Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

brindeiro

brindeirobrindeiro | n. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

brin·dei·ro brin·dei·ro


(brinde + -eiro)
nome masculino

1. [Portugal: Madeira]   [Portugal: Madeira]  Pão pequenino, feito tradicionalmente para ser oferecido aos afilhados no Natal ou na Páscoa.

2. [Portugal: Madeira]   [Portugal: Madeira]  Qualquer pão pequeno. = PÃOZINHO

pub

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

Em outubro do mesmo ano, o procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro , determinou que a Polícia Federal reconstituísse o inquérito, pois estava repleto de imperfeições...

Em Geopedrados

...se tenha, talvez, uma ressurreição da figura do “Engavetador Geral da República” que Geraldo Brindeiro encarnou no Governo Fernando Henrique Cardoso..

Em nogueirajr.blogspot.com

Geraldo Brindeiro Onze anos depois, em março de 2014, na fase inicial da operação Lava Jato,...

Em talisandrade.blogs.sapo.pt

...Leite e de Francisca Rosa Seara ) – casou, a 5-10-1870, com José Machado Brindeiro ( natural da freguesia de Entre os Muros, Angra de Heroísmo )..

Em manuel1961.blogs.sapo.pt

Brindeiro ( natural da freguesia de Entre os Muros, Angra de Heroísmo )..

Em manuel1961.blogs.sapo.pt
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber a vossa definição da palavra antropofágico e gostaria também que me dessem um exemplo de como a palavra escatológico pode ser usada com vários sentidos.
O adjectivo antropofágico designa o que é relativo a antropofagia ou a antropófago (cujas definições poderá encontrar no Dicionário da Língua Portuguesa On-line, seguindo as hiperligações) e pode, na maioria dos contextos, ser sinónimo de canibalesco.

O adjectivo escatológico diz respeito a escatologia, mas, atendendo a que esta palavra corresponde a dois homónimos (isto é, palavras que se escrevem e lêem de maneira igual, mas que têm significados e etimologias diferentes), pode ter significados diferentes consoante os contextos. Por exemplo, humor escatológico poderá dizer respeito ao humor feito com recurso a alusões aos excrementos e necessidades fisiológicas; por outro lado, filosofia escatológica poderá dizer respeito à filosofia que trata do que pode acontecer no fim do mundo ou no fim dos tempos.




Surgiu uma dúvida sobre a escrita correta: nenhuma - está correto - e nem uma - é correto também ou não se usa?

Ambas as grafias, nenhuma e nem uma, estão correctas; os seus usos e funções é que são distintos.

A palavra nenhuma pode funcionar como determinante (i.e., antes de um nome) ou como pronome (i.e., em vez de um nome) indefinido, indicando negação (1)-(2), ausência (3)-(4) ou reforço de negação (5)-(6). As frases dos números ímpares correspondem a exemplos de nenhuma como determinante, as dos números pares correspondem a exemplos de nenhuma como pronome:
(1) Nenhuma pedra será removida.
(2) Juntou várias pedras mas nenhuma foi removida.

(3) Nenhuma sócia compareceu à festa.
(4) Convidou várias pessoas mas nenhuma compareceu à festa.

(5) Não tenho nenhuma vontade de sair hoje à noite.
(6) Experimentou várias blusas, mas não gostou de nenhuma.

Ainda em posição pré-nominal, e ligada à partícula de negação não, nenhuma pode ser equivalente ao indefinido uma:
(7) Ela não é nenhuma especialista na matéria, mas sabe o que diz.

Note-se que nas frases (1) e (3) nenhuma pode ser substituída por nem uma sem perda de sentido, contrariamente ao que sucede com a frase (5), que gera uma frase agramatical (5a):
(1a) Nem uma pedra será removida.
(3a) Nem uma das sócias compareceu à festa.
(5a) *Não tenho nem uma vontade de sair.

A palavra nenhuma, em posição pós-nominal, tem ainda uma função adjectival, reforçando a negação (5b). Neste contexto, nenhuma nunca pode ser substituída por nem uma, uma vez que tal substituição produz frases agramaticais como (5c):
(5b) Não tenho vontade nenhuma de sair.
(5c) *Não tenho vontade nem uma de sair.

A expressão nem uma pode também significar “nem mesmo uma”:
(8) Nem uma escavadora conseguiria remover esta pedra!

A frase de (8) significa que nem sequer uma escavadora conseguiria remover a pedra. Se nenhuma fosse utilizada em (8), o sentido seria outro: escavadora alguma conseguiria remover a pedra.


pub

Palavra do dia

e·ril e·ril


(latim aereus, -a, -um, de cobre ou bronze + -il)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Que é feito ou coberto de cobre, bronze ou latão.

2. Da cor do bronze. = BRÔNZEO


SinónimoSinônimo Geral: ÉREO

Confrontar: heril.
pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/brindeiro [consultado em 27-10-2021]