Dicionário Priberam da Língua Portuguesa
Este site utiliza cookies. Ao continuar no site está a consentir a sua utilização. Saiba mais...
pub
pub
pub
pub

pub
paronímiaparonímia | s. f.
Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!

pa·ro·ní·mi·a pa·ro·ní·mi·a
(grego paronumía, -as)
substantivo feminino

1. [Gramática]   [Gramática]  Relação entre duas ou mais palavras que são muito semelhantes na pronúncia ou na escrita, mas que têm significados diferentes; qualidade de parónimo.

2. [Gramática]   [Gramática]  Lista de parónimos.

3. [Gramática]   [Gramática]  Estudo de parónimos.

pub

Auxiliares de tradução

Traduzir "paronímia" para: Espanhol | Francês | Inglês

Parecidas

Palavras vizinhas

Esta palavra em blogues

Ver mais
Blogues do SAPO

Esta palavra no Twitter

Dúvidas linguísticas


Gostaria de saber se o verbo vir na frase eu não quero que eles "vão" à festa, está correto e se não qual é a forma correta.
Na frase Eu não quero que eles vão à festa está presente o verbo ir, indicando que alguém faz uma acção de se deslocar de cá para lá, ou de um local próximo para um local mais afastado.
Se quiser utilizar o verbo vir, indicando que alguém faz uma acção de se deslocar de lá para cá, ou de um local afastado para um local mais próximo de quem fala, deverá utilizar a forma venham.
Em ambos os casos, a frase estará correcta, pois trata-se de formas verbais no presente do conjuntivo (ou presente do subjuntivo, no português do Brasil), por fazer parte de uma oração subordinada completiva ou integrante, que é complemento directo do verbo querer. As duas frases apenas diferem no sentido dado por ser o verbo ir ou o verbo vir.




Gostaria de saber porque na palavra "raiz" não se usa o acento agudo no i, como, por exemplo, na palavra "país". São duas palavras com hiato a-i. E depois, no plural o acento aparece- raízes. Qual é a diferença?
Nas palavras raiz e país há, de facto, o mesmo hiato a-i, mas, apesar de aparentemente se tratar do mesmo contexto ortográfico, correspondem a regras ortográficas diferentes, pois a consoante que segue esse hiato é diferente, o que corresponde a pontos diferentes do Acordo Ortográfico.

Trata-se de pequenas diferenças, que justificam, por exemplo, uma diferença de acentuação gráfica entre o singular raiz e o plural raízes, mas a ortografia é mesmo um conjunto de regras convencionadas e artificiais.

Assim, em raiz, aplica-se o ponto 2.º da base X do Acordo Ortográfico, pois trata-se de um -i- tónico antecedido de uma vogal com a qual forma um hiato, seguido de um -z que faz parte da mesma sílaba:
“As vogais tónicas/tônicas grafadas i e u das palavras oxítonas e paroxítonas não levam acento agudo quando, antecedidas de vogal com que não formam ditongo, constituem sílaba com a consoante seguinte, como é o caso de nh, l, m, n, r e z: bainha, moinho, rainha; adail, paul, Raul; Aboim, Coimbra, ruim; ainda, constituinte, oriundo, ruins, triunfo; atrair, demiurgo, influir, influirmos, juiz, raiz, etc.”

Em país ou em raízes, aplica-se o ponto 1.º da base X do Acordo Ortográfico, pois trata-se de um -i- tónico antecedido de uma vogal com a qual forma um hiato, mas que em país é seguido de um -s que faz parte da mesma sílaba e que em raízes é seguido de um -z que faz parte da sílaba seguinte:
“As vogais tónicas/tônicas grafadas i e u das palavras oxítonas e paroxítonas levam acento agudo quando antecedidas de uma vogal com que não formam ditongo e desde que não constituam sílaba com a eventual consoante seguinte, excetuando o caso de s: adaís (pl. de adail), , atraí (de atrair), baú, caís (de cair), Esaú, jacuí, Luís, país, etc.; alaúde, amiúde, Araújo, Ataíde, atraíam (de atrair), atraísse (id.), baía, balaústre, cafeína, ciúme, egoísmo, faísca, faúlha, graúdo, influíste (de influir), juízes, Luísa, miúdo, paraíso, raízes, recaída, ruína, saída, sanduíche, etc.”

As referências acima são do Acordo Ortográfico de 1990, mas este ponto não sofreu nenhuma alteração em relação ao Acordo Ortográfico de 1945, para o português europeu, ou ao Formulário Ortográfico de 1943, para o português do Brasil.


pub

Palavra do dia

são·-vi·cen·ti·no são·-vi·cen·ti·no
(São Vicente, topónimo + -ino)
adjectivo e substantivo masculino
adjetivo e substantivo masculino

1. Relativo à ilha de São Vicente, em Cabo Verde, ou o seu natural ou habitante.

2. Relativo à vila ou ao concelho de São Vicente, na ilha da Madeira, ou o seu natural ou habitante.

3. Relativo ou pertencente a qualquer localidade chamada São Vicente ou o seu natural ou habitante ou o seu natural ou habitante.

Feminino: são-vicentina. Plural: são-vicentinos.Feminino: são-vicentina. Plural: são-vicentinos.
pub

Mais pesquisadas do dia

Siga-nos



in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://dicionario.priberam.org/paron%C3%ADmia [consultado em 22-01-2019]