Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

Pesquisa por "alquilar" nas definições

-ila | suf.
    Indica radical químico (ex.: alquila; nitrila; oxidrila)....

alquilador | n. m.
    Aquele que alquila trens ou cavalos....

alquilo | n. m.
    Radical orgânico monovalente composto de carbono e hidrogénio, que se forma a partir de um hidrocarboneto saturado, com a remoção de um átomo de hidrogénio....

alcoílo | n. m.
    O mesmo que alquilo....

alquila | n. f.
    Radical orgânico monovalente composto de carbono e hidrogénio, que se forma a partir de um hidrocarboneto saturado, com a remoção de um átomo de hidrogénio....

alquilar | v. tr.
    Alugar cavalgaduras ou trens....

Dúvidas linguísticas


Escreve-se n.º ou nº sem o . (ponto)? E no caso de 1.º ? É possível utilizar as duas formas ou só há uma?
Nem o Acordo Ortográfico de 1990 nem o Acordo Ortográfico de 1945 se pronunciam acerca do uso do ponto ou do traço nestes casos, mas, nos exemplos de abreviaturas que estes textos legais apresentam, o ponto é sempre utilizado. Os prontuários também não se referem de modo específico a estas abreviaturas, mas apresentam listas de abreviaturas similares em que o ponto é sempre utilizado. Como se trata também de uma abreviatura de um ordinal (apesar de apresentar características distintas, por não utilizar letras mas dígitos), o ponto, que na maioria dos casos substitui o que se suprimiu da forma por extenso, é usualmente utilizado antes do símbolo indicador da marca de género e de número (1.ª, 2.º).
Quanto ao traço sob o símbolo do numeral ordinal (ex.: o), mais uma vez não existe nada estabelecido sobre o seu uso nos textos legais e nas gramáticas. O mais comum nos textos impressos é não se colocar o traço, mas isso deve-se mais ao tipo de letra utilizado do que propriamente a uma regra explícita. O facto de se utilizar muitas vezes em escrita manuscrita poderá supor o facto de se tratar de um vestígio de escrita cursiva.




Qual é o diminutivo da palavra foto? Esse diminutivo é masculino ou feminino?
A adjunção de sufixos diminutivos não altera as propriedades morfossintácticas do derivante, que são herdadas pelo derivado. Assim, por exemplo, os sufixos -inho e -zinho alteram apenas a informação semântica (o juízo de valor que se faz sobre a forma de base a que se juntam), mantendo a mesma categoria sintáctica e o mesmo género do derivante: quando se associam a um adjectivo geram um adjectivo (moderno/a - moderninho/a - modernozinho/a), quando se associam a um nome geram um nome (papel - papelinho - papelzinho) e quando se associam a um advérbio geram um advérbio (devagar - devagarinho - devagarzinho).

Tradicionalmente, os sufixos -inho e -zinho são considerados o mesmo, sendo a consoante -z- encarada como um elemento de ligação, pelo que a forma -zinho é tida como uma variante de -inho. No entanto, o seu emprego é distinto, já que se associam a diferentes formas de base, o que faz deles mais do que meras variantes. O sufixo -inho associa-se a radicais, mantendo sempre a vogal da forma de base no caso de palavras de tema em -a ou -o (ex.: um livro - um livrinho; uma caneta - uma canetinha; um pijama - um pijaminha; uma tribo - uma tribinho) e, no caso de palavras de tema em -e ou de tema nulo, substituindo a vogal da forma de base por -a e por -o, consoante os valores de feminino e masculino, respectivamente, da palavra de base (ex.: um sabonete - um sabonetinho; uma semente - uma sementinha; um anel - um anelinho; uma espiral - uma espiralinha). O sufixo -zinho associa-se a palavras (e não a radicais), mantendo a vogal temática de acordo com o género da palavra de base (ex.: um livro - um livrozinho; uma caneta - uma canetazinha; um pijama - um pijamazinho; uma tribo - uma tribozinha; um sabonete - um sabonetezinho; uma semente - uma sementezinha; um anel - um anelzinho; uma espiral - uma espiralzinha). O mesmo é válido para os sufixos -ito e -zito.

Posto isto, o substantivo feminino foto (redução de fotografia) pode apresentar vários diminutivos, consoante os sufixos usados, sendo todos femininos: uma foto - uma fotinho, uma fotozinha, uma fotito, uma fotozita. Não há muitos substantivos femininos terminados em -o (para além de foto e tribo, a lista inclui expo, imago, libido, moto, virago e pouco mais) e o seu uso no grau diminutivo não é dos mais frequentes, o que justifica as hesitações e, por vezes, as incorrecções de alguns falantes.

Palavra do dia

fa·ta·caz fa·ta·caz


(origem duvidosa, talvez de fatia + -aco + -az)
nome masculino

1. Grande pedaço. = NACO

2. Grande afeição. = AMOR, PAIXÃO


SinónimoSinônimo Geral: FACATAZ, FARTACAZ

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/Pesquisar/alquilar [consultado em 27-01-2023]