PT
BR
Pesquisar
Definições



fita

A forma fitapode ser [segunda pessoa singular do imperativo de fitarfitar], [terceira pessoa singular do presente do indicativo de fitarfitar], [elemento de composição] ou [nome feminino].

Sabia que? Pode consultar o significado de qualquer palavra abaixo com um clique. Experimente!
fita1fita1
( fi·ta

fi·ta

)
Imagem

fita métrica

Fita de medir de que se servem agrimensores, carpinteiros, costureiros, etc.


nome feminino

1. Tecido estreito de um material flexível (ex.: fita de seda).

2. Faixa estreita e plana de qualquer material. = TIRA

3. Insígnia do grau de cavaleiro de certas ordens honoríficas.

4. Adereço do traje universitário que corresponde a uma faixa estreita e colorida de tecido.

5. Sequência de imagens destinadas a cinema. = FILME, PELÍCULA

6. Cassete de áudio ou de vídeo (ex.: as fitas eram gravadas em casa e distribuídas clandestinamente).

7. [Regionalismo] [Regionalismo] Apara de madeira (ex.: trouxeram dois sacos de fitas da serração). [Mais usado no plural.] = MARAVALHA


fita adesiva

Fita delgada e estreita de matéria maleável e colante. = FITA-COLA, FITA GOMADA

fita gomada

O mesmo que fita adesiva.

fita cinematográfica

Fita ou tira de gelatina com uma sucessão de fotografias. = FILME

fita isoladora

Fita que isola.

fita magnética

[Electrónica] [Eletrónica] [Eletrônica]  Fita flexível que serve de suporte de armazenamento de dados através da magnetização da sua superfície.

fita métrica

Fita de medir de que se servem agrimensores, carpinteiros, costureiros, etc.Imagem

etimologiaOrigem etimológica:talvez do latim vitta, -ae, faixa, fita.
Colectivo:Coletivo:Coletivo:fitaria.
fita2fita2
( fi·ta

fi·ta

)


nome feminino

1. Acto de fingir (ex.: aquilo é fita). = FINGIMENTO, SIMULAÇÃO

2. Comportamento ou reacção exagerada e sem motivação racional, geralmente originada por um capricho ou uma contrariedade (ex.: deixem-se de fitas!). = BIRRA, CENA


fazer fitas

O mesmo que fazer (uma) fita.

fazer fita

Reagir de forma caprichosa, sobretudo quando se é contrariado (ex.: fez uma fita daquelas!).

Praticar actos com o fim de dar nas vistas; provocar escândalo.

fazer uma fita

O mesmo que fazer fita.

etimologiaOrigem etimológica:latim ficta, particípio passado feminino de fingo, -ere, modelar, arranjar, dar forma, representar, imaginar, fingir.
fita3fita3
( fi·ta

fi·ta

)


nome feminino

Acto de fitar.

etimologiaOrigem etimológica:derivação regressiva de fitar.
-fita-fita


elemento de composição

Elemento átono que exprime a noção de vegetal ou planta (ex.: saprófito).

etimologiaOrigem etimológica:grego futón, -oû, vegetal, árvore, planta.
fitar1fitar1
( fi·tar

fi·tar

)
Conjugação:regular.
Particípio:abundante.


verbo transitivo

1. Fixar a vista em.

2. Fixar.

3. Dirigir directamente.

4. Endireitar (ex.: o cão fitou as orelhas).


verbo intransitivo

5. Dar no alvo.


verbo pronominal

6. Fixar-se.

etimologiaOrigem etimológica:latim vulgar *fictare, do latim fictus, -a, -um, particípio passado de figo, -ere, fixar.
fitar2fitar2
( fi·tar

fi·tar

)
Conjugação:regular.
Particípio:abundante.


verbo transitivo

Prender ou envolver com fita ou cinta (ex.: máquina para fitar embalagens).

etimologiaOrigem etimológica:fita + -ar.

Auxiliares de tradução

Traduzir "fita" para: Espanhol Francês Inglês

Anagramas



Dúvidas linguísticas



Por que motivo algumas palavras fazem o diminutivo com S e outras com Z?
Entre os sufixos mais produtivos para a formação de diminutivos encontram-se -inho e -zinho. Desta forma, poderá, por exemplo, formar as palavras livrinho (livro + -inho) e livrozinho (livro + -zinho). Só poderá haver um -s- num diminutivo se a palavra primitiva já o contiver, pois não há, em português, um sufixo -sinho. Por exemplo, nas palavras adeusinho ou vasinho há um -s- porque as palavras são formadas de adeus ou vaso + -inho.



A expressão "até ao arrebatamento" está correta?
Antes de mais, convém clarificar, ainda que resumidamente, o uso de até.

Como preposição, a palavra até é usada para indicar um limite temporal (ex.: Eu vou embora, até amanhã; Esperem pela resposta até meados de Janeiro; Dormi até tu chegares), um limite espacial (ex.: Viajou de comboio até Paris) ou um limite quantitativo (ex.: O desconto é válido em todos os enlatados até 800 g).

Segundo a Nova Gramática do Português Contemporâneo de Celso Cunha e Lindley Cintra (14.ª ed., Lisboa, Edições João Sá da Costa, 1998, p. 561), em Portugal usa-se geralmente a preposição até acompanhada da contracção da preposição a com o artigo definido o/a(s) (ex: Fui até ao parque; Fomos até à igreja) enquanto no Brasil se usa maioritariamente a preposição até sem a contracção (ex.: Fui até o parque; Fomos até a igreja). Em termos de correcção, como refere o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa (edição brasileira da Editora Objetiva, 2001; edição portuguesa do Círculo de Leitores, 2002), é indiferente no Brasil associar a preposição até a outra preposição ou não. Por outras palavras, é tão correcto escrever fomos até à igreja como fomos até a igreja, sendo a última a forma mais usual no Brasil.

Como advérbio, a palavra até é usada para indicar inclusão ou ênfase, sendo sinónima de inclusivamente, também ou mesmo (ex.: Todos ajudaram na arrumação da cozinha, até o avô; O empresário fez várias alterações e admite até a contratação de mais funcionários). Dependendo da regência do verbo em causa, o advérbio até pode surgir associado a uma contracção (ex.: Eles foram a todo o lado: à Europa, à Ásia, até à Austrália!).

Considerando os usos acima descritos, a expressão até ao arrebatamento está correcta, tanto em Portugal como no Brasil, se a palavra até for usada como preposição (ex.: Foi uma festa intensa até ao arrebatamento final). Se, no entanto, a palavra até for usada como advérbio, a expressão até ao arrebatamento está incorrecta, como indica o asterisco (ex.: *Todas as emoções foram banidas, até ao arrebatamento religioso).