão da preposição de como iniciadora de complementos com frases finitas não se cinge ao verbo assegurar, acontecendo também com outros verbos, como por exemplo aperceber (ex.: não se apercebeu [de] que estava a chover antes de sair de casa) ou esquecer (ex.: esquecera-se [de] que havia greve dos transportes públicos).

pub

Palavra do dia

ve·nec·to·mi·a ve·nec·to·mi·a


(latim vena, -ae, veia + -ectomia)
nome feminino

[Medicina]   [Medicina]  Ressecção ou remoção de uma veia ou de um segmento de veia. = FLEBECTOMIA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/carpidas [consultado em 25-01-2022]