Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

célula-ovo

célula-ovocélula-ovo | n. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

cé·lu·la·-o·vo |ô|cé·lu·la·-o·vo |ô|


nome feminino

[Biologia]   [Biologia]  Célula que resulta da fecundação do gâmeta feminino pelo gâmeta masculino. = OVO, ZIGOTO

Plural: células-ovo |ô| ou células-ovos |ó|.Plural: células-ovo |ô| ou células-ovos |ó|.
pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

roubar coisas de outros organismos", explica Paps. Assim como outros membros desse grupo, "roubam" cloroplastos de algas para incorporá-los em suas células digestivas. "O que elas fazem é escravizar as algas para extrair os cloroplastos e se alimentar deles." "Elas têm uma parte especial da célula onde

Em BioTerra

forma comum deste tipo de reprodução é quando o óvulo é fertilizado por uma célula-ovo ainda imatura que se comporta quase como um espermatozoide. A partenogénese é relativamente comum em invertebrados, como vermes, insetos, alguns aracnídeos e crustáceos. Raramente foi observada em vertebrados

Em HELDER BARROS

realizada sequencialmente: primeiro, ocorre a transmissão do ADN para ARN (transcrição), e, depois, ocorre a síntese de proteína no molde de ARN (translação). Durante a replicação, as proteínas copiam a informação genética codificada nas moléculas do ADN e guardada no núcleo da célula , distribuindo

Em VISEU, terra de Viriato.

cai o muro de Berlim, e quando o interesse pelo emprego desaparece, diz: “Já posso ser [do partido]”. Formalmente só se filiou depois de 1989? Sim. É uma afirmação política. Claro que não valia a pena fazerem coisas como aquela de o convocarem para trabalho de célula [risos]. O meu pai começava a

Em anabelamotaribeiro.pt

brilhantes medidas adiadas. Quem se deve estar a rir disto tudo são os perus e os galos capões pois por este andar neste Natal é bem provável que nos fiquemos pelo bacalhau, isto se no dia da promoção as grandes superfícies não estarão cheias que nem um ovo com tanta gente a tentar aviar-se antes que a loja

Em O JUMENTO
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Li o texto do Acordo Ortográfico de 1990 e outros textos sobre o assunto, e tomava a liberdade de perguntar qual a posição da Priberam relativamente aos prefixos sub-, ad- e ab- quando seguidos por palavra iniciada por r cuja sílaba não se liga foneticamente com o prefixo. Concretizando: sub-rogar ou subrogar; ad-rogar ou adrogar; ab-rogar ou abrogar? O Acordo, aparentemente, é omisso quanto à matéria, e já vimos opções diferentes da por vós tomada na versão 7 do FLIP.
O texto legal do Acordo Ortográfico de 1990 (base XVI) é, de facto, omisso relativamente ao uso de hífen com prefixos terminados em consoantes oclusivas (como ab-, ad- ou sub-) quando o segundo elemento da palavra se inicia por r (como em ab-rogar, ad-rogar ou sub-rogar). Para que seja mantida a pronúncia [R] (como em carro) do segundo elemento, terá de manter-se o hífen, pois os casos de ab-r, ad-r, ob-r, sob-r, sub-r e afins são os únicos casos na língua em que há os grupos br ou dr (que se podiam juntar a cr, fr, gr, pr, tr e vr) sem que a consoante seja uma vibrante alveolar ([r], como em caro ou abrir). Se estas palavras não contiverem hífen, o r ligar-se-á à consoante que o precede e passará de vibrante velar (ex.: ab[R], sub[R]) a vibrante alveolar (ex.: ab[r], sub[r]). Não se pode, por isso, alterar a fonética por causa da ortografia, nem alterar a grafia, criando uma excepção ortográfica, só porque o legislador/relator ou afim escamoteou ou esqueceu este caso. O argumento de que a opção de manter o hífen nestes casos segue o espírito do acordo pode reforçar-se se olharmos, por exemplo, para os casos dos elementos de formação circum- e pan-, onde não se criam excepções à estrutura silábica, nem à pronúncia (cf. circum-escolar e não circumescolar; pan-africano e não panafricano).
Pelos motivos expostos, a opção da Priberam é manter o hífen nos casos descritos.




Antes do acordo ortográfico escrevia desta forma a data no quadro para os meus alunos: "Terça-feira, 30 de Novembro de 2010". Depois do acordo, devo escrever a data desta forma (?): "terça-feira, 30 de novembro de 2010".
Com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, deixa de haver obrigatoriedade também em Portugal de maiusculizar os nomes dos meses e das estações do ano, como já acontecia na norma brasileira.

Também não é obrigatório o uso de maiúsculas nos dias da semana, o que já era uso generalizado em Portugal, conforme o disposto na base XXXIX do Acordo Ortográfico de 1945.

No entanto, não se altera a utilização tradicional das maiúsculas em início de frase ou de quaisquer outras sequências escritas (onde é frequente a oscilação com o uso de minúsculas), como divisões ou campos de textos escritos (títulos de capítulos, secções, assunto, data, referência, etc.) ou versos, sendo por isso justificável a maiúscula no início de uma data como Terça-feira, 30 de novembro de 2010.

pub

Palavra do dia

der·máp·te·ro der·máp·te·ro


(grego dérma, -atos, pele + -ptero)
adjectivo
adjetivo

1. [Entomologia]   [Entomologia]  Relativo aos dermápteros.

nome masculino

2. [Entomologia]   [Entomologia]  Espécime dos dermápteros.


dermápteros
nome masculino plural

3. [Entomologia]   [Entomologia]  Ordem de insectos de asas curtas ou inexistentes, cujo abdómen termina em dois ganchos em forma de tenaz.


SinónimoSinônimo Geral: DERMATÓPTERO, EUPLEXÓPTERO

Confrontar: dermóptero.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/c%C3%A9lula-ovo [consultado em 04-07-2022]