Dicionário Priberam Online de Português Contemporâneo
Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub
pub

recanto

recantorecanto | n. m.
1ª pess. sing. pres. ind. de recantarrecantar
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

re·can·to re·can·to


(re- + canto)
nome masculino

1. Canto escuro e recôndito.

2. Lugar oculto. = ESCANINHO, ESCONDERIJO

3. Lugar desviado de todas as vistas.


re·can·tar re·can·tar

- ConjugarConjugar

verbo transitivo

1. Tornar a cantar.

2. Cantar com afectação.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "recanto" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Anagramas

Esta palavra em blogues

Ver mais

recanto do seu regaço..

Em catadordepapeis.blogspot.com

, estar formal, estar informal, refeições, leitura individualizada, ver TV panorâmica, “ recanto ” de trabalho ou passatempos

Em infohabitar - o blog do grupo habitar

- 01 noite de Hospedagem no Hotel Recanto Business Center com café da manhã incluso;;

Em www.rafaelnemitz.com

Em Ourinhos, moradores do Recanto dos Pássaros registraram a passagem da nuvem de poeira, com rajadas de vento..

Em Caderno B

, seis aposentados gozam a paz do recanto ..

Em daniel abrunheiro
Blogues do SAPO

Dúvidas linguísticas


Sou assíduo consultor do site da Priberam para dúvidas sobre significação de palavras. Mas não consegui entender a diferença entre as palavras aluguéis e alugueres. Poderiam por favor esclarecer-me?
Aluguéis é a forma do plural do substantivo aluguel. Alugueres é a forma do plural do substantivo aluguer. As duas palavras aluguel e aluguer são sinónimas, sendo a primeira mais usada no português do Brasil e a segunda no português de Portugal.



Qual das expressões é a correcta: de forma a ou por forma a? Caso ambas estejam correctas, qual a diferença entre elas e quando usar uma ou outra?
As duas expressões estão correctas e são locuções prepositivas sinónimas, significando ambas “para”, “a fim de” ou “de modo a” e indicando um fim ou objectivo (ex.: procedeu cautelosamente de forma a/por forma a evitar erros), sendo a locução por forma a menos usada que de forma a, como se pode verificar pela pesquisa em corpora e motores de busca na internet. Ambas se encontram registadas em dicionários de língua portuguesa.

Estas duas expressões, construídas com a preposição a, pertencem a um conjunto de locuções (do qual fazem parte de modo a ou de maneira a) cujo uso é desaconselhado por alguns puristas, com o argumento de que se trata de expressões de influência francesa, o que, neste caso, não parece constituir argumento suficiente para as considerar incorrectas. Acresce ainda que, em qualquer dos casos, locuções prepositivas como de/por forma a, de maneira a ou de modo a desempenham a mesma função da preposição para, que neste contexto introduz frases subordinadas infinitivas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para evitar erros), da mesma forma que, com alterações ao nível dos tempos verbais, as locuções conjuncionais de/por forma que, de maneira que ou de modo que desempenham a função da locução conjuncional para que, que neste contexto introduz frases subordinadas finitas adverbiais de fim (ex.: procedeu cautelosamente para que evitasse erros). Não parece assim haver motivo para deixar de usar umas ou outras.

pub

Palavra do dia

pas·si·nhar pas·si·nhar


(passinho, diminutivo de passo + -ar)
verbo intransitivo

Dar passos muito pequenos; andar com pequenos passos. = PASSARINHAR, PASSARITAR

pub

Mais pesquisadas do dia



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/recanto [consultado em 01-12-2021]