Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
abáculoabáculo | s. m.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

a·bá·cu·lo a·bá·cu·lo
(latim abaculus, -i)
substantivo masculino

Cubo de tijolo ou vidro, pintado e embutido em pavimentos de mosaico.

pub

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Qual o plural de "cor de laranja"?
A locução cor de laranja pode ser usada como adjectivo ou como substantivo masculino, como pode verificar no Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa.

Como adjectivo, a locução não flexiona, sendo usada a mesma forma para o masculino e para o feminino, tanto no singular como no plural (ex.: casaco cor de laranja; blusa cor de laranja; sandálias cor de laranja; sapatos cor de laranja).

Como substantivo masculino (ex.: o cor de laranja fica-lhe bem), a locução admite a forma plural cores de laranja (ex.: era grande a diversidade de cores de laranja).

A explicação acima aplica-se também ao substantivo cor-de-rosa (hifenizado com ou sem a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990), que não admite flexão como adjectivo (ex.: fitas cor-de-rosa), mas flexiona como substantivo (ex.: o artigo existe em vários cores-de-rosa diferentes). No entanto, é de referir que os dicionários e vocabulários brasileiros consultados consagram a classificação de substantivo masculino de dois números para cor-de-rosa, o que quer dizer que no Brasil o substantivo é invariável (ex.: o artigo existe em vários cor-de-rosa diferentes). A mesma lógica poderá ser aplicada à locução cor de laranja no português do Brasil.




Sou estudante universitário e é-me bastante importante saber o motivo pelo qual a expressão "O João, preocupado que ele voltasse a sair mais cedo, saiu" está errada, e quais os fenómenos linguísticos implicados.
O adjectivo preocupado selecciona habitualmente um grupo nominal preposicionado (ex.: está preocupado com a doença da mãe) e não uma frase finita (ex.: *está preocupado que a mãe esteja doente; o asterisco indica agramaticalidade). Num dicionário de regências como o Dicionário de Regimes de Substantivos e Adjetivos, de Francisco FERNANDES (25.ª ed., São Paulo: Globo, 2000), por exemplo, poderá encontrar as estruturas abonadas e consideradas correctas para este adjectivo: preocupado com + grupo nominal (ex.: preocupado com as dívidas), preocupado em + frase infinitiva (ex.: preocupado em pagar as dívidas), preocupado de + grupo nominal (ex.: preocupado das dívidas), preocupado por + grupo nominal (ex.: preocupado pelas dívidas), sendo as duas últimas estruturas algo raras.

Por este motivo, na frase em questão, não é aconselhável o uso do adjectivo preocupado seguido de uma frase finita (que ele voltasse a sair mais cedo). Como alternativa, poderia utilizar uma construção como preocupado com a possibilidade de ele voltar a sair mais cedo (a frase infinitiva está contida no grupo nominal cujo núcleo é possibilidade).

pub

Palavra do dia

quan·tos·-que·res quan·tos·-que·res
(plural de quanto + forma de querer)
substantivo masculino de dois números

[Jogos]   [Jogos]  Folha de papel dobrada de modo a formar um objecto que se abre e fecha com a ajuda dos dedos e que se usa como brincadeira. (Equivalente no português do Brasil: come-come.)

pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/ab%C3%A1culo [consultado em 16-01-2019]