Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

tem-te-na-raiz

tem-te-na-raiztem-te-na-raiz | n. m. 2 núm.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

tem·-te·-na·-ra·iz |a-i|tem·-te·-na·-ra·iz |a-i|


(forma do verbo ter + te + na + raiz)
nome masculino de dois números

[Ornitologia]   [Ornitologia]  Pequena ave passeriforme da família dos emberizídeos (Emberiza calandra), com plumagem em vários tons de castanho. = TRIGUEIRÃO

pub

Parecidas

Esta palavra em blogues

Ver mais

passageiros em seus carros, entre 50 e 60 veículos em média por dia. A abertura é um alívio para os vizinhos, sem dúvida, mas não resolve a raiz do problema: é impossível promover o desenvolvimento dos transportes e de setores como o turismo se os portões ficarem fechados de segunda a sexta-feira. Um limbo na

Em BioTerra

possibilidade. Leite reconheceu a derrota, desejou sorte a Doria e mirou suas críticas na polarização entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido, rumo ao PL) e o ex-presidente Lula (PT). A regra no seu entorno é, portanto, manter esse tom de colaboração. "João, te desejo toda sorte porque o Brasil precisa

Em Caderno B

um passado candente Há indícios de qualquer voz ausente Na estrela por onde vou a navegar X Oh estradas da raiz dos sonhos Tua fala traz-me ao colo Dos dias de olhos risonhos Nos vales em que me atolo XI Canta meu lugar de nada Abraça minha dança de tudo Grita grita minha voz calada Nas ondas das

Em A Outra Margem

, um cego estava sentado à beira do caminho, pedindo esmolas. 36 Ouvindo a multidão passar, ele perguntou o que estava acontecendo. 37 Disseram-lhe que Jesus Nazareno estava passando por ali. 38 Então o cego gritou: 'Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!' 39 As pessoas que iam na frente mandavam

Em Blog da Sagrada Família

mesmo à espera de novo ralhete mais que merecido mas… eis senão quando de lá vinha era um: “ai filho, deixa lá, não chores, não te aborreças… que a gente compra- te uns novos assim que lá voltarmos”, que era já na semana seguinte, se não houvesse nada em contrário. Pois isto me enchia tanto de consolo

Em Vendo o Mundo de binóculos, do alto de Marvão
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Qual é o diminutivo da palavra foto? Esse diminutivo é masculino ou feminino?
A adjunção de sufixos diminutivos não altera as propriedades morfossintácticas do derivante, que são herdadas pelo derivado. Assim, por exemplo, os sufixos -inho e -zinho alteram apenas a informação semântica (o juízo de valor que se faz sobre a forma de base a que se juntam), mantendo a mesma categoria sintáctica e o mesmo género do derivante: quando se associam a um adjectivo geram um adjectivo (moderno/a - moderninho/a - modernozinho/a), quando se associam a um nome geram um nome (papel - papelinho - papelzinho) e quando se associam a um advérbio geram um advérbio (devagar - devagarinho - devagarzinho).

Tradicionalmente, os sufixos -inho e -zinho são considerados o mesmo, sendo a consoante -z- encarada como um elemento de ligação, pelo que a forma -zinho é tida como uma variante de -inho. No entanto, o seu emprego é distinto, já que se associam a diferentes formas de base, o que faz deles mais do que meras variantes. O sufixo -inho associa-se a radicais, mantendo sempre a vogal da forma de base no caso de palavras de tema em -a ou -o (ex.: um livro - um livrinho; uma caneta - uma canetinha; um pijama - um pijaminha; uma tribo - uma tribinho) e, no caso de palavras de tema em -e ou de tema nulo, substituindo a vogal da forma de base por -a e por -o, consoante os valores de feminino e masculino, respectivamente, da palavra de base (ex.: um sabonete - um sabonetinho; uma semente - uma sementinha; um anel - um anelinho; uma espiral - uma espiralinha). O sufixo -zinho associa-se a palavras (e não a radicais), mantendo a vogal temática de acordo com o género da palavra de base (ex.: um livro - um livrozinho; uma caneta - uma canetazinha; um pijama - um pijamazinho; uma tribo - uma tribozinha; um sabonete - um sabonetezinho; uma semente - uma sementezinha; um anel - um anelzinho; uma espiral - uma espiralzinha). O mesmo é válido para os sufixos -ito e -zito.

Posto isto, o substantivo feminino foto (redução de fotografia) pode apresentar vários diminutivos, consoante os sufixos usados, sendo todos femininos: uma foto - uma fotinho, uma fotozinha, uma fotito, uma fotozita. Não há muitos substantivos femininos terminados em -o (para além de foto e tribo, a lista inclui expo (redução de exposição), imago, libido, moto, virago e pouco mais) e o seu uso no grau diminutivo não é dos mais frequentes, o que justifica as hesitações e, por vezes, as incorrecções de alguns falantes.




Num dicionário de francês-português encontro a palavra panóptico mas no vosso dicionário on-line ela não existe... A dúvida está em saber qual dois 2 dicionários tem razão.
O adjectivo panóptico parece ser uma má tradução do francês panoptique, pois não respeita a ortografia recomendada pelas obras de referência para o português (nomeadamente dicionários, vocabulários e prontuários), visto que o prefixo pan- deverá ser seguido de hífen quando a palavra a que este elemento se junta começa por vogal ou por h. A forma correcta deverá ser então pan-óptico.
pub

Palavra do dia

per·ca·li·na per·ca·li·na


(francês percaline)
nome feminino

Tecido de algodão, leve e lustroso, empregado sobretudo em forros e em encadernações de livros.

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/tem-te-na-raiz [consultado em 20-01-2022]