Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Saís

2ª pess. pl. pres. ind. de sairsair
Será que queria dizer sais?
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

sa·ir |a-í|sa·ir |a-í|

- ConjugarConjugar

(latim salio, -ire)
verbo transitivo e intransitivo

1. Ir ou passar para fora.ENTRAR

2. Passar a raia, os limites.ENTRAR

3. Tirar-se de onde estava. = AFASTAR-SE, RETIRAR-SE

4. Pôr-se a caminho a partir de um local (ex.: já saí de casa; quero apanhá-la antes de ela sair). = PARTIRCHEGAR

5. Terminar as actividades laborais ou escolares.ENTRAR

6. Distinguir-se; realçar. = SALIENTAR-SE, SOBRESSAIR

7. Formar saliência ou ficar saliente. = RESSALTAR

8. Aparecer aos sentidos. = BROTAR, JORRAR, SURGIR

verbo transitivo

9. Separar-se de um grémio, corporação ou entidade (ex.: saí da empresa). = ABANDONAR, DEIXAR

10. Deixar determinada situação (ex.: eles saíram de uma situação complicada). = LIBERTAR-SE

11. Cair em sorte (ex.: a lotaria saiu a um reformado).

12. Parecer-se com (ex.: o irmão sai à mãe).

13. Custar (ex.: isto saiu barato ao comprador).

14. Arremeter, investir.

verbo intransitivo

15. Surgir; aparecer.

16. Ser publicado (ex.: saiu um artigo demolidor). = PUBLICAR-SE

17. Ter actividades de lazer fora de casa.

18. Desaparecer (ex.: a nódoa saiu).

19. Ser objecto de venda (ex.: este artigo tem saído).

verbo pronominal

20. Dizer algo inesperado (ex.: nesta idade, as crianças saem-se com coisas muito engraçadas).

21. Obter êxito, deixar de ser tímido.

verbo copulativo

22. Ficar em certas condições (ex.: a letra saiu toda torta).

verbo auxiliar

23. Usa-se seguido de gerúndio ou da preposição a e infinitivo, para indicar resultado da acção (ex.: saiu correndo, saímos a perder).


sair-se bem
Obter bom resultado; ter êxito.

sair-se mal
Obter mau resultado; não ter êxito.

Confrontar: cair.
pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "Saís" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

Aprendes de tudo e até sais daqui a

Em Ateliers de Férias de Verão 2010

Car j'ignore où tu fuis, tu ne sais où je vais, Ô toi que j'eusse aimée, ô toi qui le savais!!

Em Esteiros

Mergulhando nos sais da memória, Jussara Salazar tece uma rede cujos fios, bem arquitetados esteticamente, vão desenhando...

Em Baú de Fragmentos: Enchendo esse mundo de causos

Mesmo não saindo exatamente na sexta, as histórias que linko aqui deveriam sais na sexta..

Em Leituras do Dia

São os sais de nicotina (nicotina + ácido benzóico)..

Em Caderno B
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Peço auxílio para a composição de palavras com prefixos gregos e latinos. Quando são em justaposição e quando são em aglutinação? Minha dúvida neste momento é com a palavra intra + esclerótico.
A existência ou não de hífen depois de prefixos gregos e latinos é difícil de sistematizar em poucas linhas, pois isso difere consoante os prefixos (há até divergências ligeiras entre a norma europeia e a norma brasileira do português, por serem diferentes as obras de maior referência neste aspecto).

No caso de intra- (este caso aplica-se também aos prefixos contra-, extra-, infra-, supra- e ultra-), de acordo com a Base XXIX do Acordo Ortográfico de 1945, deve usar-se hífen antes de palavras iniciadas por vogal (ex.: intra-arterial, intra-ocular), h (ex.: intra-hepático), r (ex.: intra-raquidiano) ou s (ex.: intra-sinovial). Assim sendo, deve escrever-se intra-esclerótico segundo o Acordo Ortográfico de 1945, para o português de Portugal, ou o Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil.

Com a aplicação do Acordo Ortográfico de 1990, e segundo a Base XVI, o prefixo intra- (assim como todos os prefixos ou elementos prefixais com o mesmo contexto ortográfico, isto é, terminados na letra a) deve aglutinar-se sempre com o elemento seguinte (ex.: intraocular), excepto se este começar por a (ex.: intra-arterial) ou h (ex.: intra-hepático). No caso de o elemento seguinte começar por r ou s, essas consoantes devem ser dobradas (ex.: intrarraquidiano, intrassinovial). Assim sendo, deve escrever-se intraesclerótico segundo o Acordo Ortográfico de 1990.




Por que o antropônimo Davi/David é grafado (pelo menos aqui no Brasil) sem a letra final d (por exemplo: nos textos bíblicos)? Será que nas demais línguas neolatinas isso também ocorre?
A grafia dos nomes próprios segue muitas vezes critérios um pouco diferentes da grafia dos nomes comuns. O Acordo Ortográfico de 1945 postula, por exemplo, que se mantenham sequências consonânticas estranhas à ortografia actual do português, como ph ou th, em formas de tradição bíblica, ou que as consoantes finais b, c, d, g e t se mantenham, quer sejam proferidas ou não, em nomes próprios como Jacob, Isaac, David ou Bensabat, cujo uso consagrou. Já o Formulário Ortográfico brasileiro postula que os nomes deverão ser sujeitos às mesmas regras dos nomes comuns, fazendo, no entanto, a ressalva de que quem quiser poderá manter a forma consuetudinária do seu nome. O Acordo Ortográfico de 1990, que susbtitui os textos legais anteriores, postula no ponto 5.º da Base I que nada impede que nomes como David sejam escritos sem a consoante final.

O antropónimo David deriva da palavra hebraica dawid, que significa “querido” ou “amado”, através do grego Dauíd e do latim David (cf. MACHADO, José Pedro, Dicionário Onomástico Etimológico da Língua Portuguesa, Lisboa, Livros Horizonte, 2003, p. 492). A forma Davi é uma variante de David por adaptação gráfica à pronúncia, pois o d final é frequentemente não pronunciado. As duas formas coexistem, como poderá verificar realizando uma pesquisa num motor de busca da Internet, apesar de a forma com o d final ser a mais frequente. Em línguas como o francês, o espanhol ou o inglês, a forma David é a mais comum, apesar de haver outras, como o italiano, que acrescentam um e final (Davide) para a adequar ao seu sistema ortográfico. Esta última forma, com o e final, é ainda possível no português (em Portugal, a Direcção Geral dos Registos e Notariados inclui-a na sua lista de nomes próprios autorizados) e mais consentânea do que a forma David com as regras ortográficas da língua portuguesa, pois, exceptuando alguns nomes próprios e estrangeirismos, não existem palavras terminadas em d.

pub

Palavra do dia

fan·til fan·til


(origem obscura)
adjectivo de dois géneros
adjetivo de dois géneros

1. Que tem bom tamanho e é considerado de boa raça (ex.: cavalo fantil).

2. Que tem os traços certos ou ideais para produzir boas crias (ex.: égua fantil).

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Sa%C3%ADs [consultado em 06-07-2022]