Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

à vol d'oiseau

à vol d'oiseauà vol d'oiseau | loc.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

à vol d'oiseau


(locução francesa que significa "a voo de ave")
locução

Rapidamente; sem entrar em detalhes, em minúcias.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "à vol d'oiseau" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Esta palavra no dicionário

Ver mais

Esta palavra em blogues

Ver mais

Foi um erro a aquisição deste tijolo (500 págs.) de que li en vol d'oiseau mais de metade. Duvido que venha a modificar a minha opinião. -"quem te manda sapateiro tocar rabecão" pois um médico ilustre, de um família com créditos em várias áreas recorre aos manuais para cerzir um encomiástico olhar

Em insignificante

mémoire y roule incessamment des pleurs, Et tu ne sais pourquoi Dieu fit la nuit si lente ! Et Dieu nous verse encor la nuit égale au jour. Non ! Ta nuit sans rayons n’est pas son triste ouvrage. Il ouvrit tout un ciel à ton vol plein d ’amour, Et ton vol mutilé l’outrage ! Par lui ton coeur éteint s

Em Estação Cronográfica

Aout 2010 Vol 57 No 2913august 25 2010 Manualzz Plongeon Huard Projet D Oiseau National Canadian Geographic Dickies Sweat Zippe Capuche Keswick Bordeaux Laboutiqueofficielle Com Literary Anecdotes 2006 By Hicham Elajjouri Issuu L Atelier De Garance Posts Facebook Brave Soul Parka Fourrure Poche Bomber

Em Luiz Martins

Senhora Ratazzi (Calçada das Letras, 2009), usando, na segunda edição, a divertida expressão “Portugal a Voo de Pássara” já que o original da francesa se intitulava Le Portugal à Vol dOiseau . O Portugal do século XIX, um tempo em que o papel da mulher era extremamente apagado, teve, portanto, outros

Em De Rerum Natura

humana”, como Gisors sentencia a dado passo. E com isto chegamos ao museu de Shangai. Muito à vol doiseau , aqui vai uma referência ao que se nos depara nas várias galerias, a começar no rés-do-chão e subindo pelos seus três andares: Rés-dochão: bronzes, alguns muito antigos, do 13.º ao 11.º séculos a . C

Em Sine Die
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual a escrita correcta para o planeta? Urano ou Úrano?
Os vocabulários tidos como as maiores referências para o português europeu (Vocabulário da Língua Portuguesa, de Rebelo Gonçalves e Grande Vocabulário da Língua Portuguesa, de José Pedro Machado) registam apenas a forma Úrano, referindo Rebelo Gonçalves que a forma Urano, apesar de corrente, “é inexacta”. Esta indicação deve-se à forma latina Uranus, em que o U da antepenúltima sílaba é uma vogal longa (sendo o -a- da penúltima sílaba uma vogal breve), o que corresponde geralmente a uma palavra esdrúxula em português.

No entanto, parece ter havido uma regularização da acentuação da palavra (em português, o padrão mais regular de acentuação é o das palavras graves, isto é, acentuadas na penúltima sílaba), e é de facto muito corrente a forma Urano, inclusivamente com registo em dicionários. Por este motivo, e apesar de a forma Úrano ser a preferida pelos autores mais puristas, pode hoje considerar-se aceitável também a forma Urano.




Como se escreve? Eu não consigo deitar-me cedo. Eu não consigo me deitar cedo. Não consigo perceber se o não está associado ao primeiro ou segundo verbo, pois nos verbos reflexos na negativa os pronomes vêm antes do verbo.
O verbo conseguir, à semelhança de outros verbos como desejar, querer ou tentar, tem algumas propriedades análogas às de um verbo auxiliar mais típico (como o verbo ir, por exemplo). Nestes casos, este verbo forma com o verbo principal uma locução verbal, podendo o clítico estar antes do verbo auxiliar (ex.: eu não me vou deitar cedo; eu não me consigo deitar cedo) ou depois do verbo principal (ex.: eu não vou deitar-me cedo; eu não consigo deitar-me cedo). Isto acontece porque o verbo considerado auxiliar ou semiauxiliar pode formar com o verbo que o sucede uma locução verbal coesa, como se fosse um só verbo (e, nesse caso, o clítico é atraído pela partícula de negação não e desloca-se para antes da locução verbal) ou, por outro lado, o verbo conseguir pode manter algumas características de verbo pleno (e, nesse caso, o clítico me pode manter-se ligado ao verbo principal deitar, de que depende semanticamente). Nenhuma das duas construções pode ser considerada incorrecta, apesar de a segunda ser frequentemente considerada preferencial.

Nesta frase, o marcador de negação (o advérbio não) está claramente a negar o verbo conseguir e é semanticamente equivalente a "eu deito-me tarde, porque não sou capaz de me deitar cedo". Se estivesse a negar o verbo deitar-se (eu consigo não me deitar cedo), teria um valor semântico diferente, equivalente a "eu sou capaz de me deitar tarde", devendo nesse caso o clítico estar colocado antes do verbo deitar.

pub

Palavra do dia

mas·to·gra·fi·a mas·to·gra·fi·a


(masto- + -grafia)
nome feminino

[Medicina]   [Medicina]  Radiografia da glândula mamária. = MAMOGRAFIA

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/%C3%A0%20vol%20d'oiseau [consultado em 15-10-2021]